Governo do Amapá envia bombeiros para ajudar no salvamento de vítimas no Rio do Grande do sul

Os militares especialistas do Corpo de Bombeiros do Amapá foram convocados pelo Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom) para atuarem nas ações de resgate para ajudar nos esforços de buscas e salvamentos em razão dos temporais que atingem o Rio Grande do Sul. Os 16 bombeiros já estavam em prontidão e se deslocam nesta segunda (6), para a missão.

O Governo do Amapá está de mãos dadas com a população afetada pela tragédia causada pelas enchentes e chuvas no Sul do país.
Fazem parte da equipe amapaense, mergulhadores de resgate e salvamento aquático, além de especialistas em salvamentos terrestres, inundações e deslizamentos. Também serão enviados além de insumos, equipamentos e quatro viaturas.

Nos últimos dias, o Governo do Estado intensificou o contato com a Defesa Civil e com o Governo do Rio Grande do Sul e participa da campanha nacional de arrecadação de fundos. O governador Clécio Luís se colocou à disposição do governador Eduardo Leite e se solidarizou ao povo gaúcho neste momento tão difícil.

 

O Governador do Amapá Clécio Luísfalou que o Amapá está oferecendo solidariedade técnica e profissional do Rio Grande do Sul.

“16 bombeiros militares que são especializados nesse tipo de catástrofes, especializados em busca, em salvamento, resgate. Os mergulhadores, os nossos mergulhadores, são especializados em águas sem luminosidade, águas barrentas, águas sujas. Então, a gente vai fazer toda a diferença. Eles são profissionais testados em outros momentos, em outras tragédias, como a de Petrópolis, por exemplo, de Rondônia, do Espírito Santo, fora do Brasil. Então, vai uma equipe extremamente especializada. O Amapá está oferecendo, com solidariedade técnica e profissional, o que há de melhor”, frisou o governador.

O Comitê de Crise de Eventos Hidrológicos e Mudanças Climáticas está com diversas frentes de trabalho e estabeleceram as tratativas para prestar todo o apoio necessário durante a urgência no Rio Grande do Sul.