SENAI Amapá oferta cursos gratuitos rápidos de Aperfeiçoamento Profissional

As formações têm duração média de 10 dias e são destinadas a pessoas com idade a partir de 16 anos


Com vagas para 6 cursos gratuitos de curta duração, o SENAI Amapá divulgou edital de gratuidade nesta segunda-feira, 10 de junho.
Ao todo são 175 oportunidades oferecidas em Macapá e Santana e Vale do Jari, na modalidade presencial. As inscrições já foram obtidas e podem ser realizadas pelo site futuro.digital até terça-feira, 11.

 

Os aperfeiçoamentos são nas áreas de informática básica, comandos elétricos, design de marca – Corel Draw, construção de fundação rasa e estrutural, alvenaria estrutural e apresentações criativas em PowerPoint. Os cursos oferecidos têm duração média de 10 dias e são destinados a pessoas com idade a partir de 16 anos e que tenham concluído, pelo menos, o 5° ano do Ensino Fundamental ou tenham experiência comprovada na área.

Distribuição de vagas

Macapá :

  • Informática Básica – Tarde e noite – 50 vagas – presencial;
  • Comandos Elétricos – Noite – 25 vagas – presencial;
  • Design de Marca – Corel Draw – Noite – 25 vagas – presencial.

Santana :

  • Construção de Fundação Rasa e Estruturais – Manhã – 25 vagas – presencial;
  • Alvenaria Estrutural – Manhã – 25 vagas – presencial;
  • Apresentações Criativas em PowerPoint – Manhã – 25 vagas – presenciais.

Sobre os cursos

Os cursos de Aperfeiçoamento Profissional são para pessoas que já têm conhecimento em uma determinada área e desejam se atualizar em normas, legislações ou ampliar o seu conhecimento. Também possuem duração rápida entre cinco e 25 dias

Informações ou dúvidas sobre os cursos poderão ser sanadas diretamente nas Escolas do SENAI ou pelo WhatsApp: (96) 8406-1825.

Coordenação de Comunicação e Marketing Corporativo SESI/SENAI – AP

SENAI Amapá oferta mais de 500 vagas gratuitas em cursos de qualificação profissional


Com vagas para 11 cursos gratuitos, o SENAI Amapá abriu edital de gratuidade nesta segunda-feira, 20 de maio. Ao todo são 575 oportunidades oferecidas em Macapá, Santana e Vale do Jari, na modalidade presencial e semipresencial. As inscrições já começaram e podem ser realizadas pelo site
futuro.digital até ter&cc edil;a-feira, 21.

As formações são para: Eletricista de Instalação Predial, Almoxarife, Instalador Hidráulico, Costureiro Sob Medida, Mecânico de Motor de Popa, Pinto de Obras Imobiliárias, Montador e Reparador de Computadores, Assistente de Recursos Humanos, Assistente Contábil Financeiro, Operador de Processos de Distribuição Logística e Instalador de Sistemas Fotovoltaicos.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato deve seguir as fases de caráter eliminatório e/ou classificatório, conforme o edital: inscrição online e avaliação comportamental em grupo.

Todos os resultados e convocações serão publicados no site ap.senai.br, na aba de Processos Seletivos/Oferta de Cursos. Entre os requisitos está escolaridade mínima necessária que varia conforme a qualificação desejada.

Distribuição das vagas

  • Eletricista de Instalação Predial – Vale do Jari – 50 vagas – Presencial – Tarde e noite;
  • Almoxarife – Santana e Vale do Jari – 75 vagas – Presencial e semipresencial – Manhã e Tarde.
  • Instalador Hidráulico – Macapá e Santana – 50 vagas – Presencial e semipresencial – Noite;
  • Costureiro Sob Medida – Macapá – 25 vagas – Presencial – Noite;
  • Mecânico de Motor de Popa – Macapá – 25 vagas – Presencial – Tarde;
  • Pinto de Obras Imobiliárias – Santana – 25 vagas – Presencial – Tarde;
  • Montador e Reparador de Computadores – Macapá e Santana – 100 vagas – Presencial e semipresencial – Manhã, tarde e noite;
  • Assistente de Recursos Humanos – Macapá – 75 vagas – Semipresencial – Manhã e tarde;
  • Assistente Contábil Financeiro – Vale do Jari – 50 vagas – Semipresencial – Tarde;
  • Operador de Processos de Distribuição Logística – Macapá – 25 vagas – Semipresencial – Tarde;
  • Instalador de Sistemas Fotovoltaicos – Santana – Presencial e semipresencial – 75 vagas – Manhã e tarde.

Sobre os cursos

A qualificação é destinada às pessoas que buscam formação e desenvolvimento de competências em um determinado perfil profissional ou tenham a necessidade de se recolocar no mercado de trabalho. A duração depende do curso escolhido – no mínimo 45 e no máximo 60 dias.

Para informação é preciso entrar em contato com as Escolas do SENAI, pelo e-mail: [email protected] ou pelos contatos de atendimento da Unidade na qual o candidato deseja se inscrever. Macapá: (96) 98406-1825; Santana: (96) 98414-0741; e Vale do Jari: (96) 99104-4732.

Governo do Amapá firma cooperação com docentes de universidades portuguesas para programa de intercâmbio com a Ueap

Universidade expande política de intercâmbios com Portugal para professores e alunos.

Como mais uma iniciativa para fortalecer o ensino superior, o Governo do Amapá celebrou convênio com docentes das universidades portuguesas das cidades de Évora, Coimbra, Porto e Algarve para intercâmbio de alunos e professores com a Universidade do Estado do Amapá (Ueap). Trata-se do programa Erasmus Mundus, criado pela União Européia, com o objetivo de estabelecer relações recíprocas de ordem cultural e mobilidade acadêmica entre as instituições.

A partir de junho, a Ueap receberá pesquisadores da Universidade de Coimbra, incluindo o engenheiro químico, a vice-reitora da Universidade do Algarve e outros pesquisadores lusitanos, que irão ministrar uma série de cursos curtos e formações, ao corpo docente e a estudantes do Amapá.

Segundo a reitora da Ueap, professora Kátia Paulino, por meio dessa parceria estratégica, o Governo do Estado está ampliando suas fronteiras acadêmicas com universidades portuguesas.

“Essas iniciativas sublinham o compromisso da Universidade com a internacionalização da educação e pesquisa, criando um ambiente acadêmico que transcende fronteiras e fomenta uma troca rica e produtiva. Continuamos dedicados a expandir estas e outras parcerias, buscando sempre proporcionar as melhores oportunidades para nossa comunidade acadêmica”, destacou a reitora.

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontecerá de 14 a 20 de outubro de 2024, a Ueap receberá duas pesquisadoras da Universidade do Algarve, que contribuirão com o Curso de Mestrado em Recursos Naturais da Amazônia.

Professora do Amapá vence Prêmio Educador Transformador, em São Paulo

O projeto desenvolvido pela professora do Instituto Federal do Amapá, Leila Nunes venceu o prêmio Educador Transformador que aconteceu em São Paulo nesta quarta-feira, 24 de abril. O prêmio reconhece professores e educadores com projetos na área da educação empreendedora.

O trabalho  entitulado “ Mulheres de Fibra: Edificando o mundo conscientemente“ competiu na categoria Educação profissional. O anúncio foi feito durante a Bett Educar 2024, maior evento de educação e tecnologia da América Latina.

“ Estou muito feliz de estar levando esse prêmio para o Amapá. Esse prêmio não é só meu,  mais também de casa um que esteve comigo. Eu agradeço as minhas primeiras mulheres de fibra, que foram minhas alunas e ao Sebrae Amapá que nunca soltou a minha mão desde o Desafio Liga jovem no qual eu desenvolvi esse trabalho”, falou emocionada a professora Leila Nunes.

O projeto Mulheres de Fibra surgiu com intuito de incentivar meninas na ciência e criar estratégias mitigadoras para a construção civil, incentivando alunas do curso técnico em edificações do Ifap, em situação de vulnerabilidade. Ele ensina às alunas a pesquisar fibras oriundas de materiais orgânicos, para inserção em materiais cerâmicos, também promovendo o reaproveitamento do resíduo ao invés de descartá-lo, de forma inadequada, no meio ambiente, gerando gases que possam contribuir para o efeito estufa.

Concorrentes

Foram 35 professores vencedores das etapas regionais que concorrem ao prêmio, somente 7 consagraram -se vencedores do prêmio.

Prêmio

O Prêmio Educador Transformador é uma iniciativa que reconhece e promove práticas educacionais transformadoras. Se inscreveram professores e professoras que implementaram projetos educacionais nos anos de 2021, 2022 e/ou 2023 que desenvolveram ou estão desenvolvendo alguma ação inovadora. A inscrição foi gratuita e em sete categorias – Educação Infantil; Ensino Fundamental – Anos Iniciais; Ensino Fundamental – Anos Finais; Ensino Médio Regular; Educação Profissional; EJA (Educação de Jovem e Adulto); e Educação Superior.

Sebrae no Amapá/Unidade de Marketing e Comunicação

Criação da Universidade Federal da Fronteira Norte é aprovada pela CE Fonte: Agência Senado

 

Fonte: Agência Senado

A Comissão de Educação (CE) aprovou nesta terça-feira (23) projeto de lei que transforma o campus de Oiapoque da Universidade Federal do Amapá (Unifap) na Universidade Federal da Fronteira Norte (Unifron).

O PL 3.455/2023, do senador Randolfe Rodrigues (Sem partido-AP), obteve voto favorável do relator na comissão, senador Fabiano Contarato (PT-ES). O relatório foi lido no colegiado pela senadora Janaína Farias (PT-CE) e segue agora para análise pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Pelo texto, a Unifron será uma autarquia vinculada ao Ministério da Educação e terá por objetivo oferecer ensino superior de graduação e pós-graduação, desenvolver pesquisas, extensão e cultura, bem como promover a inovação e o desenvolvimento regional.

Ainda, a partir da data da publicação da futura lei, todos os alunos matriculados e cursos que estiverem sendo ministrados passarão a fazer parte da nova universidade, independentemente de adaptação ou do cumprimento de qualquer outra exigência formal.

Na justificação, Randolfe argumenta que é necessário transformar o campus de Oiapoque em instituição autônoma para que possam ocorrer avanços ainda mais significativos na expansão da educação superior no Amapá, no desenvolvimento regional e no processo de cooperação binacional com o departamento ultramarino francês da Guiana.

— A aprovação dessa matéria constitui um marco. […] No Oiapoque, 52% da população são de povos originários — disse o senador Randolfe, que comemorou a aprovação da matéria.

Segundo a senadora Professora Dorinha Seabra (União-TO), que presidiu a CE nesta terça-feira, a transformação do campus em universidade, dotada de autonomia, “com certeza ampliará muitos serviços na região, com ensino, pesquisa e extensão”.

Para o relator, o desmembramento do campus de Oiapoque para a criação da nova universidade é uma evolução natural do processo de expansão da rede federal de educação superior, necessária para suprir as demandas educacionais e o desenvolvimento daquela região.

Contarato argumentou que, segundo o Censo da Educação Superior de 2022, as matrículas na rede federal de educação superior atingiram mais de 1,3 milhão em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, com participação cada vez mais consistente de segmentos populacionais de baixa renda e historicamente desfavorecidos.

O relator destacou, ainda, que o projeto vai ao encontro da Meta 12 do Plano Nacional de Educação (PNE) vigente, que busca ampliar até 2024 as taxas bruta e líquida de matrículas nesse nível de ensino em relação à população de 18 a 24 anos, para 50% e 30%, respectivamente.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

Docente da graduação e mestrado em História recebe prêmio de organização estadunidense

Alexandre Guilherme da Cruz Alves Junior foi premiado pela Organização de Historiadores Americanos por artigo que aborda a ocupação da Ilha de Alcatraz, nos Estados Unidos, por ativistas indígenas norte-americanos. É a primeira vez que um pesquisador de uma universidade sul-americana ganha o prêmio.


O docente da Licenciatura em História e do Mestrado em História da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Prof. Dr. Alexandre Guilherme da Cruz Alves Junior, é o primeiro pesquisador proveniente de uma universidade da América do Sul a ganhar o Prêmio David Thelen, concedido pela Organization of American Historians (OAH), dos Estados Unidos, ao melhor artigo sobre a história daquele país escrito em língua não-inglesa, no biênio 2022-2024. A cerimônia de premiação ocorreu no dia 12 de abril, na cidade de Nova Orleans, em Louisiana (EUA).

O artigo vencedor, intitulado “A Ocupação de Alcatraz e o Movimento Indígena nos Estados Unidos (1969 – 1971)”, foi publicado em 2022 na Revista “Tempo”, do Departamento de História da Universidade Federal Fluminense (UFF). O docente inscreveu o artigo no concurso da OAH em 2023 e recebeu a notícia da premiação no início de abril.

O pesquisador recebeu com surpresa a notícia que havia ganhado o prêmio. “Mais importante do que a premiação individual é a contribuição que este prêmio terá na avaliação do curso de Licenciatura em História e na consolidação do Mestrado em História, assim como para a pós-graduação na Unifap”. Uma universidade que, na sua concepção, tem potencial para produzir conhecimento sobre o estado Amapá, mas também sobre o mundo”, avalia o Prof. Dr. Alexandre Cruz.

Prática em sala de aula amadureceu a temática do artigo

Segundo o Prof. Dr. Alexandre Cruz, a ideia da pesquisa que resultou no artigo premiado surgiu durante uma aula no curso de Licenciatura Intercultural Indígena, ofertado no campus Binacional do Oiapoque (AP).

“Dando aula no Oiapoque, a professora de História da Licenciatura Intercultural Indígena, Carina Almeida, junto com seus estudantes indígenas, pediram para que eu fizesse uma aula sobre a história indígena nos Estados Unidos, aí fui preparar essa aula. É uma temática pouco conhecida, então deu muito trabalho para formular essa aula e, durante a organização dessa aula, eu conheci esse evento que foi a ocupação da Ilha de Alcatraz por estudantes indígenas nos anos 1960, reclamando a ilha como território indígena. A gente conhece bastante o movimento por direitos civis nos anos 1960 né, por conta do movimento feminista, movimento negro, entre outros, e o movimento indígena praticamente não aparece naquele contexto. Então eu decidi pesquisar mais sobre essa ocupação”, explica o docente.

Em 2021, o pesquisador foi aceito como pesquisador visitante na Universidade de Harvard (EUA), para desenvolver pesquisa sobre o assunto. Em solo estadunidense, o docente teve a oportunidade de acessar documentos diretamente nas fontes de pesquisa e ir na Ilha de Alcatraz. Ao retornar, escreveu o artigo premiado.

A reivindicação da Ilha de Alcatraz como território indígena

O artigo analisa os pronunciamentos e as ações realizadas pelos ativistas indígenas que ocuparam a ilha de Alcatraz entre novembro de 1969 e junho de 1971. Na ocasião, um grupo de estudantes chegou à antiga prisão federal norte-americana, intitulando-se “Indígenas de Todas as Tribos”, com o objetivo de reclamar o território para a fundação de um centro cultural e uma universidade indígenas.

A pesquisa desenvolvida pelo Prof. Dr. Alexandre Cruz buscou compreender, por meio da análise de dois manifestos públicos feitos pelo grupo de universitários à época da ocupação, como uma leitura própria do passado foi utilizada tanto como instrumento de legitimação das ações políticas de ação direta não violenta visando a soberania dos povos indígenas nos Estados Unidos, como também instrumento para forjar uma agenda interétnica que pudesse reverter as péssimas condições sociais dos povos nativos nos centros urbanos e nas reservas estadunidenses.

O artigo relata as dificuldades encontradas pelo “Indígenas de Todas as Tribos”, que ocupou a ilha, tanto para se manter no local como para articular apoio de organizações indígenas para a ocupação e as reivindicações do grupo, em nível externo, e dirimir os conflitos internos entre os próprios manifestantes.

O pesquisador aponta, no artigo, que, apesar das reivindicações não terem sido atendidas pelo governo federal estadunidense à época, inspirou, nos anos subsequentes, outras gerações de ativistas indígenas a promover, em diferentes esferas políticas e sociais, os interesses indígenas a partir de perspectivas indígenas

“O artigo ilumina como a ocupação da ilha reverberou no país inteiro, fazendo com que o movimento indígena alcançasse leis em prol da autodeterminação dos povos indígenas nos Estados Unidos”, conclui.

O artigo pode ser lido em https://www.scielo.br/j/tem/a/3PrJDqmcP96XJCjhm5kF4nq/.

Mais de 14 mil estudantes do Amapá são selecionados para o programa federal ‘Pé de Meia’

Os alunos receberão R$ 200 mensais para incentivar a permanência na escola.

A partir de agora, mais de 14 mil estudantes do ensino médio da rede estadual estão recebendo as parcelas mensais do programa federal “Pé de Meia”, que incentiva a permanência de jovens na escola por meio de estímulos financeiros. O cadastro foi feito a partir de um levantamento realizado pelo Governo do Amapá, e já possibilita o saque da primeira parcela de R$ 200.

Os alunos podem verificar se foram selecionados para o programa baixando o aplicativo de celular “Jornada do Estudante”. Nele, as famílias conseguem acompanhar as datas de pagamento, os valores das parcelas e resolver pendências documentais.

Caso o aluno não tenha sido selecionado, ele pode procurar a secretaria da própria escola e verificar a justificativa para essa inelegibilidade. Se alguma incoerência for identificada, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) auxiliará o aluno na inclusão no benefício.

O programa “Pé de Meia” é executado pelo Ministério da Educação. A iniciativa alcança estudantes de baixa renda de 14 a 24 anos, cuja família está inscrita no Cadastro Único (CadÚnico) e é beneficiada pelo Bolsa Família.

De acordo com a operadora do programa Pé de Meia no Amapá, Telma Passos, a expectativa é que a medida combata a evasão escolar, garantindo o acesso à educação e reduzindo a desigualdade social entre os jovens, além de estimular a mobilidade social.

“Muitas vezes, os jovens são obrigados a largar os estudos para começar a trabalhar e contribuir financeiramente com a casa. Com o Pé de Meia, garantimos que ele continue na escola”, explica Telma.

O programa prevê o pagamento mensal de R$ 200, que podem ser sacados em qualquer momento, mais o acréscimo de R$ 1 mil ao final de cada ano concluído, que, neste caso, só poderá ser retirado da poupança após o estudante se formar no ensino médio. Os valores podem chegar a até R$ 9,2 mil por aluno no total.

A primeira parcela do programa já está disponível a todos os estudantes selecionados. Para acessar o valor, os jovens e responsáveis devem se dirigir à uma agência da Caixa Econômica Federal, ou baixar o aplicativo Caixa Tem. Em 2024, o benefício será pago em nove parcelas.

Governo do Amapá retoma ‘Proerd Pé na Estrada’ para levar prevenção às drogas nas escolas de todo o estado

Coordenada pela Polícia Militar, a iniciativa será itinerante e é mais uma proposta do Plano de Governo da gestão sendo cumprida.

A ampliação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar nas escolas da rede pública e particular de ensino, integra as políticas de segurança do Plano de Governo da gestão do governador Clécio Luís. Em 2024, a iniciativa volta a ser itinerante com o “Proerd Pé na Estrada”, que vai percorrer todos os municípios do Amapá.

O programa, que não chega ao interior do estado há 11 anos, retorna para aproximar as comunidades dos 16 municípios, das forças de segurança, levando projetos sociais e iniciativas educacionais a jovens, para que sejam multiplicadores de conhecimentos na construção de uma sociedade mais justa.

O Proerd tem as ações direcionadas para toda comunidade escolar e, de forma especial, também aos pais e responsáveis dos alunos, promovendo a reflexão sobre a importância da família como primeiro ambiente de prevenção.

De acordo com o coordenador do programa, major Alex Sandro Chaves, o “Proerd Pé na Estrada” atuou apenas em 2013. Este ano, Laranjal do Jari deve ser a primeira cidade a receber os monitores, com ação prevista para o dia 1º de abril.

“O Proerd Pé na Estrada é a aplicação das mesmas lições que damos aqui em Macapá, mas, agora também no interior. Serão dez lições aplicadas às crianças. Estamos voltando, e, certamente, a sensação é muito boa. Temos esta tarefa dada pelo Governo do Amapá e pelo comando-geral e vamos cumprir e levar o Proerd aos 16 municípios”, garantiu o major.

Neste primeiro momento, a maioria dos monitores são policiais da Diretoria de Ação Social e Cidadania da PM, e de alguns batalhões da capital. O major Alex Sandro antecipa que uma nova capacitação vai qualificar outros agentes da segurança para atender ainda mais crianças e adolescentes.

“Teremos um curso em setembro deste ano, que pretendemos formar alguns policiais que já atuam no interior. Estamos há 4 anos sem essa capacitação para instrutor do Proerd, e fizemos uma força-tarefa para este retorno e contamos com o apoio da Secretaria de Justiça e Segurança Pública [Sejusp]”, reforçou o coordenador.

Saiba como funciona o Proerd

Normalmente, a aplicação do programa é feita dentro da sala de aula para turmas de 5ª ano da rede pública de ensino, sempre acompanhadas pelo professor da classe. As escolas são selecionadas conforme solicitação das mesmas e a necessidade detectada pela coordenação do estabelecimento de ensino.

O Proerd conta com um total de 10 encontros, totalizando 10 horas/aula, durante um semestre letivo. Em específico no “Pé na Estrada”, o atendimento será feito no decorrer de uma semana, sendo duas horas por dia, sempre finalizando com a formatura das turmas.

Proerd

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é desenvolvido em parceria com as polícias militares e escolas, com o objetivo de prevenir o uso de drogas e a prática da violência entre crianças e adolescentes. O programa foi criado nos Estados Unidos em 1983 e chegou ao Brasil em 1992.

No Amapá foi implantado em 2002 e já atendeu mais de 135 mil alunos de 5 a 12 anos, das séries iniciais até o 5º ano das escolas das redes pública e particular de ensino.

A Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) completa 34 anos de história.

São pouco mais de três décadas de avanços e conquistas. Somos a primeira instituição de ensino superior amapaense.

Nossa história transformou em realidade o sonho de acesso à universidade pública e de qualidade para todos, nos orgulhando em contribuir para a formação de gerações de profissionais e cientistas qualificados, que ofertam serviços à comunidade e contribuem para o desenvolvimento da região amazônica.

A reitoria sente-se honrada em compartilhar esse momento com seus professores, alunos, técnicos-administrativos, terceirizados e todos aqueles que fazem da nossa universidade a maior instituição de ensino superior público do Amapá.

Parabéns UNIFAP, pelos seus 34 anos de bons serviços prestados ao nosso Estado, formando gerações para o mercado de trabalho, para a cidadania e para uma sociedade melhor.

Abertas inscrições para processo seletivo do Mestrado Profissional em Cultura e Política

Interessados em fazer parte da primeira turma do curso têm até 15 de março para se inscrever. Ao todo, estão sendo ofertadas 15 vagas.

O estudo dos processos e práticas socioculturais na região amazônica, com a interação com contextos locais e globais, é o eixo norteador do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar – Mestrado Profissional em Estudos de Cultura e Política (PPCult), que está com as inscrições para a seleção de alunos para a primeira turma da pós-graduação abertas até 15 de março de 2024. Para se inscrever, o(a) candidato(a) deve acessar o endereço eletrônico https://sigaa.unifap.br/sigaa/public/processo_seletivo/lista.jsf.

CONFIRA AQUI O EDITAL DE SELEÇÃO

Serão ofertadas 15 vagas, sendo 11 para ampla concorrência e 4 vagas para pessoas autodeclaradas indígenas, pessoas negras (pretas ou pardas) e pessoas com deficiência (PcD), incluindo-se aquelas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Haverá, ainda, 5 vagas supranuméricas para pessoas indígenas, quilombolas, trans (transexuais/transgêneros/travestis), populações do campo e pessoas em situação de deslocamento forçado ou migrantes internacionais.

Poderão participar da processo seletivo brasileiros e estrangeiros portadores de diploma de curso de graduação reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) ou similar (no caso de estrangeiros). No ato da inscrição, o(a) candidato(a) deverá preencher a ficha de inscrição e anexar o pré-projeto de pesquisa e os documentos solicitados no edital de seleção.

O processo seletivo compreenderá quatro etapas:
– Avaliação do pré-projeto de pesquisa, de caráter eliminatório e classificatório;
– Memorial Descritivo, de caráter eliminatório e classificatório;
– Entrevista, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizada no período de 1º a 6 de abril, em horários e locais a serem divulgados no dia 28 de março;
– Análise Curricular de caráter classificatório.

O resultado final da seleção será divulgado a partir de 10 de abril de 2024. mais informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected].

Sobre o curso
O Mestrado Profissional em Estudos de Cultura e Política dedica-se ao estudo das práticas e processos socioculturais no contexto da região amazônica, em sua interação com os contextos locais e globais, especialmente a dimensão simbólica que permeia a constituição de práticas e processos inerentes a fenômenos sociais caracteŕısticos da região.

A proposta do PPCult é observar a constituição e interfaces entre processos sociais que envolvem a produção, circulação e reconhecimento de sentidos, conhecimentos e saberes na perspectiva de produzir tecnologias sociais e inovação a partir da compreensão da ação sociopolítica e cultural de sujeitos, grupos organizados e instituições politicas.

O PPCult será na modalidade presencial, com área de concentração em Estudos Interdisciplinares em Cultura na Amazônia. O mestrado possui duas linhas de pesquisa: Práticas, Produtos e Processos Culturais; e Cultura Política, Deliberação Pública e Organizações Sociais.

Saiba mais em www2.unifap.br/ppcult.

Serviço
Processo Seletivo para o Mestrado Profissional em Estudos de Cultura e Política 2024
Inscrições até 15 de março de 2024, gratuitas, de forma on-line por meio do endereço eletrônico https://sigaa.unifap.br/sigaa/public/processo_seletivo/lista.jsf. 15 vagas mais 5 supranuméricas. Público alvo: portadores de diploma de graduação. Edital disponível no link http://www.unifap.br/editais/edital-n-o-01-2024-ppcult-unifap-16-de-fevereiro-de-2024-processo-seletivo-para-o-ingresso-discente-no-mestrado-profissional-em-estudos-de-cultura-e-politica-turma-2024/.

Governo do Amapá oferta mais de 2 mil vagas para atividades esportivas em Macapá e Santana

As inscrições começam na segunda-feira, 26, para 13 modalidades nos centros didáticos.

O Governo do Amapá oferta 2 mil vagas em 13 modalidades esportivas nos centros didáticos de Macapá e Santana. As inscrições são gratuitas, começam na segunda-feira, 26, e seguem até 1º de março. Podem se candidatar pessoas de 6 a 59 anos, a depender do esporte escolhido.

As matrículas podem ser feitas diretamente nas secretarias dos centros didáticos, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Entre as modalidades ofertadas, estão vôlei de quadra, futsal, basquete, treino funcional, futebol, musculação, natação, atletismo, ballet, tênis de quadra, hidroginástica e yoga. Uma das novidades será a implantação de aulas de beach tennis, que serão ofertadas no Centro Estádio do Zerão.

O coordenador de Formação Esportiva da Sedel, Anderson Gomes, explica que, com a oferta de vagas, o Governo do Estado incentiva a prática esportiva.

“A iniciação esportiva é a etapa onde o aluno experimenta diferentes modalidades de desenvolver habilidades motoras, cognitiva, social e afetiva, além de buscar a melhoria do alto rendimento para que os atletas possam participar das competições nacionais”, detalha Gomes.

Documentos necessários

Para realizar a matrícula, é necessário apresentar as seguintes documentações: xerox do RG, xerox do comprovante de residência, foto 3×4 (duas unidades), declaração escolar (para menos de 18 anos), comprovante de vacinação contra Covid-19 e a cópia ou o original do laudo médico ou encaminhamento de apto para prática esportiva.

Confira as modalidades e quantidade de vagas ofertadas em cada centro didático:

Centro Didático Adamor Picanço (Macapá)

Endereço: Rua Jovino Dinoá, bairro Beirol

Modalidades:

  • Futsal-120 vagas
  • Futebol de campo -120 vagas

Centro Didático Avertino Ramos (Macapá)

Endereço: Rua Cândido Mendes, no Centro

Modalidades:

  • Vôlei de quadra -158 vagas
  • Futsal -196 vagas
  • Basquete -132 vagas
  • Yoga- 50 vagas
  • Treino Funcional – 46 vagas

Centro Didático Estádio Zerão (Macapá)

Endereço: Rua do Estádio zerão, no bairro Jardim Equatorial

Modalidades:

  • Futebol -120 vagas
  • Atletismo – 30 vagas
  • Beach tennis – 30 vagas

Centro Didático Capitão Euclides Rodrigues – Piscina Olímpica (Macapá)

Endereço: Procópio Rola, no bairro Santa Rita

Modalidades:

  • Natação nível I (iniciação) -300 vagas
  • Natação para adultos (iniciação) -120 vagas

Centro Didático Rosa Ataíde (Macapá)

Endereço: Rua São José, no Centro

Modalidades:

  • Ballet – 38 vagas
  • Tênis de quadra -110 vagas
  • Natação (para quem já sabe nadar) – 175 vagas

Estádio Augusto Antunes (Santana)

Endereço: Rua Lucena de Azevedo, 3, no bairro Daniel

Modalidades

  • Futebol -130 vagas
  • Natação – 46 vagas
  • Hidroginástica – 37 vagas

Mestrado em Desenvolvimento da Amazônia Sustentável seleciona novos alunos para a turma 2024

Inscrições já estão abertas e encerram dia 19 de fevereiro. Ao todo, estão sendo disponibilizadas até 22 vagas.

Estão abertas até 19 de fevereiro de 2024 as inscrições para o processo seletivo do Mestrado em Desenvolvimento da Amazônia Sustentável (PPGDAS), que irá selecionar alunos para a turma 2024 do programa de pós-graduação da Universidade Federal do Amapá (Unifap). A inscrição é gratuita, exclusivamente no link https://sigaa.unifap.br/sigaa/public/home.jsf.

CONFIRA O EDITAL DE SELEÇÃO

Ao todo, serão ofertadas 20 vagas mais 2 vagas supranuméricas. Para concorrer a uma das vagas, é necessário que o(a) candidato(a) tenha concluído curso de graduação (licenciatura, bacharelado ou tecnólogo).

Dentre as vagas ofertadas para o público em geral, 25% serão reservadas para negros (pretos e pardos), indígenas e pessoa com deficiência (PcD), incluindo-se aquelas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Além dos 25%, serão ofertadas 2 vagas em categoria supranumérica para indígenas, quilombolas, pessoas trans, populações do campo e pessoas em situação de deslocamento forçado ou migrantes internacionais em função de suas especificidades identitárias, de acordo com a Resolução n. 21/2022 do Conselho Universitário da Unifap.

O processo seletivo terá quatro etapas: prova escrita, a ser realizada no dia 27 de fevereiro de 2024; avaliação da proposta de pesquisa; entrevista, nos dias 21 e 22 de março; e avaliação do Currículo Lattes. O resultado final será divulgado no dia 27 de março deste ano.

Sobre o PPGDAS
Os objetivos do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento da Amazônia Sustentável (PPGDAS) são: estimular estudos críticos sobre significados e polissemia da categoria “desenvolvimento” e suas implicações nas análises sobre o território amazônico e amapaense; proporcionar formação com diversidade epistemológica e a devida articulação teoriaprática; capacitar para pesquisa e docência; promover a inserção social e estimular o protagonismo comunitário; desenvolver o pensamento crítico e rigor nas publicações científicas, inclusive na dissertação; e conferir ao candidato habilitado o título de Mestre em Desenvolvimento da Amazônia e Sustentabilidade.

As linhas de pesquisa são:

– Desenvolvimento e Planejamento Socioeconômico: acolhe estudos que contribuam para a compreensão dos processos de planejamento e de ocupação socioeconômica da Amazônia e do Amapá;

– Meio Ambiente e Planejamento: estimula a produção de conhecimentos sobre ecologia política, planejamento ambiental e territórios resilientes/áreas protegidas.

Saiba mais em https://www2.unifap.br/ppgdas/.

Serviço
Processo Seletivo de novos alunos para o Mestrado em Desenvolvimento da Amazônia Sustentável
Inscrições gratuitas até 19 de fevereiro de 2024, exclusivamente no link https://sigaa.unifap.br/sigaa/public/home.jsf. 22 vagas. A íntegra do edital de seleção está disponível no endereço eletrônico http://www.unifap.br/editais/edital-no-01-2024-ppgdas-unifap/.

Ueap abre inscrições para o Processo Seletivo 2024 com vagas para o novo curso de direito

Os candidatos têm até dia 17 de fevereiro para optar por uma das 18 graduações nos campi Macapá e Região dos Lagos.
A Universidade do Estado do Amapá (Ueap) segue com as inscrições abertas para o Processo Seletivo (PS) 2024, que disponibiliza 760 vagas para os 18 cursos da instituição.  A novidade deste ano é a oferta, pela primeira vez, de vagas para a graduação em direito. O prazo para os candidatos participarem vai até 17 de fevereiro.

INSCRIÇÕES NO PS 2024 AQUI

“Neste ano a grande novidade do PS será nossas boas-vindas aos acadêmicos de direito, curso que começa este ano na universidade, ofertando 50 vagas no horário noturno”, informou Kátia Paulino, reitora da Ueap.

O PS 2024 aceita notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) das provas de 2022 e 2023. O candidato poderá optar entre os cursos do campus I, em Macapá, e do campus Território dos Lagos, localizado no município de Amapá.

Os interessados no curso de Engenharia Agronômica e que moram na Região dos Lagos, que compreende Amapá, Calçoene, Pracuúba e Tartarugalzinho, terão uma bonificação de 20% sobre as notas.

As aulas estão previstas para iniciarem no dia 15 de abril. Além da estreia de mais um curso de graduação, a reitora destacou o programa de auxílios estudantis da Ueap para 2024.

“Vamos lançar o Edital de Permanência Estudantil com os auxílios para que esses novos acadêmicos tenham acesso a um incentivo financeiro que lhes permita dar continuidade aos estudos na universidade, com base num critério visando os alunos enquadrados em situação de vulnerabilidade social”, destacou a reitora.

Inscrições

As inscrições para o PS 2024 são gratuitas e são realizadas exclusivamente pela internet. Além de preencher os dados pessoais, o candidato deverá informar nos campos específicos do formulário, o tipo de vaga a que deseja concorrer, e o curso de graduação. Ao término do cadastramento, será emitido um comprovante de inscrição.

O candidato pode ainda consultar as notas de corte por curso, e conferir se a nota obtida do Enem garante o valor mínimo exigido para ingressar no curso pretendido.

No certame, será aplicado o regime de reserva de vagas proporcionais para candidatos egressos da rede pública de ensino e afrodescendentes, indígenas, estudantes oriundos de povos e comunidades tradicionais e extrativistas, estudantes transgêneros e transexuais, vagas estas previstas em leis estaduais específicas e em consonância com a política de inclusão da Ueap.

Confira os cursos da Ueap:

  • Engenharia Ambiental;
  • Engenharia Florestal;
  • Engenharia de Pesca;
  • Engenharia Química;
  • Engenharia de Produção;
  • Bacharel em Direito;
  • Licenciatura em Ciências Naturais;
  • Licenciatura em Letras – Língua Portuguesa;
  • Licenciatura em Letras – Língua Inglesa;
  • Licenciatura em Letras – Língua Espanhola;
  • Licenciatura em Letras – Língua Francesa;
  • Licenciatura em Filosofia;
  • Licenciatura em Pedagogia;
  • Licenciatura em Música;
  • Licenciatura em Matemática;
  • Licenciatura em Química;
  • Tecnologia em Design;
  • Engenharia Agronômica.

A Universidade do Estado do Amapá vai completar 18 anos de história com a presença do ensino universitário consolidado na capital e no interior. Desde 31 de maio de 2006, a instituição mantém o compromisso de formar cidadãos comprometidos com a ética e o desenvolvimento sustentável.

Com o concurso público lançado pela atual gestão do Governo do Estado em 2023, a universidade poderá expandir o quadro administrativo e de professores e garantir o funcionamento da instituição no interior, garantindo o ensino e potencializando mão de obra qualificada nas regiões mais distantes do centro urbano.

Unifap lança processo seletivo 2024 nesta sexta-feira


A Universidade Federal do Amapá (Unifap) não aderiu ao Sistema de Seleção Unificado (Sisu), edição 2024, e por meio de seleção própria, ofertará 1.545 vagas distribuídas em 34 cursos de graduação dos campi Marco Zero do Equador, em Macapá (AP), e Santana. As inscrições para o Processo Seletivo 2024 poderão ser feitas no período de 25 de janeiro a 17 de fevereiro de 2024, no site do Depsec:

https://depsec.unifap.br/concursos/

As vagas serão divididas entre 31 cursos em Macapá e 3 cursos em Santana. Os demais Campus contam com processo seletivo próprio e divulgaremos mais informações posteriormente.  As inscrições serão gratuitas para estudantes da rede pública de ensino e para quem cursou em rede privada, o valor será de R$ 70,00. A seleção é feita a partir da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Segundo o Pró-reitor de Graduação e reitor em exercício Christiano Ricardo dos Santos  “A distribuição de vagas obedecerá a lei 12.711 de 2012 e a Resolução nº21/2022 do CONSU/UNIFAP e contará, além de vagas por ampla concorrência, com vagas em políticas de cota para escola pública, renda, quilombolas e indígenas, totalizando 9 tipos de cotas, cujo os números dependerão da quantidades de vagas todas de cada curso”, explica Christiano.

O edital com todas as informações será lançado amanhã, 19 de janeiro, às 10hs da manhã, no site do Departamento de Processos Seletivos e Concursos.


ASCOM/Unifap

 

 

Professor da rede estadual é homenageado com título de ‘Patrono da Educação Amapaense 2024’

Há mais de 50 anos, Manoel das Graças Batista se dedica à rede pública de ensino, com atuação em escolas de Macapá e Santana.

Com mais de 50 anos dedicados ao ensino, o professor Manoel das Graças Batista, de 74 anos, recebeu como homenagem o título de ‘Patrono da Educação Amapaense 2024’. Ao longo da carreira, o educador já lecionou a disciplina de matemática em instituições como o antigo Instituto de Educação do Amapá (Ieta), a Estadual Estadual Azevedo Costa, em Macapá, e a Escola Estadual Augusto Antunes, em Santana.

O patrono é o servidor ou servidora do Governo do Estado que apresenta em sua história profissional grandes contribuições voltadas à área do ensino. Para definir o homenageado, a Secretaria de Estado de Educação (Seed) promoveu um concurso, que contou com a participação de cerca de 1,7 mil servidores da pasta, de 29 a 31 de dezembro.

Manoel Batista, mais conhecido na comunidade escolar como ‘Professor Batista’, foi o nome escolhido, com 38% dos votos. Como patrono, o profissional vai colaborar na elaboração de projetos e ações oficiais da Seed em 2024.

“Sonhos individuais e coletivos me chamaram para atuar na educação”, ponderou Batista.

Como parte da homenagem, a Seed incluirá o nome do profissional em todos os seus documentos oficiais no ano de 2024. O ato é uma forma de reconhecer o trabalho e a dedicação de profissionais que se dedicam a ensinar.

“Essas pessoas que muito contribuíram e ainda contribuem para uma educação merecem todo nosso respeito e devem ser homenageadas ao longo da carreira”, ressaltou a secretária de Políticas Educacionais, Antônia Andrade.

Batista também atuou em instituições como a Escola Estadual Paulo Melo, Escola Estadual Mário Quirino e Escola Estadual Josefa Jucileide. Também desempenhou as funções de assessor pedagógico e diretor e atuou na coordenação do programa da Seed ‘Semeando vida e Religando o conhecer ao viver’. Atualmente, é formador no ‘Programa de Cultura de Paz- Epaz’, do Centro de Valorização da Educação.

O professor Batista concorreu ao título com mais quatro figuras ilustres da educação amapaense: Carmem Marinho Queiroz da Paz; Paulo Tarso Silva Barros; Jozimar Oliveira Pinheiro; e Ivanete Maria Sousa dos Santos Gomes.

Tema gerador 

Além de definir o patrono da educação, os servidores da Seed também apontaram o conceito “Educação, Cidadania e Sustentabilidade” como tema gerador a ser trabalhado em ações da secretaria ao longo do ano, como desfiles cívicos, Cantata e projetos especiais, etc.

“Trata-se de alinharmos nossas ações, enquanto rede, sobre um tema que seja significado para nossa educação amapaense”, detalhou Antônia.

Os servidores puderam escolher entre os temas sugeridos: ‘Educação e Direitos Humanos’, ‘Educação e Inclusão, Educação De E Para Todos’, além de ‘Educação Etnia e Direitos’.

Ifap lança concurso público com 42 vagas para professor


O Instituto Federal do Amapá (Ifap) lançou concurso público com 42 vagas para o cargo de professor, em diversas áreas, em todos os campi da instituição – Laranjal do Jari, Macapá, Oiapoque, Porto Grande, Pedra Branca do Amapari e Santana. O extrato do Edital Ifap nº 1_Concurso Público Para Provimento, em Caráter efetivo, dos Cargos de Professor da Carreira do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, foi publicado na edição desta terça-feira (2/1/2024), do Diário Oficial da União (DOU).

Leia o edital completo aqui

O concurso público ocorrerá de acordo com as normas do edital e será executado pelo Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), cujo endereço eletrônico oficial é www.idecan.org.br e correio eletrônico [email protected]. As inscrições serão realizadas no período das 14h00min do dia 3 de janeiro de 2024 às 23h59min do dia 5 de fevereiro de 2024, somente via internet, por meio do endereço eletrônico www.idecan.org.br.

As vagas do concurso são de ampla concorrência, observada a reserva de vagas para pessoas com deficiência e autodeclaradas negras. O concurso público compreenderá as seguintes etapas: exame de habilidades e conhecimentos, mediante aplicação de provas objetivas de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, aplicado a todos os cargos; prova de desempenho didático, de caráter eliminatório e classificatório, aplicada a todos os cargos; prova de títulos, de caráter classificatório, aplicada a todos os cargos; avaliação biopsicossocial aplicada aos candidatos inscritos na condição de pessoa com deficiência e que optaram por concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência; e procedimento de heteroidentificação aplicado aos candidatos que se autodeclararam negros e optaram por concorrer às vagas reservadas às pessoas negras, no ato de inscrição no concurso. As provas objetivas serão realizadas no dia 17 de março, nas cidades de Macapá e Santana, ambas localizadas no estado do Amapá.

As 42 vagas autorizadas serão distribuídas por área/subárea na forma constante do quadro a acima, ingresso na Classe D I, Nível 1, do cargo da carreira de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico – EBTT, regime de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais, em tempo integral, com dedicação exclusiva (DE).

São atribuições do cargo de Professor da Carreira do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, complementarmente às previstas no artigo 13 da Lei nº 9.394/1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB); além do previsto na Lei n. 12.772;2012, que versa da Carreira de Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, destina-se aos profissionais habilitados em atividades acadêmicas próprias do pessoal docente no âmbito da educação básica e da educação profissional e tecnológica, conforme disposto na Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e na Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008, e as seguintes: participar da elaboração e da execução da proposta pedagógica do Ifap; participar de estudos e de discussões acerca do currículo dos diferentes cursos ofertados pelo Ifap, considerando as especificidades dos alunos; elaborar e cumprir o plano de trabalho, de acordo com a proposta pedagógica do Ifap; zelar pela aprendizagem dos alunos; promover o ensino, a pesquisa e a extensão, com ênfase no desenvolvimento regional, observando-se aspectos culturais, artísticos, políticos, sociais, econômicos e ambientais; atuar nos diversos níveis e modalidades da educação básica, profissional, científica e tecnológica, presenciais ou à distância, ofertados pelo Ifap; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; estabelecer estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; desenvolver atividades relacionadas ao ensino, pesquisa e extensão e as inerentes ao exercício de direção, assessoramento, chefia, coordenação e assistência na própria instituição, além daquelas previstas em legislação específica e na regulamentação interna do Ifap.

Considerando a Lei nº 12.990/2014, bem como o Decreto nº 9.508/2018, ficam reservados de imediato, respectivamente, oito vagas para candidatos que concorrem às cotas para candidatos negros e três vagas para candidatos que concorrem como pessoa com deficiência dentre as 42 (quarenta e duas) vagas previstas neste edital.

Inscrições

A taxa de inscrição no Concurso Público será no valor de R$ 130. No ato da inscrição o candidato deverá indicar a cidade de sua preferência para a realização das provas objetivas – se Macapá ou Santana, ambas no estado do Amapá, conforme opções estabelecidas no edital. Não será permitida ao candidato a realização de mais de uma inscrição neste concurso público.

Para inscrição, o candidato deverá acessar o link próprio do Concurso no endereço eletrônico www.idecan.org.br, a partir das 14h00min do dia 3 de janeiro às 23h59min do dia 5 de fevereiro de 2024.

O candidato poderá requerer isenção como hipossuficiente econômico deverá informar, no ato da inscrição, seus dados pessoais em conformidade com os que foram originalmente informados ao órgão de Assistência Social de seu Município, responsável pelo cadastramento de famílias no CadÚnico, no período de 4 a 5 de janeiro de 2024, respectivo envio dos documentos comprobatórios no período de 8 a 9 de janeiro de 2024.

Prazos

O resultado final do Concurso Público será homologado pelo Ifap, publicado no Diário Oficial da União e divulgado nos endereços eletrônicos www.idecan.org.br e www.ifap.edu.br. O prazo de validade do Concurso Público será de dois anos, a contar da data de publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual prazo, a critério do Ifap.

As despesas decorrentes da participação em todas as fases e em todos os procedimentos deste concurso público, inclusive posse e exercício, serão arcadas pelos candidatos, que não terão direito a alojamento, alimentação, transporte e/ou ressarcimento de despesas. Os casos omissos serão resolvidos pela IDECAN e a Comissão do Ifap, designada através da Portaria nº 500/2023/GR/IFAP.

Unifap oferta 110 vagas em cursos gratuitos de informática, tecnologia e programação

Qualificações são realizadas por projeto de extensão do curso de Ciência da Computação. Inscrições começam nesta segunda-feira (8) de forma on-line.

Por Rafael Aleixo, g1 AP — Macapá

O programa Unifap Digital publicou o edital de abertura de inscrições para três cursos gratuitos de formação na área de informática, tecnologia e programação. Ao todo, são 110 vagas iniciais para ingresso imediato e também formação de cadastro reserva (Veja a relação de vagas por curso no fim desta matéria).

As inscrições iniciam às 8h desta segunda-feira (8) de forma on-line. Os cursos são: Edição de mídias: marketing nas mídias sociais; Capacitação em informática básica e; Programação web com HTML, CSS e JavaScript.

A seleção das vagas ocorrerá por ordem de inscrição até o preenchimento total. O candidato precisar ter a partir de 16 anos.

A previsão é que as aulas iniciem no dia 29 de janeiro de 2024 no campus Marco Zero do Equador da Universidade Federal do Amapá (Unifap), em Macapá.

Para efetivação da inscrição, o candidato deverá preencher o formulário on-line e anexar os seguintes documentos em um único arquivo PDF: Cópia do RG ou documento com foto (frente e verso) e cópia do CPF, este apenas no caso em que o número do CPF não conste no RG.

Governo do Amapá apresenta ‘Cantata Natalina das Escolas Estaduais 2023’ a partir de quarta-feira, 20

Programação busca incentivar o espirito natalino e estimular senso artístico dos alunos

O Governo do Estado organiza os preparativos para a programação da “Cantata Natalina das Escolas Estaduais 2023”. Os eventos vão reunir um coral de 1,5 mil estudantes de 68 unidades de ensino com o tema ‘Em uma noite de Natal’. As apresentações acontecem na quarta-feira, 20, em Macapá, e na quinta-feira, 21, em Santana.

Além de valorizar o talento artístico dos pequenos, a cantata busca incentivar o espírito natalino nas famílias amapaenses, valorizando as diferentes manifestações culturais que contribuem para formação de valores humanitários, espírito de solidariedade e a consolidação de uma cultura de paz.

“Estes serão dias muito especiais, que buscam reunir famílias e resgatar a cultura das cantatas natalinas das escolas estaduais. É um grande encerramento de ano para a comunidade escolar junto com a sociedade”, destacou a secretária adjunta de Políticas da Educação, Antônia Andrade.A apresentação possui um coral base composto pelos centros profissionalizantes e 68 escolas estaduais, que apresentarão músicas natalinas clássicas como ‘Vem chegando o Natal’, ‘É Natal’ e ‘Natal de Amor’. Algumas unidades de ensino também irão apresentar coreografias.

Confira a programação da “Cantata Natalina das Escolas Estaduais 2023”:

Quarta-feira, 20 
Hora: a partir das 19h
Local: em frente à Casa do Artesão, em Macapá

  • Apresentação de alunos do Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e Escola Quilombola Estadual David Miranda.
  • Apresentação do Coral Oscar Santos, do Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima.
  • Música ‘Vem chegando Natal’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Antônio Ferreira Lima Neto.
  • Música ‘Para não ser triste’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Antônio Ferreira Lima Neto.
  • Música ‘Cristo em nós’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Augusto dos Anjos.
  • Música ‘Natal de Amor’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Augusto dos Anjos.
  • Música ‘Pintor do Mundo’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Coaracy Nunes.
  • Música ‘Natal Tucuju’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Coaracy Nunes.
  • Música ‘Natividade’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Mãe Angélica (Presépio Vivo)
  • Música ‘Acalma meu coração’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Mãe Angélica (presépio vivo)
  • Música ‘Deserto’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Maria Merian e Mãe Angélica
  • Música ‘Glória’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Mãe Angélica Música ‘Melhor presente’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Maria Merian.
  • 14 – Música ‘É Natal’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Antônio Cordeiro Pontes.
  • 15 – Música ‘Papai Noel é amor’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral de estudantes da Escola Estadual Antônio Cordeiro Pontes.
  • 16 – Música ‘Vem chegando o Natal’, todas as escolas.

Quinta-feira, 21
Hora: a partir das 19h
Local: praça em frente ao Fórum, em Santana

  • Apresentação musical dos alunos do Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e Escola Quilombola Estadual David Miranda.
  • Apresentação musical dos alunos do coral Oscar Santos do Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade.
  • Música ‘Vem chegando Natal’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade e Escola Estadual Joanira Del Castillo.
  • Música ‘Para não ser triste’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade e Escola Estadual Joanira Del Castillo.
  • Música ‘Cristo em nós’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade e Escola Estadual Almirante Barroso.
  • Música ‘Natal de Amor’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade Escola Estadual Almirante Barroso.
  • Música ‘Pintor do Mundo’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade Escola Estadual Ribamar Pestana
  • Música ‘Natal Tucuju’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade Escola Estadual Ribamar Pestana.
  • Música ‘Natividade’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade Escola Estadual Francisco Walcy Lobato Lima (presépio vivo).
  • Música ‘Acalma meu coração’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade e Escola Estadual Francisco Walcy Lobato Lima (momento de oração).
  • Música ‘Deserto’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade, Escola Estadual Francisco Walcy Lobato Lima (momento de oração) e Escola Estadual Rodovol Borges
  • Música ‘Glória’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade, Escola Estadual Francisco Walcy Lobato Lima.
  • Música ‘Melhor presente’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade e Escola Estadual Rodoval Borges.
  • Música ‘É Natal’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade e Escola Estadual Izanete Victor
  • Música ‘Papai Noel é amor’, com o Centro Profissionalizante de Música Walkiria Lima, e coral do Centro de Educação Profissional em Artes e Cultura Bi Trindade e Escola Estadual Izanete Victor.
  • Música ‘Vem chegando o Natal’, todas as escolas.

Unifap oferta capacitação em Inteligência Artificial com foco no desenvolvimento sustentável da Amazônia para alunos do ensino médio

Curso está com inscrições abertas e gratuitas até 8 de dezembro. Estão sendo ofertadas 80 vagas, com 50% do total de vagas destinadas a candidatas do sexo feminino.


Estão abertas as inscrições para o curso de “Capacitação profissional para aperfeiçoamento / desenvolvimento de recursos humanos em Inteligência Artificial com foco no desenvolvimento da Amazônia”, ofertado pelo Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas (Dcet), em parceria com o curso de Engenharia Elétrica, da Universidade Federal do Amapá (Unifap). O público-alvo são estudantes do ensino médio e as inscrições, gratuitas, estão sendo realizadas até 8 de dezembro de 2023 pelo link
https://forms.gle/bqA8msAVyhL9Vs5E6.

CONFIRA O EDITAL DE INSCRIÇÃO

Estão sendo ofertadas 80 vagas de preenchimento imediato, sendo 50% do total de vagas destinadas a candidatas do sexo feminino. As inscrições excedentes até 20% do número de vagas ofertadas formarão cadastro reserva.

Os critérios de seleção para a vaga são:
a) Ordem de inscrição on-line até o preenchimento das vagas ofertadas;
b) Ter matricula no ensino médio no ano de 2023.

O coordenador do curso, Prof. Dr. Werbeston Douglas de Oliveira, explica que o curso tem como objetivo incitar nos participantes a reflexão e solução de problemas relacionadas ao desenvolvimento na Amazônia a partir da capacitação em inteligência artificial.

“A ideia do curso é capacitar nossos alunos para enxergar alguns problemas da nossa sociedade e desenvolver ferramentas aplicando inteligência artificial e não apenas ser meros usuários de uma ferramenta como o ChatGPT, por exemplo”, observa o Prof. Dr. Werbeston de Oliveira.

A capacitação terá duração de quatro meses, com carga horária de 150h/aula, no período de janeiro a abril de 2024. As aulas ocorrerão presencialmente no campus universitário Marco Zero do Equador, em Macapá (AP), às terças, quintas e sextas-feiras, com uma turma com aulas pelo período da manhã (8h30 às 11h30) e outra pelo período da tarde (14h30 às 17h30). Ao final do curso, o(a) aluno(a) receberá um certificado de conclusão emitido pela Pró-Reitoria de Extensão e Ações Comunitárias (Proeac).

O resultado final da seleção será divulgada no dia 18 de dezembro de 2023 e o início das aulas está marcado para 9 de janeiro de 2024.

A capacitação é financiada com recursos do Centro Internacional de Tecnologia de Software (Cits).

O resultado final da seleção será publicado no dia 18 de dezembro de 2023, no site http://bit.ly/IA-AMAZONIA-EM.

Serviço
Curso de Capacitação de Recursos Humanos em Inteligência Artificial com Foco no Desenvolvimento Sustentável na Amazônia para alunos do ensino médio
Inscrições gratuitas até o dia 8 de dezembro de 2023 pelo link https://forms.gle/bqA8msAVyhL9Vs5E6. 80 vagas. Edital de seleção disponível em https://www2.unifap.br/eletrica/files/2023/11/CITS-_EDITAL_SELECAO_DOS_ALUNOS_Capacitacao_profissional_para_assinado.pdf. Informações em https://www2.unifap.br/eletrica/capacitacao-ia-ctis/

Ifap publica edital com 720 vagas para ingresso no ensino médio em 2024


O Instituto Federal do Amapá (Ifap) publicou o editalcom as regras para candidatos interessados em ingressar em 2024 na instituição para cursar o Ensino Médio. São 720 vagas distribuídas entre 17 cursos em quatro de suas unidades: Laranjal do Jari, Macapá, Porto Grande e Santana. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas exclusivamente on-line de 1/11 a 30/11 clicando aqui.

Acesse aqui o edital.

Página de inscrição.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato deve ter concluído, sem pendências, o nono ano do Ensino Fundamental. O processo seletivo acontecerá por meio da análise das notas de português e matemática obtidas pelo candidato no 6º, 7º e 8º ano do Ensino Fundamental comprovadas pelo histórico escolar ou documento equivalente de acordo com o previsto no edital.

Como acontece tradicionalmente em seus processos seletivos, os estudantes de escolas públicas têm direito a 50% das vagas disponíveis neste PS do Ifap. A política de ações afirmativas destinadas ao acesso de estudantes com renda familiar per capita inferior a 1,5 salário mínimo, auto-declarados pretos, pardos ou indígenas e Pessoas com Deficiências (PcDs) também está contemplada no edital, devendo cada uma das respectivas condições ser informada e comprovada no ato da inscrição.

 

Confira abaixo a distribuição dos cursos e da quantidade de vagas disponíveis em cada um dos campi do Ifap

 CAMPUS LARANJAL DO JARI

Técnico em Administração – Presencial – 40 vagas

Técnico em Florestas – Presencial – 40 vagas

Técnico em Informática – Presencial – 40 vagas

Técnico em Meio Ambiente – Presencial – 40 vagas

 

CAMPUS MACAPÁ

Técnico em Alimentos – Presencial – 40 vagas

Técnico em Edificações – Presencial – 80 vagas

Técnico em Mineração – Presencial – 40 vagas

Técnico em Química – Presencial – 40 vagas

Técnico em Redes de Computadores – Presencial – 40 vagas

 

CAMPUS PORTO GRANDE

Técnico em Agronegócio – Presencial – 40 vagas

Técnico em Agroecologia – Presencial – 40 vagas

Técnico em Agropecuária – Presencial – 40 vagas

 

CAMPUS SANTANA

Técnico em Comércio Exterior – Presencial – 40 vagas

Técnico em Logística – Presencial – 40 vagas

Técnico em Marketing – Presencial – 40 vagas

Técnico em Publicidade – Presencial – 80 vagas

 

Diretoria de Comunicação – Dicom
Instituto Federal do Amapá (Ifap)