Prefeitura de Macapá cancela programação cultural de aniversário da cidade

 

Acompanhando o cenário do aumento de casos gripais e de Covid-19, a Prefeitura de Macapá decidiu cancelar a programação de aniversário da cidade. A medida é necessária para preservar a saúde da população.

Dentre as atividades previstas estava a corrida, passeio ciclístico, show gospel e a Virada Cultural. Como tradição, a missa na Catedral de São José de Macapá foi mantida, mas o espaço seguirá as recomendações sanitárias, como distanciamento social e uso de máscaras.

A gestão municipal pretende realizar, em outro momento, as atividades esportivas e culturais. A proposta será discutida com base no cenário epidemiológico.

“Vamos acompanhar a situação e, então, vamos discutir uma nova data para realização, principalmente da Virada Cultural, que vai reunir artistas locais e seria um momento de lazer e diversão para a população. É importante que todos tenham segurança de participar do evento”, explica Olavo Almeida, diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura de Macapá (Fumcult).

Macapá completa 264 anos e comemora com virada cultural e programação artística em pontos turísticos

Virada cultural, música, artesanato e teatro de rua integram a programação do aniversário de 264 anos de Macapá, comemorado no dia 4 de fevereiro. A Prefeitura prepara uma grande festa para a capital banhada pelo rio Amazonas. O objetivo é atrair a comunidade para celebrar as atrações em homenagem à cidade.

O festival de Iemanjá, que visa saudar a Rainha do Mar, abre os festejos no dia 2 de fevereiro. A festividade tem como objetivo fortalecer as ritualísticas do candomblé, umbanda e tambor de mina, valorizando as manifestações tradicionais da cultura negra em Macapá.

As atrações contemplam os diversos segmentos culturais e pretendem fazer um resgate histórico da terra tucuju. Além de lazer e entretenimento, o esporte ganha notoriedade, abrindo a programação do dia 4 de fevereirocom corrida de rua.

‘’Neste primeiro momento, os grupos de Fanfarra, que contam com instrumentos de sopro e percussão, participarão do decorrer do percurso da corrida, anunciando a passagem dos atletas’’, destaca o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Olavo Almeida.

No setor artístico, a Virada Cultural terá atrações simultâneas em toda a cidade, com ações realizadas em galerias, palcos e pontos turísticos.

Confira a programação:

2 de fevereiro

Festival de Iemanjá

4 de fevereiro

  • Prefeitura de Macapá

Corrida de rua

Horário: 6h

  • Araxá

Sexta da diversidade / LGBTQIA+

Horário: 16h

  • CEU das artes

Artes cênicas e visuais

Horário: 12h (Início da exposição de obras de artista plásticos)

  • Curiaú

Marabaixo e Batuque

Horário: 12h10min

  • Fazendinha

Shows de Música: melody, brega, saudade e guitarrada

Horário: 12h10

  • Mercado Central

9h – Pronunciamento oficial

10h – Audiovisual

12h10 – Shows musicais

16h – Dança (clássica, brega, salão etc.)

  • Praça da Bandeira

Música instrumental, rap, shows de rock e música alternativa.

Horário: 16h

  • Praça chico Noé

Capoeira e teatro de rua

Horário: 16h

  • Praça da Prefeitura

Música Popular Amapaense (MPA)

Horário: 12h10min

  • Praça Veiga Cabral

Concerto de Poesias, exposições de artes visuais, artesanato e música voz e violão

10h – Artesanato e Artes visuais

15h – Poesia e música

  • Bicicleata

Horário: 16h

Concentração: início da avenida Cora de Carvalho, em frente ao prédio da Igreja Universal

Percurso: sistema binário (Avenidas Cora de Carvalho e Padre Júlio), com término no Mercado Central

Motoristas que foram autuados podem ter desconto de 20% a 40% no pagamento da infração de trânsito

No site da prefeitura é possível conseguir um desconto de 20%.

A Prefeitura de Macapá, através da Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá (CTMac), disponibiliza uma ferramenta on-line para os interessados em obter descontos no pagamento de infração de trânsito. Além do site, os condutores podem obter o benefício por meio do aplicativo, Carteira Digital de Trânsito (CNH) instalado no celular, ou, ainda, comparecer ao prédio da CTMac, tendo em mãos placa e renavan do veículo.

PARA ACESSAR CLIQUE AQUI:  https://macapa.ap.gov.br/consulta-de-multas/

No site da prefeitura é possível conseguir um desconto de 20%, verificar as infrações exigíveis, com a opção de gerar 2ª via, além de informações sobre defesa prévia e recursos.

A legislação atual possibilita o pagamento da infração de trânsito com o desconto de 40% (artigo 284, §1º do CTB). Esse benefício é possível somente através do aplicativo CNH. O Sistema de Notificação Eletrônica está disponível dentro do aplicativo que contém a CNH e o CRLV digital.

No aplicativo o usuário passa a receber notificações detalhadas de todas as infrações cometidas, podendo optar pelo desconto, dessa forma o motorista reconhece a infração e abre mão da defesa prévia e possibilidade de recursos contra a autuação. Em seguida, o aplicativo da carteira digital gera um código de pagamento que pode ser utilizado nos bancos conveniados.

O diretor presidente da CTMac, Andrey Rêgo, explica que o aplicativo está disponível para todos, mas para ter total acesso é necessário que o veículo esteja no nome do usuário, vinculado a seu CPF.

“As multas de trânsito poderão ser pagas somente nas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal ou pelos aplicativos dessas agências, além de casa lotérica. A baixa da infração acontece automaticamente pelo sistema em até 24 horas após pagamento confirmado pelos bancos”, afirma o gestor.

Multas e notificações realizadas em 2020 e 2021

Em 2020 as multas aplicadas somam 29.451. Já em 2021 foram 19.897

Em 2020, todas as Notificações de Autuação referentes aos cometimentos de fevereiro a novembro foram interrompidas e somente foram retomadas em 2021, dentro de um cronograma onde o montante destas notificações represadas foi distribuído entre os meses de janeiro e setembro de 2021.

Também em 2020, todas as notificações de penalidade foram interrompidas a partir de fevereiro e somente foram retomadas em dezembro de 2021.

Tudo ocorreu em conformidade com as resoluções emitidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Prefeitura de Macapá faz pesquisa de campo sobre os efeitos da salinização no distrito do Bailique

Estudo foi realizado pela Secretaria de Agricultura entre os dias 14 e 17 de dezembro e alcançou cerca de 150 pessoas.

Com o objetivo de ouvir a comunidade do Bailique, a Prefeitura de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura (Semag), realizou um estudo de campo entre os dias 14 e 17 de dezembro para analisar o efeito da salinização no distrito e o impacto socioeconômico na agricultura familiar.

A equipe, composta pelo secretário da pasta, coordenador, economista, engenheiro agrônomo e técnicos agrícolas, esteve presente em diversas comunidades do distrito e aplicou questionários aos moradores. A coleta de informações contribuirá na construção de um relatório técnico para análise das demandas da comunidade local.

“Viemos com uma equipe de 17 pessoas e fizemos um levantamento detalhista com mais de 150 fichas cadastradas. O estudo será de extremo valor para a prefeitura de Macapá, pois nos fornece dados para que no ano seguinte possamos traçar um plano de ação para o distrito do Bailique”, ressalta o secretário Raimundo Costa.

Dentre os principais dados da pesquisa estão os impactos ambientais e socioeconômicos provocados pelo avanço do oceano sobre a foz do Rio Amazonas, como consequências na saúde da população, produção do açaí, pesca, pecuária e extrativismo vegetal; além da dificuldade em adquirir energia elétrica em algumas comunidades, como Igarapé do Meio, Jurubuzinho, Franco Grande, Buritizal, Arraiol do Bailique, Macaco, Liberdade e as vilas Macedônia e Progresso.

O estudo finalizou nesta sexta-feira (17) com uma reunião entre a equipe da Secretaria de Agricultura e os moradores locais do Bailique para ouvi-los sobre as principais reivindicações, especialmente, em relação à agricultura familiar, base de sustento de muitas comunidades.

Outros estudos

A Semag também realizou, concomitantemente, um levantamento para incentivar a agricultura entre as mulheres do distrito. Trata-se do projeto mulheres na agricultura familiar.

Em algumas comunidades, como Limão do Curuá, o extrativismo de sementes oleaginosas (andiroba, pracaxi e copaíba) é feito, exclusivamente, pela mão de obra feminina. A ideia é que esse público cresça para demais regiões.

“A mulher também precisa ser protagonista na agricultura”, explica o coordenador da pesquisa de campo, Mário Vieira.

A comunidade ainda depende em boa parte da agricultura familiar para seu próprio sustento. Apesar da salinização, o Bailique continua sendo um local rico em produção frutífera, com uma comunidade receptiva que preza pelo afeto e carinho aos visitantes.

— 

Prefeitura Municipal de Macapá

Depois de uma semana fechado para manutenção, Bioparque reabre na quarta-feira, 01.12, dia de meia entrada para todos

O Bioparque da Amazônia tem uma novidade para os amantes da natureza: a unidade retorna com a visitação do público nesta quarta-feira (1º), dia de meia-entrada no valor de R$ 5,00 o ingresso. O ambiente conta com 107 hectares de florestas dentro da área urbana de Macapá, ficando a menos de 15 minutos do centro, com acesso pela Rodovia Juscelino Kubitschek.

“O benefício simbólico garante a meia-entrada para todos os públicos nas quartas-feiras, sem precisar apresentar documentos comprobatórios. Além disso, estamos retornando para o mês natalino, que promete ser cheio de novidades”, destaca o diretor-presidente do Bioparque, José Aranha Neto.

Para entrar no espaço é obrigatório o uso de máscara, que deve ser usada durante todo o passeio do visitante. As programações de contemplação da natureza e ecoturismo estarão disponíveis das 9h às 17h. A bilheteria encerra às 16h20.

Atrações

As trilhas terrestres proporcionam uma experiência única de contato com a natureza. Para quem ama caminhada, a Guarda Parque é a mais indicada, pois possui 4 quilômetros de extensão. Na Pau-brasil, o visitante se encanta no Bosque do Quati, um espaço dedicado aos animais frequentes da unidade. Além disso, as trilhas Ressaca e Sacaca, de 700 metros cada, também proporcionam momentos fantásticos.

A Casa da Árvore costuma agradar as crianças. A atração foi construída a três metros do chão. Além do Jardim Sensorial, que é um espaço acessível para pessoas com dificuldade de locomoção.

Para os amantes de turismo de aventura, o parque possui trilha suspensa, arborismo, parede de escalada e tirolesa. São mais de 300 metros que possibilitam a observação de aves e outros animais que vivem na copa das árvores.

Os preços do circuito são por trecho: Arborismo R$15,00; Parede de escalada R$ 20,00; Tirolesa R$ 20,00; Trilha suspensa R$ 20,00.

— 

Prefeitura Municipal de Macapá

http://www.macapa.ap.gov.br/

CMM aprova a criação da comenda “Mérito do Samba Manoel Torres”

A Câmara Municipal de Macapá aprova por unanimidade, a criação do título honorífico de “Mérito do Samba Manoel Torres”. A proposta foi defendida pelo vereador Nelson Souza (PSD), autor do projeto de decreto legislativo que originou a comenda. A votação e aprovação do projeto foi durante a 35ª sessão ordinária da CMM desta terça-feira, 23 de novembro.

“É o mínimo que nosso mandato, que esta Casa de Lei pode fazer em memória de um homem que deixa um imenso legado no carnaval e no samba amapaense. De tal modo que decidimos homenageá-lo com esta honrosa comenda que a partir da aprovação de nossa matéria será eternizada pelo Legislativo Municipal”, destaca Nelson Souza.

Manoel das Graças dos Santos Torres faleceu aos 68 anos de idade no dia 13 de novembro de 2018. Ele era um apaixonado por carnaval, cuja escola de coração era a Piratas da Batucada (Piratão), onde desenvolveu relevante trabalho em prol do carnaval amapaense, inclusive com a composição de sambas para o carnaval local.

Mérito – Carnavalescos, amigos, filhos e a esposa de Manoel Torres, Pariza Pena Torres, com quem era casado há 46 anos, ocuparam as galerias da CMM para acompanhar a aprovação do projeto de decreto legislativo que instituiu a criação da comenda de “Mérito do Samba Manoel Torres”.

Visitantes do Bioparque pagam meia-entrada no feriado da Proclamação da República

O parque conta com atividades voltadas para educação ambiental, contemplação da natureza e prática de esportes de aventura.

O Bioparque da Amazônia estará aberto para visitação no Dia da Proclamação da República, celebrado na próxima segunda-feira (15). O espaço, que é formado por ecossistemas que integram floresta de terra firme, cerrado e áreas de ressaca, funcionará das 9h às 17h. A bilheteria encerra às 16h20. Excepcionalmente no feriado nacional, a meia-entrada no valor de R$ 5,00 estará disponível para todos os públicos.

A abertura do parque no feriado deseja proporcionar um momento de lazer para a população durante o feriado nacional. Para entrar no espaço é obrigatório o uso de máscara, que deve ser usada durante todo o passeio do visitante.

“De quarta-feira a domingo, contamos com diversas atividades de promoção da preservação do meio ambiente, ecoturismo, além do circuito aventura, uma das atrações mais procuradas. Decidimos abrir no feriado da Proclamação da República pensando naqueles que não têm tempo de visitar o local nos dias normais de programação”, afirma o diretor-presidente do Bioparque, José Aranha Neto.

O feriado contará com as programações tradicionais do parque. Os visitantes poderão se encantar com o ambiente, que reflete a natureza amazônica, através dos cantos dos pássaros e da correria dos quatis, além da vegetação nativa ao redor das trilhas.

CONFIRA ABAIXO O QUE VOCÊ ENCONTRA NO BIOPARQUE:

  • Trilha Terrestre Guarda Parque (4 quilômetros);
  • Trilha Terrestre Ressaca (700 metros);
  • Trilha Terrestre Sacaca (700 metros);
  • Trilha Terrestre da Onça (30 metros);
  • Trilha Terrestre Pau-brasil (330 metros);
  • Ecótono (transição de dois ou mais ecossistemas);
  • Jardim Sensorial (espaço acessível para pessoas com deficiência física e locomoção reduzida);
  • Memorial das Orquídeas de Teresa Leite Chaves;
  • Casa da Árvore (Construída a 3 metros do chão e pode ser utilizado por crianças);
  • Jardim Amazônico (Cascata e Poço da Mãe D’água);
  • Jardim dos Poetas.

Circuito Aventura:

  • Arborismo: R$ 15,00
  • Parede de escalada: R$ 20,00
  • Tirolesa: R$ 20,00
  • Trilha suspensa: R$ 20,00

http://www.macapa.ap.gov.br/

 

Promotoria da Saúde constata irregularidades na Central de Imunização de Macapá

Na última sexta-feira (12), os promotores de Defesa da Saúde do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Fábia Nilci e Wueber Penafort, acompanhados da assessora técnica Elizeth Paraguassu, estiveram na Central de Imunização do Macapá, para verificar fatos detalhados em relatório da Controladoria-Geral da União (CGU), que apontam irregularidades no sistema de refrigeração da unidade e ausência de gerador de energia com acionamento automático. 

O relatório foi enviado ao MP-AP no último mês de agosto, com o alerta de que a Central de Imunização do Município estava sem gerador, causando insegurança e risco de perda de vacinas, devido a constante falta de energia em Macapá. Além das vacinas contra a Covid-19, a Central armazena inúmeros imunizantes. 

Notificada, a Prefeitura de Macapá (PMM) assegurou a compra emergencial do equipamento, enquanto concluía a licitação para aquisição definitiva. No local, a Promotoria observou que o gerador existente não liga automaticamente e que, numa eventual queda de energia, cabe ao vigilante do local, sem qualificação para a tarefa, garantir o funcionamento da máquina até que o responsável da empresa seja acionado.

“Imaginemos um quadro comum no Amapá: queda de energia e o riso de ficarmos sem telefonia, como a empresa será acionada? Quanto tempo levará para revolver? Quem vai assegurar a proteção desses imunizantes, que precisam ser conservados em temperatura correta”, questiona a promotora Fábia Nilci.

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) informou que, apesar do atraso, a empresa prestadora do serviço vai garantir o acionamento automático do gerador, para que não haja qualquer risco no processo de refrigeração e conservação dos insumos. 

Mais detalhes 

Nota Técnica nº 2030/2021/AUD-AP/AMAPÁ, da CGU, apresenta o resultado do acompanhamento do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid – 19 (PNO) no Município de Macapá.

O objetivo dessas vistorias é acompanhar e possibilitar aprimoramentos na execução do PNO, por meio da emissão de recomendações e alertas quanto aos principais riscos que possam impactar as ações adotadas para a vacinação da população contra a Covid-19. Foram apresentadas medidas mitigadoras aos principais riscos identificados, sem prejuízo das demais providências cabíveis. 

Lilson Saldanha, superintendente da CGU no Amapá, assina o relatório, onde identificou “falhas que necessitam de atenção imediata, pois estão atreladas a riscos de alto impacto na atividade fim do Departamento de Imunobiológicos”. 

A equipe da Promotoria da Saúde observou, também, que não há nenhum manual de procedimentos e que os protocolos de aferição de temperatura para conservação dos imunobiológicos são precários. 

As temperaturas são verificadas duas vezes por dia, o mínimo exigido pelo Ministério da Saúde. No entanto, devido ao clima local, com sensação térmica elevada, não é indicado seguir o mesmo padrão do sul do país.

. 

Diante desse quadro, a Promotoria da Saúde recomendou que a aferição de temperatura nos refrigeradores e freezers seja realizada, ao menos, quatro vezes ao dia, e que seja encaminhado ao MP-AP o nome da empresa vencedora do certame, bem como, a data para a entrega do novo grupo gerador. 

Gerador de energia elétrica fora de operação

Em visita ao Departamento de Imunobiológicos de Macapá, em 10 de junho deste ano, a CGU verificou que a unidade tinha um gerador de energia elétrica apenas para emergências, porém, o equipamento estava inoperante por falta de manutenção. 

“Além de possuir partida manual e necessitar de pessoal específico para acioná-lo, o equipamento não se encontrava instado em local isolado, conforme indicado no manual da rede de frios, mas ao lado da porta de entrada do Departamento. Segundo o manual: o gerador deverá ser situado no exterior da edificação com acesso restrito e exclusivo aos técnicos especializados; o ambiente de instalação do grupo gerador necessita de cobertura e área de ventilação compatível com a capacidade do equipamento”, detalha o documento.  

Em seguida, a CGU destaca, ainda, que o gerador estava conectado ao quadro do Departamento, servindo a todo o prédio ao invés de um sistema crítico isolado.

“Essa situação compromete o Plano de Contingência da Unidade, que dispõe apenas de coolers de transporte e bobinas reutilizáveis para conservação dos imunizantes sob sua guarda em um evento de falha prolongada no fornecimento de energia, elevando o risco de comprometimento dos imunizantes sob sua guarda”, reforçam os auditores da CGU.  

Naquela ocasião, considerando a instabilidade do sistema de abastecimento elétrico no Amapá e o risco de danos aos imunizantes armazenados, foi recomendada a manutenção ou substituição imediata do equipamento, bem como sua relocação para atender o manual da rede de frios. O prazo para o atendimento dessa recomendação foi 25 de junho.

“Papos de Rocha e outras crônicas no meio do mundo”: segundo livro de Elton Tavares visita paisagens da memória, boemia, poesia e cotidiano Amapaense

Viradas do cotidiano intenso e surpreendente povoam as páginas do segundo livro do jornalista Elton Tavares, fundador e editor do site De Rocha, portal mais do que enraizado nas buscas de internet dos amapaenses e fonte de cultura desde 2009. O lançamento de “Papos de Rocha e outras crônicas no meio do mundo” acontece no dia 22 de novembro, em um dos ambientes mais visitado e revisitado pelo autor, Bar e Restaurante Station 57.
Assim como na primeira coletânea, lançada em 2020, o jornalista volta a envolver o leitor em histórias que acontecem no dia a dia de Macapá e em sua vida pessoal. Com linguagem coloquial que aproxima e convida o leitor a mergulhar na narrativa dessa construção repleta de tanta verdade, que é possível se sentir dentro das “estórias”. Assuntos inusitados, porém vivenciados, como a reclamar por ter que usar uniforme, como também, sonhando com uma máquina do tempo cinematográfica ou sentindo o cheiro da educada, elegante e sábia, vó Peró. Relatos e mistérios surpreendentes que somente a boa literatura poderia revelar.
Como grande é o universo descrito nas páginas do “Papos de Rocha e outras crônicas no meio do mundo”, ainda maiores são os integrantes desse projeto liderado por Elton. As ilustrações são do artista plástico Ronaldo Roni, projeto gráfico e diagramação são assinados pelo publicitário Andrew Punk, projeto do produtor cultural e jornalista Daniel Alves e revisões da poeta Jaci Rocha e jornalista Marcelle Nunes.
Autor de diversas obras e lenda da cultura tucuju, o escritor Fernando Canto assina o prefácio do livro, deixando claro que se trata de uma experiência de imersão: “Ele fala de si mesmo como se colocasse palavras nas nossas bocas leitoras, latentes bocas do inferno, bocas devoradoras de letras e de pensamentos Tavarianos”.
As 43 crônicas que compõem o novo livro de Elton Tavares foram publicadas originalmente em seu site, o De Rocha. A obra foi realizada com recursos da Lei Aldir Blanc, executados pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult). “Há 12 anos o portal faz parte da vida cultural e política do amapaense, fico muito satisfeito em ver que o virtual é palpável e virou um segundo livro. Agradeço à Secult e ao secretário Evandro Milhomen pelo suporte e confiança, à equipe que me ajudou nesse trabalho e ao amigo Fernando Canto pelo apoio e incentivo”, ressaltou o autor.
Para Elton, a obra tem o intuito de materializar o imaginário e dar vida diária à memória e à identidade que todos os amapaenses carregam. “É isso que o De Rocha realiza há 12 anos: o olhar de muitos observadores, suas vivências, realidades e o modo de dizer meu, do Amapá e tudo que faz parte da construção histórica da nossa cultura, espero que gostem, é isso”, conclui.
Lançamento
O lançamento acontecerá no dia 22 de novembro, no restaurante Station 57. Bem frequentado, o aconchegante espaço reúne boa culinária, cervejas incontestavelmente geladas, vívida playlist e atendimento impecável. Localizado no coração de Macapá, a escolha do lugar para o momento é parte da garantia de uma noite agradável de confraternização entre amantes das palavras bem escritas.

Bar em Bar: 4ª edição do festival de gastronomia de boteco de Macapá começa na quinta-feira (11)

Com abertura programada para quinta-feira (11), o maior festival de gastronomia de boteco, o Festival Bar em Bar, terá como palco de abertura o Bar Du Pedro, no histórico Mercado Central e, nesta 4ª edição o tema ‘Saúde, vamos brindar a vida!’, alusivo ao enfrentamento à pandemia de Covid-19.

Na edição de 2021, o festival acontecerá de 11 a 21 de novembro e tem como um dos critérios a criação de uma receita nova entre frituras, carnes, frios, hambúrgueres, defumados e petiscos deliciosos diferentes do que já é oferecido no cardápio.

Este ano o Bar em Bar traz uma novidade, o prêmio ‘Papudinho 2021’, para o primeiro cliente que completar o circuito com fotos degustando os 25 petiscos. Uma categoria para que os clientes possam participar do festival de forma mais integrada.

Além disso, os estabelecimentos participantes receberão a visita dos críticos gastronômicos oficiais dos concursos gastronômicos no estado. Ao final, as avaliações serão computadas e destacados os vencedores.

O evento é realizado no Amapá pela Abrasel, Prefeitura de Macapá por meio do Instituto Municipal de Turismo (Macapatur) e Sebrae, com o apoio do Sicred, 99Food e patrocínio da Devassa.

http://www.macapa.ap.gov.br/

Fé, tradição e discussão de políticas públicas compõem a programação do Novembro Afro em Macapá


O Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir) divulga a programação do Novembro Afro que acontece ao longo do mês e promove discussões de políticas públicas, exalta as tradicionais festas ligadas aos Dia da Consciência Negra e favorece ações de saúde e cidadania para comunidades quilombolas.

Entre as primeiras agendas da programação está a reinauguração do Museu do Negro, localizado no novo prédio do Improir, na Avenida Feliciano Coelho. O espaço traz um pouco da história do povo negro na capital e será aberto ao público.

“A reabertura do nosso museu é um ponto inicial desse mês tão importante para discussão de políticas que alcancem a população negra de Macapá. Além das ações de cidadania e saúde, a Prefeitura quer promover discussões e ocupar espaços públicos”, ressalta a diretora-presidente do Improir, Maria Carolina.

As secretarias municipais de Saúde (Semsa) e Assistência Social (Semas), Guarda Civil Municipal, Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) e Instituto Municipal de Turismo (Macapatur) são parceiras do Instituto na realização da programação durante o mês de novembro.

Tradição

Com o planejamento das atividades, a Prefeitura de Macapá garante ainda o apoio às agendas tradicionais Caminhada Zumbi dos Palmares e a Missa dos Quilombos, realizadas em parceria com demais entidades negras representativas e Governo do Amapá.

 

Confira a programação completa do Novembro Afro

11/11 – Evento Neab+IFAP: Uma análise da atuação da FCP e da FUNAI na promoção da cidadania do povo negro e indígena.

12/11 – Reinauguração do Museu do Negro

10/11 – Pretas Potências – Escuta pública com mulheres negras de Macapá

13, 16 e 18/11 – Afrocidadania itinerante nas comunidades quilombolas Maruanum, Casa Grande e Lontra da Pedreira

14/11 – Comemoração do Dia Nacional da Umbanda no Bioparque da Amazônia

19/11- Divulgação do perfil do Afroempreendedor em Macapá

20/11 – Caminhada Zumbi dos Palmares

20/11 – Batalha de B-boys

20/11 – Exposição do Museu do Negro no Mercado Central

20/11 – Feira Preta na União dos Negros do Amapá (UNS)

20/11 – Missa dos Quilombos

22 a 26/11 – Programa especial “Conversas Pretas” na 102 FM, das 19h às 20h.

23/11 – Roda de conversa sobre segurança e políticas públicas com jovens da periferia e a Guarda Municipal de Macapá

26/11 – Expo Afro no Mercado Central

30/11 – Legado vivo das Tranças: da Tradição ao Afroempreendedorismo

— 

Prefeitura Municipal de Macapá

http://www.macapa.ap.gov.br/

Prefeito sanciona Lei que cria o projeto ‘Orla Livre’; iniciativa vai proporcionar um espaço de esporte e lazer aos macapaenses

A população de Macapá terá um espaço exclusivo de práticas esportivas e de lazer aos domingos. A iniciativa contempla o projeto ‘Orla Viva’, criado por meio da Lei de nº 2.493 de 2021, de autoria do vereador Bruno Santos (PSDB). A cerimônia de sanção aconteceu na tarde desta quinta-feira (21).

A partir do documento, será restringido veículos automotores aos domingos, das 8h às 19h, nos perímetros entre as Avenidas Pedro Lazarino e Rua Professor Zacarias Alves Araújo, ambas localizadas no bairro Santa Inês.

“O nosso objetivo é proporcionar um espaço para que os nossos munícipes possam praticar suas atividades físicas e desenvolver atividades de lazer, culturais, entretenimento e empreendedorismo. Uma iniciativa que todos se beneficiam e ficam mais próximos do nosso majestoso Rio Amazonas. Parabéns ao vereador Bruno pela iniciativa”, disse o prefeito Dr. Furlan.

 

O vereador Bruno Santos explica que o projeto criado por ele, na verdade, consiste em uma alteração dos artigos da Lei Municipal de nº 2.124 de 2014 que já restringia os veículos no perímetro, porém, em período menor.

“A Lei sancionada em 2014 é de autoria do vereador André Lima e, em comum acordo, decidimos criar o projeto de Lei que hoje está sendo sancionado pelo prefeito Dr. Furlan. Nós entendemos que estender o horário atinja todos os públicos, os que preferem ir caminhar de manhã, por exemplo, e os que gostam de ir à Orla no final da tarde”, afirma o vereador.

O vereador também pontua que foi realizada uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Vereadores com a presença da Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), além de empreendedores de vários segmentos.

Será realizada mais uma escuta pública com os empreendedores que atuam no local para determinação da data de início do projeto.

 

“A nossa intenção é fazer da Orla o nosso potencial econômico e estamos trabalhando para fomentar o turismo e economia de Macapá. Temos que aproveitar que somos contemplados pelo Rio Amazonas”, finaliza Dr. Furlan.

— 

Prefeitura Municipal de Macapá

http://www.macapa.ap.gov.br/

Prefeitura de Macapá autoriza retorno das atividades educacionais 100% presenciais

A Prefeitura de Macapá divulgou nesta terça-feira (28), o Decreto Municipal no 5.251/2021-PMM que dispõe sobre os critérios para a continuidade das atividades econômicas, sociais e escolares e define as medidas sanitárias de prevenção ao coronavírus no período de 29 de setembro a 28 de outubro de 2021.

Autorização vale para a rede de educação pública e particular da capital

Entre outras alterações, o novo documento autoriza a retomada das atividades educacionais na forma 100% presencial em todas as séries da rede pública e particular de ensino, desde que observadas todas as recomendações de higiene e distanciamento.

Na rede pública, o formato virtual será exceção para os alunos que os pais declararem a capacidade do uso de tecnologias digitais de informação e comunicação, e que se responsabilizem em pegar e entregar na escola os materiais e atividades oferecidos. Na rede privada, as escolas que já executam o plano híbrido de ensino poderão dar continuidade à modalidade.

Confira o documento na íntegra em anexo.

5251-2021- Abertura gradativa das atividades econômicas

Prefeitura Municipal de Macapá

http://www.macapa.ap.gov.br/

Prefeitura de Macapá inicia aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19

A Prefeitura de Macapá inicia a aplicação da dose de reforço na capital, nesta quinta-feira (16). A iniciativa se dá em função da Nota Técnica n º 27 de 2021 do Ministério da Saúde (MS), que orienta os estados e municípios quanto à administração da terceira dose da vacina contra a Covid-19.


A terceira dose será ofertada inicialmente aos idosos a partir de 85 anos, imunodeprimidos e transplantados.

“Diante do recebimento desta orientação do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde [Semsa] está se preparando para iniciar a aplicação da dose de reforço da vacina no público elegível. É importante que todos fiquem atentos ao calendário de oferta dessas doses para que ninguém fique sem este reforço”, diz a titular da pasta, Karlene Lamberg.

 

Como funciona

Em Macapá, a oferta da terceira dose iniciará com os idosos a partir de 85 anos, imunodeprimidos e transplantados, pois eles apresentam alto grau de comprometimento no sistema de defesa contra infecções e necessitam de um esquema vacinal adaptado por apresentarem resposta reduzida ao imunizante.

 

De acordo com o cronograma de vacinação da Semsa, este grupo também será vacinado na sexta-feira (17). A divulgação dos pontos de vacinação, horário de funcionamento e documentação exigida serão divulgados no site da Prefeitura de Macapá e nas contas oficiais da instituição no Facebook, Twitter e Instagram.

 

Próximos grupos

A aplicação desta dose nos demais grupos previstos na nota técnica será feita mediante orientação do Ministério da Saúde.

 

Orientação do MS

De acordo com a nota, a medida se dá em função da redução progressiva da proteção nos idosos, especialmente aqueles que se encontram na faixa etária acima dos 80 anos que, segundo o documento, ficam mais propensos ao desenvolvimento de formas graves da doença, o que pode estar ligado ao longo tempo da resposta imune depois da aplicação da segunda dose.

 

Segundo o documento, eles deverão receber, preferencialmente, uma vacina com a plataforma de RNA mensageiro, como a Pfizer/BioNTech, que será utilizada pela Semsa para aplicação da terceira dose.

Prefeitura Municipal de Macapá

http://www.macapa.ap.gov.br/

Adolescentes de 12 anos nascidos entre 1º de julho a 31 de dezembro são vacinados nesta sexta-feira (10)

Adolescentes de 12 anos nascidos entre 1º de julho a 31 de dezembro podem procurar um dos pontos para se vacina um dos pontos de vacinar para iniciar o ciclo de imunização contra a Covid-19. A antecipação da segunda dose de Astrazeneca e Pfizer também continua, dessa vez para pessoas com vencimento até dia 20 de setembro.

Todos os vacinados precisam apresentar os originais e cópias de um documento oficial com foto, comprovante de residência e carteira de vacinação, que deverá conter a indicação da aplicação da primeira dose.

12+
Os pontos disponíveis são o Instituto Federal do Amapá (Ifap), as universidades Federal do Amapá (Unifap) e do Estado do Amapá (Ueap), Amapá Garden Shopping e Unidade Covid Santa Inês, nos horários de 9h às 15h. É imprescindível que, além dos documentos, os adolescentes estejam acompanhados dos pais ou responsáveis.

D2 de Astrazeneca e Pfizer
Pessoas que estão com vencimento dos imunizantes até o dia 20 de setembro já podem encerrar o seu ciclo de imunização.

Para o imunizante Astrazeneca/Oxford pode se deslocar até os pontos de drive-thru do Estádio Zerão, Rodovia do Curiaú, Praça Floriano Peixoto e Marabaixo, além da quadra da Igreja Jesus de Nazaré, no horário de 9h às 15h.

A D2 da Pfizer/BioNTech está disponível de 8h às 13h nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Álvaro Corrêa, Pedrinhas, Novo Horizonte, Pacoval, São Pedro, Marabaixo, Raimundo Hozanan, Rosa Moita, Fazendinha, Brasil Novo e Leozildo Barreto Fontoura.

D2 de CoronaVac
As pessoas que estão dentro do período de recebimento do imunizante CoronaVac serão atendidas nas UBSs Padre Raul Matte e Pantanal, que funcionarão das 8h às 13h. Além da quadra da Igreja Jesus de Nazaré, no horário de 9h às 15h.
http://www.macapa.ap.gov.br/

Prefeitura Municipal de Macapá

“Orgulho de Ser Amapá”: programação de aniversário de criação do Território Federal e do Mercado Central inicia nesta sexta-feira (10)

Nesta sexta-feira (10), a partir das 17h, o Mercado Central de Macapá recebe a abertura da programação da campanha “Orgulho de Ser Amapá”, que ocorre em alusão aos 78 anos de criação do Território Federal do Amapá e de 68 anos de inauguração do próprio mercado

 

 

 

 

De acordo com sua organização, a iniciativa busca resgatar o orgulho pelas coisas da terra, sua história, cultura, pessoas e monumentos e é realizada pelo mandato do senador Randolfe Rodrigues, Prefeitura de Macapá, Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) e Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (Tjap).

Foto: Lilian Monteiro

No primeiro dia de programação ocorre o lançamento do box de livros “Amapá: História, Imagens e Mitos”, impresso pelo Conselho Editorial do Senado Federal. O trabalho consiste numa caixa com 5 obras de autores amapaenses que abordam diferentes temas.

Os livros são os seguintes: Os Selos Postais da República do Cunani (Wolfgang Baldus); Amapá à francesa (Pauliany Barreiros Cardoso); Mitos e Lendas do Amapá (Joseli Dias); Um Cais que Abriga Histórias de Vida (Verônica Xavier); e Histórias de Oiapoque (Sonia Zaghetto).

Ocorre ainda na abertura do evento exposições de fotos históricas e atrações culturais locais, além da fala das autoridades presentes.

 

13 de Setembro

O segundo dia de atividades será na segunda-feira (13), data dos 78 anos de fundação do Território Federal. A programação inicia com Alvorada no Mercado Central, com a banda da Guarda Municipal, plantação do pé de Amapazeiro e de uma cápsula do tempo com os sonhos de crianças amapaenses. Haverá ainda o anúncio, pelas autoridades da segunda fase de revitalização do Mercado Central.

 

Em seguida, na Assembleia Legislativa do Amapá, acontecerá sessão solene, com a participação da Orquestra Florescer, Batuque Raízes do Cunani e a entrega das Medalhas Notável Edificador do Amapá a 14 personalidades amapaenses, além da presença de 24 amapaenses ilustres que serão homenageados ocupando as cadeiras do parlamento estadual.

 

Serviço

Programação Orgulho de Ser Amapá

Data de início: 10/09 (sexta-feira)

Horário: 17h

Local: Mercado Central de Macapá

Prefeitura Municipal de Macapá