Governo do Amapá prepara ações de assistência social para população do Rio Grande do Sul

Gestores alinham ação integrada de apoio ao Rio Grande do Sul

O Governo do Amapá reuniu gestores estaduais nesta terça-feira, 7, para planejar formas de assistência e pontos de arrecadação de produtos emergenciais para o Rio Grande do Sul. A ação segue o lançamento da campanha solidária em favor das vítimas das fortes chuvas e enchentes que atingem a população gaúcha.

Coordenada pelo Comitê de Respostas Rápidas do Governo do Estado, a atividade é resultado da união de esforços que vai levar doações e assistência especializada. A atuação conjunta envolve a Defesa Civil, a Secretaria de Assistência Social, Polícia Militar (PM-AP), Corpo de Bombeiros (CBM), Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), Ministério Público (MP-AP), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Assembleia Legislativa do Estado, Defensoria Pública do Amapá, Associação dos Municípios do Amapá (Ameap), Sebrae e Central Única das Favelas (Cufa-AP).

O presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador Adão Carvalho, detalhou que na fase inicial, que segue até quinta-feira, 9, o foco é arrecadar produtos e organizar o envio para dar assistência à população gaúcha.

“Tivemos essa reunião com a participação de diversas instituições e técnicos dos poderes no nosso estado e foi instituído o Comitê de Inteligência Institucional para ajudar o Rio Grande do Sul. Nesse primeiro momento, será arrecadado material de higiene, cobertores, lençóis e toalhas, ou seja, produtos que as pessoas estão precisando com mais urgência”, explicou o desembargador.

A secretária de Estado da Assistência Social, Aline Gurgel, enfatizou que as medidas foram definidas de maneira rápida, mas com organização e planejamento, em uma estratégia integrada de ação humanitária.

“A gestão estadual juntou todos os poderes constituídos para levar assistência ao estado gaúcho, pois estamos empenhados e solidários em ajudar. Além da equipe especializada que foi enviada para salvar pessoas, nós estamos mobilizando toda a sociedade civil e as instituições para que possamos fazer arrecadações importantes, como fraldas geriátricas e pediátricas, além de produtos de higiene pessoal, lanternas e pilhas”, reforçou a secretária.O que pode ser doado?

  • Produtos de higiene pessoal, como escova de dente, creme dental, sabonete, desodorante, shampoo e absorvente
  • Cobertores, toalhas e roupas de cama
  • Pilhas de qualquer tamanho e lanternas

Confira os postos de arrecadação:

  • Ministério Público do Amapá, nos prédios da Avenida Fab, do complexo Araxá e da Zona Norte
  • Ginásio Avertino Ramos, na rua Cândido Mendes, nº 20, bairro Central
  • Vice-Governadoria, na Avenida Mendonça Furtado, nº 2278, bairro Santa Rita
  • Tribunal de Contas do Estado, na Avenida Fab
  • Assembleia Legislativa do Estado do Amapá, na Avenida Fab, s/n, bairro Central
  • Tribunal de Justiça do Estado do Amapá, na Avenida Fab, nº 1295, bairro Central
  • Juizado da Zona Norte, no bairro Infraero, e da Zona Sul, no bairro Novo Buritizal
  • Defensoria Pública do Amapá, na rua Eliezer Levy, nº 1157, bairro Central
  • Prefeituras municipais
  • Sebrae, na Avenida Ernestino Borges, nº 740, bairro Central
  • Central Única das Favelas Amapá, na Rua São José, nº 1500, bairro Central
  • Polícia Militar do Estado do Amapá, no 1º Batalhão da Zona Sul e Batalhão da Zona Norte, em Macapá
  • Corpo de Bombeiros, na Avenida Santana, nº 1815, bairro Central, no município de Santana
  • Quartel do Corpo de Bombeiros da Zona Oeste, rua Nove, nº 276, bairro Marabaixo

Envio de militares

Como parte das ações de apoio ao Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira, 6, o Governo do Amapá enviou uma equipe de 16 militares do Corpo de Bombeiroscedidos para atuarem nos trabalhos de salvamento e apoio às vítimas das enchentes na região. O grupo especializado em resgates já atuou em operações no Brasil e no exterior.

SOS Rio Grande do Sul

Diante da situação de calamidade pública enfrentada pelos gaúchos, o Governo do Rio Grande Sul reativou o canal de doações “SOS Rio Grande do Sul”. Foi restabelecida a chave PIX (CNPJ: 92.958.800/0001-38), vinculada à conta bancária criada pelo Banrisul.

Governo do Amapá envia bombeiros para ajudar no salvamento de vítimas no Rio do Grande do sul

Os militares especialistas do Corpo de Bombeiros do Amapá foram convocados pelo Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom) para atuarem nas ações de resgate para ajudar nos esforços de buscas e salvamentos em razão dos temporais que atingem o Rio Grande do Sul. Os 16 bombeiros já estavam em prontidão e se deslocam nesta segunda (6), para a missão.

O Governo do Amapá está de mãos dadas com a população afetada pela tragédia causada pelas enchentes e chuvas no Sul do país.
Fazem parte da equipe amapaense, mergulhadores de resgate e salvamento aquático, além de especialistas em salvamentos terrestres, inundações e deslizamentos. Também serão enviados além de insumos, equipamentos e quatro viaturas.

Nos últimos dias, o Governo do Estado intensificou o contato com a Defesa Civil e com o Governo do Rio Grande do Sul e participa da campanha nacional de arrecadação de fundos. O governador Clécio Luís se colocou à disposição do governador Eduardo Leite e se solidarizou ao povo gaúcho neste momento tão difícil.

 

O Governador do Amapá Clécio Luísfalou que o Amapá está oferecendo solidariedade técnica e profissional do Rio Grande do Sul.

“16 bombeiros militares que são especializados nesse tipo de catástrofes, especializados em busca, em salvamento, resgate. Os mergulhadores, os nossos mergulhadores, são especializados em águas sem luminosidade, águas barrentas, águas sujas. Então, a gente vai fazer toda a diferença. Eles são profissionais testados em outros momentos, em outras tragédias, como a de Petrópolis, por exemplo, de Rondônia, do Espírito Santo, fora do Brasil. Então, vai uma equipe extremamente especializada. O Amapá está oferecendo, com solidariedade técnica e profissional, o que há de melhor”, frisou o governador.

O Comitê de Crise de Eventos Hidrológicos e Mudanças Climáticas está com diversas frentes de trabalho e estabeleceram as tratativas para prestar todo o apoio necessário durante a urgência no Rio Grande do Sul.