‘Gravidade Zero’ promove live sobre empreendedorismo feminino

 

Nesta sexta-feira (26), às 18h30, acontece em Macapá, o “Gravidade Zero”, uma live colaborativa focada no empreendedorismo feminino amapaense. Além disso, o evento on-line irá arrecadar recurso para tratamento de pessoas com câncer.

Segundo os organizadores da live, a intenção é criar um ambiente dinâmico e desprendido de formalidades, longe de todas as pressões e correrias de uma mulher moderna, sem pesos”, é o que explica a empreendedora Cris Guedes, do Lar de Casa, uma das idealizadora sdo projeto.

“Gravidade zero” será em formato de mesa redonda e reunirá 13 mulheres de perfil empreendedor, responsáveis por seguimentos distintos. O objetivo será dividir experiências, somar forças e fomentar o empreendedorismo entre as mulheres.
Time de mulheres convidadas

Ana Girlene ( jornalista e apresentadora do Café com Notícia)
Silvana Vendovelli  (Ex-secretaria de Saúde da PMM)
Diretora técnica do Sebrae Amapá, Marciane Santo
Vilmar (Toli)
Carla Ferreira (Flor de Festa)
Simone Palheta (Política de educação no Estado / Table du Jour)
Gisele Beserra (Oca cowinking)
Cris Guedes: (Lar de casa)
Danielle Beserra (Dermatologista – Clínica Magfinique)
Kamila Pires (Fisioderma)
Alessandra Neves  (Realiza, Vialle e Studio Vialle)
Letícia (Oliver for men)
Rejane Soares  (ZWanga)

Encontro Mulheres de Negócios no Sebrae celebra ‘Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino’

 

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), promove Encontro Mulheres de Negócios com a participação da empresária e escritora Tathiane Deândhela, que já palestrou em Orlando, Miami, Hollywood, Boston e Londres. Evento conta com Talk Elas no Empreendedorismo, com empresárias amapaenses para compartilhar casos de sucesso. Encontro acontece na Sede da instituição em Macapá, nesta sexta (19), às 19h30. As inscrições estão disponíveis na Loja Online do Sebrae.

A diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, afirma que a participação de mulheres nos negócios aumenta consideravelmente a cada ano. “O Empreendedorismo feminino, é um movimento que reúne negócios criados ou comandados por uma ou mais mulheres. Assim, é considerado como iniciativas de lideranças femininas, incluindo a atuação das mulheres em altos cargos em empresas”, disse a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo.

Segundo a gestora do Projeto Sebrae Delas, Rejane Reis, mulheres empreendedoras enfrentam grandes desafios. “Começar um novo negócio, requer planejamento, desenvolvimento e muitas habilidades diferenciadas da empreendedora”, destaca a gestora do Projeto Sebrae Delas, Rejane Reis.

Palestra

A Palestra Faça o Tempo Trabalhar Por Você, ministrada pela empresária e escritora Tathiane Deândhela, propõe uma abordagem sobre a importância das mulheres de negócios, pela quantidade de funções que a mulher exerce no dia a dia. A palestra, ratifica que uma mulher de negócios precisa ter efetividade nas tarefas para contribuir com êxito cada vez mais com a família e a sociedade; e faz uma reflexão sobre os principais fatores que interferem em baixos resultados e quais estratégias adotar para aumentar a produtividade.

Palestrante

Tathiane Deândhela, é especialista em produtividade, profissional e mentora de palestrantes especializada em produtividade e comunicação, empresária; Autora de 2 best-seller, Master Coach Trainer pelo The International Association of Coaching; Especialista em Marketing com ênfase em Serviços pela FGV, Liderança pela Franklin Covey; Referência no mundo corporativo sobre Produtividade e Alta Performance; Consultora de Carreira; Foi diretora de Instituição de ensino de Pós-graduação; Atualmente é escritora dos best-sellers, ‘Faça o tempo trabalhar para você’ e ‘Faça o tempo enriquecer você’, com prefácio de Luiza Helena Trajano e Geraldo Rufino, respectivamente.

Talk

O Talk Elas no Empreendedorismo, conta com a participação das empresárias Adelaide Feitosa, representante das Lojas Jumbinha, Rejane Soares, da empresa Zwanga African Fashion; e Aline Araújo e Manuh Coutinho, representantes da empresa Bar do Vila, que compartilham experiências e falar sobre as conquistas; e passam dicas de como conciliar a vida de negócios com o cotidiano.

Destaque

Na oportunidade, será lançada a plataforma de vendas on-line Compre Delas Amapá, que reúne empreendedoras participantes do Projeto Sebrae Delas. A ferramenta é mais um canal de vendas proporcionado pelo Projeto às empreendedoras participantes. Um sistema completo e robusto, que possibilita a divulgação das empresas através de lojas on-line, com descrição e fotos de seus produtos ou serviços, e sistema de carrinho de compras com fechamento diretamente via WhatsApp da empresária, de forma a possibilitar negociação individual e a gestão independente de cada participante.

Inscrições

O investimento para participação no Encontro Mulheres de Negócios, é de R$ 40 reais e os ingressos podem ser adquiridos na Loja Online do Sebrae.

Coordenação

O Encontro Mulheres de Negócios é coordenado pela gerente da UEE/Sebrae/AP, Denise Nunes e pela gestora do Projeto Sebrae Delas no Amapá, Rejane Reis.

Programação

Data: 19.11.2021 – Sexta-Feira

Hora: 18h30 – Credenciamento

Hora: 19h30 – Talk Elas no Empreendedorismo

Hora: 20h00 – Palestra Faça o Tempo Trabalhar por Você.

Perucas de cabelos naturais ajudam a resgatar a autoestima de mulheres vítimas de escalpelamento

“Sofri o acidente no dia 18 de agosto de 1997, no rio Corre, no município de Breves (PA) quando tinha 20 anos. Estava voltando da festa, indo para casa e perdi todo meu cabelo e quase todo meu couro cabeludo. Desde então começou a minha luta com o espelho. Ele se tornou meu principal inimigo, demorei a me aceitar. Perdi meu símbolo como mulher, o meu cabelo”, relata Rosinete Serrão, fundadora do Projeto Movimento Rosas.

Rosinete faz parte da estatística de mais de 167 mulheres vítimas de escalpelamento no Amapá. A história de trauma e dor sofrida no acidente de barco, que resultou na perda dos cabelos e parte do couro cabeludo teve um rumo diferente na vida da pedagoga. Ela incentiva mulheres da periferia do bairro Jardim Marco Zero a ganharem a sua autonomia financeira produzindo diversos artesanatos, com crochês, costuras, bordados de fitas em toalhas e bonecas.
Em 2009, começou a aprender ofício e de lá para cá, já se passaram 12 anos. Além de ser a criadora do “Movimento Rosas”, Rosinete sente-se realizada por confeccionar manualmente perucas que devolvem a autoestima de mulheres vítimas de escalpelamento e câncer no estado.

“Não conseguia sair na rua com a peruca sintética, depois que ganhei a primeira de cabelo natural, foi como se tivesse conquistado minha liberdade e autoestima novamente. Em 2009, fiz um curso pela Secretaria de Trabalho e Empreendedorismo, e hoje produzo em casa as perucas manualmente”, conta.
Mesmo não tendo máquina adequada para confeccionar as perucas, a pedagoga cobra um preço acessível na comercialização de modelos utilizando cabelos naturais. O Valor é somente para pagar o material, como linha e tela, pois os cabelos são doados.

Atualmente, Rosinete trabalha com o ‘Movimento Rosas” que é um projeto Itinerante que ajuda mulheres ribeirinhas em vulnerabilidade social.  Trata-se de uma organização não-governamental que presta apoio gratuito as mulheres que, assim como ela, viveram essa tragédia e precisam lidar com as sequelas físicas e psicológicas. Rosinete leva máquina de costuras portáteis aos  bairros e através de oficinas ensina mulheres a costurarem para que elas possam aprender um ofício e ganhar uma renda.

Escalpelamento

É um trauma que consiste na perda total ou parcial do couro cabeludo quando o mesmo é arrancado pelo motor da embarcação. Por questões culturais, sociais e ambientais, a ocorrência desse tipo de acidente é comum na região norte do Brasil, principalmente, relacionado com mulheres e o transporte fluvial por meio de barcos.

O Fotógrafo Erico Hiller mora em São Paulo e  está no Amapá para fotografar mulheres vítimas de escalpelamento.
Ele irá lançar um livro onde será mostrado a vida delas.

Minha Primeira Empresa: Governo do Amapá prorroga inscrições para participar do programa

Programa incentiva a abertura de nonas empresas e fortalece a economia local.

Para aumentar as chances de quem sonha ter o próprio negócio, o Governo do Estado prorrogou o prazo de inscrições do programa Minha Primeira Empresa, que encerraria neste domingo, 24. A nova data limite é 31 deste mês.

Nesta segunda edição do programa que financia novos negócios, 100 vagas estão sendo disponibilizadas para os setores do comércio (40 vagas), indústria (25 vagas) e serviços (35 vagas). O Minha Primeira Empresa faz parte do programa Amapá Mais Forte, criado pelo governo para fortalecer a economia e o empreendedorismo.

Sobre o processo seletivo

Os interessados podem se inscrever pelo site processoseletivo.ap.gov.br. Para validar a inscrição, é necessário enviar a documentação exigida para um dos e-mails oficiais: [email protected] ou [email protected]

Os documentos que devem ser enviados são: cópia digitalizada do comprovante de inscrição, RG, CPF e comprovante de residência. Aos candidatos que optarem por concorrer às vagas de cotas, o processo exige a comprovação, de acordo com a opção escolhida, por meio do CadÚnico, laudo médico ou da autodeclaração de identidade étnico-racial.
https://www.portal.ap.gov.br/noticia/2410/minha-primeira-empresa-governo-do-amapa-prorroga-inscricoes-para-participar-do-programa

 

Projeto Inova Amazônia do Sebrae apoia negócios inovadores com até R$ 72 mil

As inscrições gratuitas, podem ser realizadas pelo endereço eletrônico – http://www.sebrae.com.br/inovaamazonia, conforme Edital Amapá.

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), está com inscrições abertas para adesão ao Projeto Inova Amazônia. A proposta, é o desenvolvimento de inovação, sustentabilidade e conexão entre empreendedores da Região Norte. Edital do projeto, recebe inscrições para ideias com potencial de aceleração e conta com parceria em disponibilizar apoio técnico para empresas se desenvolverem.

O gerente da Unidade de Soluções Inovadoras e Competitivas do Sebrae no Amapá (Unic), Bruno Castro, informa que o Inova Amazônia, apoia projetos inovadores com temas na biodiversidade, biotecnologia e bioeconomia, que partam da utilização sustentável de recursos da Amazônia, de forma inovadora e que tenham suas soluções aplicadas em alimentos; agricultura; aquicultura e pesca; bebidas; biocombustíveis; bioenergia; bioplásticos e embalagens; casa e construção; ecodesign; ecoturismo; farmoquímico e farmacêutico; fitoterápicos e nutracêuticos; florestas; higiene, perfumaria e cosméticos; indústria têxtil e moda; química e novos materiais; e tecnologia da informação e logística aplicadas aos segmentos de bioeconomia.

De acordo com a analista de projetos da Unidade de Soluções Inovadoras e Competitivas do Sebrae no Amapá (Unic), Josseli Pantoja, o projeto é uma estratégia para fomentar, apoiar, desenvolver pequenos negócios, startups, empreendimentos e ideias inovadoras que tenham como base a preservação, conservação e o uso sustentável dos recursos do bioma Amazônico.

“As ideias de negócios com foco em bioeconomia recebem apoio financeiro de R$ 6 mil reais durante 6 meses, para até dois sócios”, finaliza a analista de projetos Unic/Sebrae/AP, Josseli Pantoja.

Projeto

O projeto é realizado em três (3) fases. Na primeira, são recebidas as propostas inovadoras, com seleção de até 50 ideias, que recebem capacitação durante 2 meses, período denominado Pré-aceleração. Na segunda fase, são feitas a seleção de até 30 melhores projetos selecionados na fase anterior que se tornarão empresas formais. Os projetos selecionados recebem capacitação denominada ‘Aceleração’ e recebem apoio financeiro de R$ 6 mil mensais para até dois sócios, por meio da Bolsa de Estímulo a Inovação, durante um período de 6 meses. A terceira fase, é a ‘Internacionalização’ quando são selecionados até dez projetos, que recebem capacitação por mais 2 meses com foco em expansão do negócio para acessar mercados internacionais.

Inscrições

As inscrições gratuitas, podem ser realizadas pelo endereço eletrônico –  http://www.sebrae.com.br/inovaamazonia, conforme Edital Amapá.

Acelera Startup inicia ciclo de pré-aceleração, na próxima sexta (24)


Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), desenvolve o Acelera Startups, programa de pré-aceleração que capacita empreendedores, para colocarem no mercado ideias inovadores de negócios. O Acelera Startup, realizado em formato híbrido (on-line e presencial), é direcionada à pessoa física e jurídica (MEI, ME e EPP), e acontece no período de 24 de setembro a 4 de dezembro. A programação inicia com o Bootcamp, na sede do Sebrae em Macapá, nos dias 24 e 25 de setembro, das 15h às 18h e das 9h às 18h.

Programa seleciona até 30 startups com ideias de negócios inovadores para participarem

A diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, destaca a necessidade da construção de projetos inovadores para a evolução da nova econômica amapaense. “A nova economia necessita de novos modelos econômicos, sendo cada vez mais sustentáveis, escaláveis, digitais e inclusivos”, disse a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo.

Conteúdo

Durante o evento, os participantes acompanham workshops, oficinas, mentorias, conteúdos e treinamentos, que acontecem para as empresas selecionadas, até o dia 4 de dezembro. Nesta data, as pré-aceleradas participam do evento, intitulado Demo Day.

No período de boas-vindas, iniciada no Bootcamp, onde os participantes aprendem sobre a validação de startups, MPV (Produto Mínimo Variável), modelagem de negócio e monetização.

Programa

O principal ganho do programa, é fazer com que os empreendedores avancem etapas e evitem cometer erros que podem ser cruciais para as empresas. Até hoje, mais de 200 ideias participaram do programa, que recebe empreendedores de todo o Estado amapaense.

A analista de projetos do Sebrae no Amapá, Josseli Pantoja, destaca a importância do Acelera Startups para a região. “O programa é uma oportunidade para desenvolver startups amapaenses e, assim, amadurecer todo o Ecossistema de Inovação do Estado”, finaliza a analista de projetos do Sebrae no Amapá, Josseli Pantoja.

A aceleradora Inovenow pretende converter o empreendimento em um negócio lucrativo e consolidado no mercado. Uma aceleradora otimiza em um curto período de tempo, as operações do startup em todos os níveis.

Inscrições

O Acelera Startups, realizou no período de 9 a 19 de setembro as inscrições para a sua 5º edição, contabilizadas em 40 ideias e negócios inscritos.

Programação

Acelera Startup

Período: 24 de setembro até o dia 4 de dezembro

Bootcamp

Data: 24 de setembro

Horário: 15h às 18h

Data: 25 de setembro

Horário: 9h às 18h

Local: Salão de eventos de Macapá.

 

Sebrae no Amapá

http://www.ap.sebrae.com.br/

Fórum Sebrae de Conhecimento terá dois dias de programação voltados ao empreendedorismo e troca de experiências

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), promove o Fórum de Conhecimento, de forma híbrida (On-Line e presencial), na sede da instituição em Macapá, nos dias 2 e 3 de setembro, às 19h. O evento com porte de natureza educadora, tem o objetivo de despertar competências pessoais, sociais e profissionais, a partir do empreendedorismo, direcionado à empresários, especialistas, profissionais liberais, estudantes e demais interessados. As inscrições são realizadas pela Loja Virtual do Sebrae, clique aqui.

A gerente da Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae no Amapá (UEE), Denise Nunes, destaca que o fórum apresenta temas para o desenvolvimento do participante, tanto pessoal, quanto profissional. “O intuito, é expor conteúdos atuais que visem o aprimoramento de conhecimento, contribuindo para aperfeiçoamento e desenvolvimento”, disse a gerente da UEE/Sebrae/AP, Denise Nunes.

Conteúdo

Para proporcionar um momento de inovação e crescimento, o Fórum Sebrae de Conhecimento apresenta conteúdos voltados em diversas áreas com foco no empreendedorismo, promovendo ações que busquem estimular a cultura da educação empreendedora na gestão dos negócios.

Na ocasião, acontecem reconhecimento empresarial, homenagens a empresas atendidas pelo Sebrae no Amapá e histórias de superação e reinvenção durante a pandemia.

Transmissão

A gerente da UEE/Sebrae/AP, Denise Nunes, informa que para alcançar um número maior de pessoas, a transmissão na modalidade online acontece ao vivo pelo Youtube, e que dessa forma, a plataforma permite acesso em tempo real pelos participantes, sem sair de casa.

Nacional

O evento, proporciona a oportunidade de acompanhar trabalhos internacionalmente reconhecidos, nesta edição, o Sebrae traz ao Amapá, o palestrante Rafinha Acústico. Com a Palestra A Difícil Arte de Ser Feliz, que mistura poesia e música reflexivas, inspirando o autoconhecimento e o amor ao próximo. Rafinha é psicólogo e músico, com mais de 45 milhões de visualizações em suas redes sociais, é conhecido por composições temáticas e reflexivas.

Outra atração que contribui nesse momento de conhecimento, é Geraldo Rufino, que apresenta a Palestra O Poder da Positividade, e fala dos pilares dos seus ideais, a busca dos propósitos em seus valores, a importância da família, a força do pensamento positivo e a determinação do empreendedor para alcançar seus objetivos.

O Fórum de Conhecimento encerra com Braulio Bessa, com o Espetáculo A Poesia que Transforma, repleta de elementos como poesia de cordel, causos da sabedoria popular, humor e positividade. Bessa, é analista de sistema, poeta declamador e empreendedor social. Na televisão, passou a apresentar o Quadro Poesia com Rapadura. Seu quadro deu nome ao livro lançado em 2017, pela editora CENE.

 

Segurança

De acordo com as recomendações do Conselho Nacional de Saúde, o evento recebe na modalidade presencial a limitação de público de 300 pessoas, devido as normas sanitárias de higiene, segurança e implementação de regras de afastamento social.
Investimento

O investimento para aquisição do ingresso para o Fórum Sebrae de Conhecimento, na modalidade On-Line é de R$ 50  e o presencial é de R$ 120.

Programação

Data: 2.9.2021 – Quinta-Feira
Hora: das 19h às 21h30
Palestra Show: A Difícil Arte de ser Feliz (Rafinha Acústico)
Palestra: O Poder da Positividade (Geraldo Rufino)

Data: 3.9.2021 – Sexta-Feira
Hora: das 19h às 21h30
Talk empresarial (empresários locais)
Palestra: Espetáculo a poesia que transforma (Bráulio Bessa).

Praça de alimentação do Museu Sacaca oferece pratos regionais a preços acessíveis

 

O restaurante oferece sugestões para café da manhã, almoço e lanche da tarde, Açaí, gengibirra, peixe frito, charque, camarão no bafo e maniçoba são algumas das opções de cardápio oferecidas pelo restaurante regional do Museu Sacaca, desde sua reabertura no dia 16 de julho.

Os pratos oferecidos pelo restaurante variam de R$16 (executivos) a R$ 80 (porção família). O espaço funciona de terça a domingo, de 9h às 17h. Além do almoço, o visitante também pode tomar café da manhã ou lanche da tarde.


O restaurante é Localizado no bairro do Trem, na Av. Feliciano Coelho com Manoel Eudóxio, o local, é uma opção para o horário de almoço a quem procura sossego, preços acessíveis e o sabor da comida amapaense.

Na praça de alimentação também há um espaço dedicado para a venda de artesanato confeccionado, por artesões amapaenses.

A administração do Museu Sacaca redobrou as medidas de Segurança de combate ao covid19. Para quem deseja conhecer o local, é obrigatório o uso de máscara, distanciamento social, e no museu também é ofertado álcool em gel em vários pontos estratégicos.

 

Auxílio emergencial: empresas têm até 13 de agosto para confirmar contas digitais e receber 2ª parcela

 

A microempresária Renilda Leite Rosal saiu cedo de casa. O motivo era confirmar presencialmente os dados bancários da sua conta digital para ter direito a receber a segunda parcela de R$ 1.500,00 do auxílio emergencial pagos pelo Governo do Estado do Amapá para amenizar os efeitos da pandemia. Ela é um dos 252 sócios-proprietários convocados por meio de edital para validar as informações bancárias. O prazo é de 9 a 13 de agosto, das 8h30 às 12h30.

São 252 sócios-proprietários convocados via edital para comparecer presencialmente na Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo.

Aqui EDITAL

https://auxilioemergencial.portal.ap.gov.br/docs/edital-0052021.pdf

“A primeira parcela veio em boa hora. Recebi em maio e quitei o aluguel do meu bar. Agora, na segunda parcela, vou comprar material de uso diário para aquecer o meu negócio. Eu fico grata pela iniciativa do governo em proporcionar o pagamento do auxílio e nos ajudar neste momento delicado de pós-pandemia”, relatou a microempresária.

O atendimento aos sócios-proprietários ocorre na Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete), na Avenida Mendonça Júnior, 1175, bairro Central, na esquina da Rua Jovino Dinoá. A Sete é responsável por analisar toda a documentação e validar os dados para a liberação do pagamento.
Os sócios-proprietários têm que ter em mãos, no momento do atendimento, o CNPJ, inscrição estadual, dados bancários (extrato: banco, agência e conta da empresa e ainda identidade e CPF.

O objetivo do Governo do Estado é reforçar os mecanismos de segurança para evitar irregularidades quanto ao recebimento indevido do benefício. “Por isso o governo convocou este público para comparecer de forma presencial e apresentar documentos que comprovem que ele é o titular da conta digital”, disse Marcella Chesca, secretária do Trabalho e Empreendedorismo.

Prefeitura de Macapá realiza 4ª edição do projeto Feira Agricultura e Arte neste sábado (7)

 

A prefeitura de Macapá promove neste sábado (7) mais uma edição da Feira Agricultura e Arte, que levará produtores dos distritos da Fazendinha, Coração e Maruanum e a comunidade Bonito, no quilômetro 17.

O objetivo é dar visibilidade aos produtores da agricultura familiar. Os distritos da Fazendinha, Coração e Maruanum é a comunidade do Bonito participam da edição.

A Secretaria Municipal de Agricultura de Macapá (Semag) coordena o projeto, que proporciona aos agricultores um ambiente para a venda de seus produtos, permitindo o escoamento da produção, fomentando toda a cadeia produtiva e a economia local. A comercialização inclui itens como artesanato.

Os produtores fazem parte do projeto agricultura familiar, pertencentes à área rural e que vivem do setor agrícola, como a produção de farinha.

Incentivo

Valorizar a agricultura familiar, incentivar o trabalho produtivo do homem e do campo, atender as demandas de consumo do mercado local, estimular a cultura das feiras e a troca comunitária, diminuir o êxodo rural.

O secretario da pasta, Raimundo Costa, ressalta a necessidade de fazer neste momento ainda pandêmico a elaborações de projetos como este, que dão espaço aos empreendedores e complementam a renda dos trabalhadores.

O evento acontecerá na praça Chico Noé, no bairro Laguinho, 8 às 14h. O espaço terá 21 barracas de feira livre e 21 produtores que estarão vendendo louças, condimentos, mel a plantas medicinais e ornamentais, entre outros produtos.

Sebrae e CNPq lançam edital de seleção para Agentes Locais de Inovação no Amapá

Bolsas de R$4 mil são ofertadas para profissionais com formação em nível superior a partir de 2011

Por Louise Dias

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançam edital para seleção de bolsas do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI), direcionadas à profissionais com formação em curso superior há no máximo 10 anos.  As inscrições iniciam nesta segunda (02).

A diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, explicou a importância do Programa ALI, que permite aos bolsistas atuar junto às microempresas para promover a prática de ações de inovação. “É um projeto muito interessante, que realizamos em parceria com o CNPq, no qual 132 empresas são assistidas a cada 4 meses”, ressalta a diretora técnica, Marciane Santo.

O diretor superintende do Sebrae, Waldeir Ribeiro, completou ainda, sobre a atuação dos agentes nas empresas. “O Sebrae oferece essa bolsa para recém-formados, que com conhecimento empírico passam por treinamentos para auxiliar empresários em seus negócios”, afirma o diretor superintendente, Waldeir Ribeiro.

Este processo seletivo tem como objetivo selecionar ALIs no Programa Brasil Mais, que promove a inovação para reduzir os custos e aumentar o faturamento das microempresas e empresas de pequeno porte. Sendo realizado a partir da instrumentalização e experimentação de ferramentas ágeis e do compartilhamento de experiências entre os empresários, em consonância com o Acordo de Parceria para Pesquisa e Desenvolvimento nº 020/2017 firmado entre o CNPq e o Sebrae.

Vagas

O concurso de bolsas ofertará seis (6) vagas para profissionais com formação em ensino superior, em qualquer área, para atuação nos municípios de Macapá e Santana, sendo duas (2) vagas para contratação imediata e quatro (4) vagas para cadastro reserva.

Os requisitos

Para participar, o candidato deverá ter concluído a graduação em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação e experiência comprovada de, no mínimo, seis meses, em atividades relacionadas à pequenos negócios, gestão de empresas, tecnologia ou inovação.

Edital

O edital de seleção está disponível no portal da empresa selecionadora –  www.egaion.com.br. Para mais informações, entrar em contato pelo número 0800 570 0800, por ligação ou WhatsApp.

 

 

Sebrae abre inscrições para seminário sobre reinvenção e inovação empresarial

O seminário inovar e reinventar o seu negócio acontece na plataforma digital do Sebrae no Amapá, na próxima segunda (26), das 18h às 21h. A programação oferece aos participantes um momento para conhecer as principais inovações utilizadas pelos empresários locais como estratégias para se manterem competitivos no mercado, explorando o universo da inovação que vai desde as tendências digitais à gestão de pessoas. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas na loja Online do Sebrae – www.vendas.ap.sebrae.com.br/.

Segundo a gerente de Políticas Públicas do Sebrae no Amapá (UPP), Célia Almeida, o objetivo do seminário é apresentar os principais temas sobre novas tendências tecnológicas que impulsionam o empreendedorismo a ser cada vez mais inovador. “Debater a transformação que o mundo dos negócios vem sofrendo em decorrência da pandemia do novocoronavírus e as principais inovações utilizadas é essencial para os empresários locais, se manterem competitivo no mercado”, disse a gerente da UPP/Sebrae/AP, Célia Almeida.

 

Palestrantes

 

Presidente ACIA/CDL Santana – Adelaide Feitosa

Diretor Grupo Madre Tereza – Felipe Borges

CEO PROESC – Felipe Pantoja

Especialista em Marketing Digital – Biranilson Palmeira

Griffe do açaí – Andrissiane Santiago

 

Programação 

 

Data: 26.7.2021 – Segunda-Feira

Hora: 18h – Abertura Oficial do Seminário Inovar e Reinventar o seu Negócio

Hora: das 18h às 18h15: Boas-vindas com o coordenador do Escritório do Sebrae em Santana – Iranei Lopes

 

Hora: das 18h15 às 18h30: Diretor-superintendente do Sebrae no Amapá – Waldeir Ribeiro

Convidada/Painelista: Presidente ACIA/CDL Santana – Adelaide Feitosa

Convidado/Moderador: CEO PROESC – Felipe Pantoja

 

Hora: das 19h30h às 20h30 – Palestra: Marketing Digital: Opção ou Necessidade?

Palestrante: Especialista em Marketing Digital – Biranilson Palmeira

 

Hora: das 20h30 às 21h – Case de Sucesso:  Griffe do Açaí

Convidada: Empresária Andrissiane Santiago.

 

O Amapá que Empreende. Renato Salviano e sua inovadora “Boutique Vinho e Cia”

O jovem advogado Renato Salviano estava iniciando com seu negócio de vinhos, quando foi surpreendido pela pandemia, que assola o mundo desde 2020.

Na coluna de hoje, “O Amapá que Empreende” vamos mostrar como nasceu a Boutique Vinho e Cia, a partir da pandemia, quando ao invés de desanimar com o negócio, Renato ampliou, e hoje, pouco mais de um ano depois, diversificou e tem sua empresa reconhecida no mercado da gastronomia e por seus clientes, que gostam e indicam o serviço.

“A Boutique surgiu no início de 2020 com a intenção de fornecer bebidas e consultoria para eventos de todos os portes. Como  Embaixador da WineEventos, consigo fornecer por um preço especial e prestar a consultoria de qual melhor bebida se encaixa para qualquer evento. Com a pandemia e os decretos que proibiram os eventos, tivemos que nos adaptar, e assim surgiu o delivery de bebidas para todos os públicos, o que hoje é nosso carro chefe, atendendo vários bairros da cidade de Macapá através de delivery próprio e pelo iFood”, conta Renato Salviano.

A pandemia e uma nova oportunidade

A pandemia trancou as pessoas em casa. Com isso elas passaram a se permitir tomar um vinho durante a semana, sem aguardar ocasiões especiais, aproveitando melhor a companhia de sua família. As lives também ajudaram a impulsionar, pois era uma maneira da pessoa se divertir com um show sem sair de casa, e o vinho era uma excelente bebida para a ocasião.. Quem já consumia vinho passou a consumir mais, e quem ainda não tinha esse hábito de consumo, passou a ter, pela praticidade e o efeito alegre alegre que o vinho traz. O consumo de vinho aumentou no mundo inteiro, e no Brasil foi muito significativo.

“Hoje, mesmo com a flexibilização das medidas protetivas, o consumo continua alto e quem começou a tomar o vinho no ano passado, já se permite a experimentar rótulos novos e de valor mais agregado”, diz o empresário.

“Com o aumento do consumo, percebemos que o vinho brasileiro ainda era deixado de lado. Então além das duas importadoras que trabalhamos, buscamos representação de vinícolas brasileiras. Hoje, representamos 5 vinícolas do sul do país e trabalhamos com rótulos de diversas outras”, nos informa Renato.

Fornecendo e prestando serviço ao setor da gastronomia 

A reabertura dos restaurantes fez com que os clientes da Boutique e demais consumidores, buscassem o vinho fora de casa. E havia falta de opções em alguns estabelecimentos, como também, a necessidade de melhorar os serviços em relação à carta de vinhos. Era um nicho a ser explorado. E Renato investiu na diversidade de seu negócio. “Aproveitei os cursos que já fiz, incluindo internacionais, e o mais atual, de sommelier, e busquei os donos de restaurante para além de fornecer rótulos especiais, prestar a consultoria, treinar a equipe para executar o serviço de vinho perfeito, e sempre acompanhar a quantidade de produtos da adega, atentando-se para o mercado e as procuras”.

Hoje a Boutique Vinho e Cia atende cinco restaurantes de Macapá  tendo exclusividade na adega de 2 deles. O treinamento da equipe é constante, sempre atualizado, bem como, a consultoria de harmonização, buscando sempre vinhos que harmonizem com os pratos da casa.

 

Cacau do Cassiporé, açaí, camapu e a bioeconomia. *Por João Capiberibe

* João Alberto Capiberibe. Ex-governador do Amapá 

Você já experimentou o cacau do Cassiporé? Pois experimente! Ontem servi essa iguaria no café da manhã pra Janete, ela amou, e me agradeceu com um beijo.

 

Quando governador do Amapá (1995-2002), – faço questão de assinalar o período, pois tem gente que me cobra responsabilidade hoje, como se eu tivesse deixado o governo na semana passada -, os que combatiam nossas ideias, desdenhavam do PDSA (Programa de Desenvolvimento Sustentável do Amapá) repetindo em suas rádios e tevês: “Vender camapu, patê de chicória e açaí? Isso é tão nosso que jamais será exportado”

Agora olhe e reflita sobre essas fotos.
O cacau, o camapu, o açai são espécies nativas, capazes de alavancar uma enorme cadeia de valor na nossa bioeconomia, gerar os empregos que tanto precisamos para garantir aos amapaense o direito de continuar morando no lugar em que nasceram e cresceram, sem precisar migrar para outros estados atrás de oportunidades de trabalho.

Por último insisto, olhe e reflita sobre essas fotos, depois entre no Google, pesquise sobre cacau do Cassiporé, camapu, açaí e me diga quem tem razão? O açaí é hoje o terceiro item na nossa pauta de exportações, e o camapu nos importamos da Colômbia.

 

Nota do blog 

Verdades nesse pequeno texto que Capi carinhosamente me enviou, que mostram quanto tempo estamos perdendo no desenvolvimento sustentável do Amapá, com suas maiores riquezas: os produtos da floresta, com agregação de valor, que geram trabalho, renda e desenvolvimento.

Para saber mais sobre o cacau e o chocolates do Cassiporé, siga o perfil no Instagram @chocolatescassipore