Governo do Estado compra 10 drones para reforçar perícias da Polícia Científica do Amapá

Equipamentos adquiridos através do Fundo Estadual de Segurança Pública irão atender núcleos em Macapá, Santana, Laranjal do Jari, Tartarugalzinho e Oiapoque.

Garantindo o aparelhamento de todas as forças de segurança do Amapá, o Governo do Estado tem investido em tecnologia para subsidiar os trabalhos de inteligência das instituições da defesa social. Dentro desse pacote de investimentos, a Polícia Científica do Amapá (PCA) recebeu na quinta-feira, 28, dez novos drones que ajudarão em várias atividades periciais como as de crime ambiental, de incêndio e acidentes de trânsito.

“Poderemos ter imagens aéreas, imagens apropriadas e com mais detalhes da área periciada. Esses drones serão usados diretamente nas perícias criminais no dia a dia dos peritos. É um equipamento muito importante que vai ajudar muito a Polícia Científica a esclarecer fatos e fundamentar laudos”, disse Marcos Ferreira, diretor da PCA.

Os drones, adquiridos por meio do Fundo Estadual de Segurança Pública, serão operados por 24 servidores aptos como pilotos e analistas em operações de voo. As aeronaves atenderão os núcleos da Polícia Científica de Macapá, Santana, Laranjal do Jari, Tartarugalzinho e Oiapoque.

Treinamento dos profissionais

Na primeira quinzena de dezembro, o Governo do Amapá formou a primeira turma, composta por 140 agentes das forças de segurança, no curso de Mapeamento e Monitoramento de Áreas de Risco com Drone.

A capacitação contemplou profissionais das polícias Militar (PM), Civil (PC), Penal (PP) e Científica, além do Corpo de Bombeiros (CBM), Grupo Tático Aéreo (GTA) e profissionais da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) que receberam certificado e autorização para pilotar e analisar operações de voo com drones.

O curso foi uma parceria entre a Sejusp, Academia Integrada de Formação e Aperfeiçoamento (Aifa), Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e a Universidade Federal do Amapá (Unifap).

 

Drones na segurança pública

Entre as muitas atribuições do uso da aeronave na segurança pública no estado, estão a agilidade na obtenção de imagens aéreas em alta definição. Estas imagens facilitarão o trabalho dos servidores na montagem das melhores estratégias de abordagem preventiva e ostensiva durante as operações civis e militares, por exemplo, pois as equipes conhecerão os percursos e pontos de fuga do local estudado para a atuação policial.

Outra competência dos drones será o mapeamento de regiões que sofrem com incêndios florestais e outros desastres naturais, além de ajudar bombeiros, quando em combate, a monitorar e explorar o perímetro, ou até mesmo dentro de escombros de incêndios de casas e outras edificações, o que facilitará o plano de entrada com segurança das equipes nesses espaços.

Da mesma forma, o equipamento ajudará os policiais penais, dentro e fora do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) na vigilância e trabalhos operacionais.

 

Investimentos

Em agosto deste ano, o Governo do Amapá garantiu drones e outros equipamentos, além de veículos e obras com recursos do Fundo Estadual de Segurança Pública do Amapá (Funsep), Fundo Penitenciário e Ministério da Justiça, após tratativas diretas do Governo do Estado junto ao Ministério da Justiça.

Na oportunidade, o governador, Clécio Luís, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino reforçaram a parceria entre União e o Estado. No total, o Governo Federal destinou cerca de R$ 132,5 milhões para o Amapá.

Banzeiro do Brilho-de-fogo 10 anos: últimos preparativos para o cortejo de reveillon


O Banzeiro é uma das atrações do reveilllon que vai ser realizado pelo Governo do Estado do Amapá (GEA), dia 30 de dezembro, no balneário de Fazendinha, e a coordenação e integrantes estão nos últimos preparativos para a apresentação, que festeja os 10 anos do projeto. Ensaios, indumentárias, adereços, estão em fase final, sob a coordenação dos instrutores, artesãos e coordenação-geral, do músico Adelson Preto.

O cortejo sai na rua principal do balneário às 21:30, com os batuqueiros, Cordão das Açucenas e Jardim do Banzeiro, músicos de instrumentos de sopro, dançadeiras de marabaixo, artistas circenses, em um desfile de cores e música, que arrasta o púbico para a ruas. Mais de 200 integrantes estarão participando desta apresentação de final de ano.

Para o show, os preparativos iniciaram de dezembro, com os ensaios em frente à Casa do Artesão, quando batuqueiros que já fazem parte do projeto, e iniciantes, treinaram os ritmos e repertório com as caixas de marabaixo e chocalhos. Os adereços de mão, o estandarte e as alegorias são criações da artesã Melissa Silva, que já finalizou a confecção.

Banzeiro 10 anos

O projeto Banzeiro começou em 2013, com a finalidade de incentivar a iniciação musical, aproximar a população das tradições culturais do Amapá, e promover um desfile multicolorido, com batuqueiros de todas as idades, mulheres com saias floridas, adereços coloridos, cantando canções de compositores amapaenses, já de domínio público, e também do repertório do Banzeiro. O cortejo é a apresentação do resultado do projeto, que é fomentado com recursos públicos destinados para a cultura.

Ao chegar aos 10 anos, o Banzeiro entra em uma nova fase, e passa a ser um projeto estadual, e será levado para os demais municípios do Amapá. “Quando iniciamos, tivemos o apoio fundamental do então prefeito Clécio Luis, que antes de ser gestor, estava junto com artistas e produtores culturais, gestando o projeto, que alcançava apenas a cidade de Macapá. Por acreditar e ver os resultados, o agora governador continuou a dar suporte, e o Banzeiro passará a ser executado em outros municípios”, festeja Adelson Preto.

O projeto é gratuito, da inscrição à indumentária, e qualquer pessoa pode participar. O calendário de ensaios e cortejos de 2024 serão divulgados em janeiro pela coordenação.

Mariléia Maciel
Assessoria de Comunicação

Réveillon Beira Rio 2024: veja as mudanças no trânsito do Centro de Macapá e Rodovia do Centenário

As mudanças começam no sábado, 30, primeiro dia de evento

Para garantir a segurança no trânsito das áreas onde ocorrerá a programação do Réveillon Beira Rio 2024, o Governo do Amapá organizou intervenções em ruas e avenidas do Centro e da Zona Norte de Macapá, para garantir o fluxo de veículos e pedestres. As mudanças começam no sábado, 30, primeiro dia de evento.

As interdições serão nas áreas em que haverá grande circulação de visitantes, como a Rodovia do Centenário (antiga Norte-Sul), na Zona Norte, e no centro comercial, próximo à Fortaleza de São José de Macapá. Apenas no balneário da Fazendinha, onde também haverá programação, não serão necessárias intervenções.

A gestão do tráfego será executada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran-AP) e a Secretaria de Estado de Transportes (Setrap), com o apoio dos Batalhões de Policiamento de Trânsito (BPTran) e de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE).

Confira como fica o trânsito nos três dias de Réveillon Beira Rio 2024:

Zona Norte

No sábado, 30, a Zona Norte de Macapá recebe o show da aparelhagem “Carabao, o Furioso”, além do Trepidante e outras atrações. Neste dia, a Rodovia do Centenário terá o tráfego de veículos interditado na faixa que compreende a BR-210 até a Avenida Maria Cavalcante de Azevedo Picanço, espaço onde será montada a estrutura do evento.

Para ter acesso ao local da apresentação, o condutor que virá da Zona Norte deverá trafegar pela Avenida Carlos Lins Cortês, no bairro Infraero. A avenida também servirá de itinerário para os motoristas que seguirão para a Zona Oeste e deverão utilizar a Linha E como trajeto.

Centro comercial

No domingo, 31 de dezembro, e segunda-feira, 1º de janeiro, os condutores devem ficar atentos às interdições próximas ao anfiteatro da Fortaleza de São José, local dos shows.

As ruas Beira Rio, Cândido Mendes, Independência, Coriolano Jucá, Azarias da Costa Neto e demais ruas paralelas ficarão fechadas para o fluxo de veículos a partir das 19h. Neste perímetro, apenas a Rua São José estará livre para a circulação de carros e motos.

Transporte alternativo

Para facilitar a chegada e saída do público que participa da programação do Governo do Estado, o Detran-AP reforça a utilização do transporte alternativo, como ônibus, táxi, mototáxi e carros de aplicativo.

“É importante ressaltar que a viabilidade do transporte alternativo facilitará a locomoção das pessoas durante o Réveillon na orla de Macapá. Dessa forma, escolher táxi ou aplicativos é uma forma de evitar transtornos não só na hora de procurar estacionamento, mas também na hora de sair do local, que terá grandes pontos de conflito”, ressaltou o diretor-presidente do Detran-AP, Rorinaldo Gonçalves.

Réveillon Beira Rio 2024

A programação começa no sábado, 30, com apresentações na praia da Fazendinha e na Zona Norte de Macapá, e segue no domingo e segunda, no Anfiteatro da Fortaleza de São José. Os três dias de programação reúnem 60 atrações, sendo 10 nacionais.

O retorno do Réveillon é o estabelecimento de uma nova marca para o Amapá, que se projeta no roteiro de grandes eventos nacionais do fim de ano, movimentando a economia, o turismo, a cultura e as produções locais. Segundo a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) a expectativa é que, a cada R$ 1 investido, retorne de R$ 5 a R$ 7 para o estado.

Réveillon Beira Rio 2024: Governo do Amapá monta estrutura para shows no anfiteatro da Fortaleza de São José

No local, está sendo montado um palco de 7,5 metros de altura, que ocupará uma área de 500 m².

O Governo do Amapá trabalha na montagem da estrutura para os shows do Réveillon da Beira Rio 2024, no anfiteatro da Fortaleza de São José, cartão postal de Macapá, às margens do Rio Amazonas. O espaço irá contar com um palco de 7,5 metros de altura, que ocupará uma área de 500 m².

No domingo, 31, e na segunda-feira, 1º, o anfiteatro da Fortaleza de São José receberá grandes nomes do cenário musical nacional, como Ana Castela, Leonardo, Chico César, Geraldo Azevedo, Mari Fernandez, Tiee e Zé Vaqueiro, além de atrações locais. Para que todos possam acompanhar cada momento dos shows, serão montados dois telões de 32 m², que ficarão nas laterais do palco.

O Réveillon da Beira Rio 2024 começa no sábado, 30, com apresentações na praia da Fazendinha e na Zona Norte de Macapá. Os três dias de programação reúnem 60 atrações, sendo 10 nacionais.

Uma das integrantes da comissão organizadora do evento, Ana Girlene Oliveira, destaca que a montagem da estrutura no anfiteatro da Fortaleza tem como objetivo trazer mais conforto e segurança para o público e os artistas que irão participar da festa, em um dos principais cartões postais do estado.

“O Governo do Amapá, junto com diversos parceiros, está preparando um grande Réveillon para a população amapaense se fazer presente com a sua família. Com segurança reforçada, organização e uma estrutura completa, estaremos prontos para recepcionar a todos com uma virada repleta de atrações, nesse cenário tão lindo que é a orla do Rio Amazonas”, reforçou Ana Girlene.

O Governo do Estado foi autorizado pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a realizar o Réveillon da Beira Rio 2024, no anfiteatro da Fortaleza de São José de Macapá, obedecendo todos os critérios de preservação e segurança estabelecidos pelo órgão.

Expectativas

Enquanto as estruturas são montadas, o público e todos os envolvidos na festa vivem a expectativa de ver de perto os shows e também o espetáculo de fogos de artifício, que promete ter uma duração de cerca de 10 minutos nesta edição.

A empreendedora Nazaré Brito trabalha na região há 19 anos com o brinquedo pula-pula e venda de balões. Ao observar a grandiosidade da estrutura que está sendo montada no local, ela avalia que o evento deste ano vai receber um grande público, o que aumentará suas vendas durante esse período.

“Mesmo ano passado, que não tiveram tantas atrações, nós conseguimos lucrar bastante, agora, que terá tantos artistas se apresentando, nessa estrutura tão grande, eu não tenho nem dúvida que vão ter milhares de pessoas aqui”, avaliou Nazaré.

Réveillon da Beira Rio 2024

A estrutura do Réveillon da Beira Rio traz um ambiente totalmente moderno, com palco, som e iluminação, garantidos pelo Governo do Estado. Os demais investimentos foram garantidos junto ao Ministério do Turismo e ao setor privado, com recursos garantidos por articulação do senador Davi Alcolumbre.

O retorno do Réveillon é o estabelecimento de uma nova marca para o Amapá, que se projeta no roteiro de grandes eventos nacionais do fim de ano, movimentando a economia, o turismo, a cultura e as produções locais. Segundo a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) a expectativa é que, a cada R$ 1 investido, retorne de R$ 5 a R$ 7 para o estado.

Réveillon da Beira Rio 2024: Chico César & Geraldo Azevedo estrelam a turnê ‘Violivoz’, em Macapá

Artistas nordestinos apresentam ao público sucessos como ‘Dona da minha cabeça’ e ‘Dia Branco’, no domingo, 31.
A apresentação é totalmente gratuita, no anfiteatro da Fortaleza de São José

Entre todas as atrações que irão abrilhantar a virada de ano em Macapá, uma delas celebra a união de dois talentos nordestinos: Chico César & Geraldo Azevedo, com a turnê ‘Violivoz’. Os dois cantores e compositores irão se apresentar no anfiteatro da Fortaleza de São José, no domingo, 31, durante a programação do Réveillon da Beira Rio 2024, realizada pelo Governo do Amapá.

A apresentação é totalmente gratuita. Como o próprio nome já sugere, ‘Violivoz’ é um show que apresenta uma junção de violões e vozes, trazendo ao público sucessos como ‘Dona da minha cabeça’, ‘Deus me proteja’, ‘Moça bonita’, ‘Pensar em Você’ e ‘Dia Branco’.

O paraibano Chico César e o pernambucano Geraldo Azevedo prometem eternizar um show eletrizante, afinado na irmandade entre os dois grandes artistas. Em cartaz desde outubro de 2021, a turnê já passou por diversas cidades brasileiras e, agora, chega ao Amapá para receber o ano de 2024.

Réveillon da Beira Rio 2024

Os três dias de celebração 30, 31 e 1º alusiva à virada do Ano Novo 2023/2024 conta com a apresentação de 10 atrações nacionais e mais de 50 artistas locais que subiram ao palco. O evento reflete o compromisso do Governo do Estado na valorização dos músicos locais, além do impulsionamento econômico com a geração de emprego e renda durante os dias festivos.

A estrutura do Réveillon da Beira Rio traz um ambiente totalmente moderno com palco, som e iluminação, ofertados pelo Governo do Estado. Os demais investimentos foram garantidos junto ao Ministério do Turismo e ao setor privado, articulados pelo senador Davi Alcolumbre.

Os shows do réveillon são totalmente gratuitos, a estrutura conta com um forte esquema de segurança para garantir a proteção de todos durante o evento.

Réveillon Beira Rio 2024: Governo do Amapá revitaliza estrutura da praia da Fazendinha, em Macapá

Ponto turístico será palco para show de mais de 30 artistas, entre eles, o cantor e compositor Zeca Baleiro.

O Governo do Amapá finaliza os trabalhos de revitalização da estrutura da praia da Fazendinha, na Zona Sul de Macapá, para os eventos do Réveillon Beira Rio 2024. O ponto turístico, às margens do Rio Amazonas, vai receber, no sábado, 30, mais de 30 artistas, entre eles, uma atração nacional: o cantor e compositor Zeca Baleiro.

Para preparar o ambiente, a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf) realiza, no local, serviços como recuperação de estruturas comprometidas pelo tempo, pintura de meio-fio, pintura de muretas, limpeza, capina e roçagem.

Também são realizados reparos da iluminação, das áreas em madeira e das calçadas. As intervenções geram 20 empregos diretos para profissionais como pedreiros, eletricistas e pintores.

“O Governo do Amapá trabalha com várias frentes de serviços para adequação do espaço, pensando na população em geral, para que todos os ambientes estejam adequados ao público”, pontuou o secretário adjunto de Infraestrutura, Ivy Vasconcelos.

Geração de renda

A revitalização traz melhorias estruturais, tornando o ambiente mais atrativo para amapaenses e turistas não apenas durante o Réveillon. Outro benefício é para os empreendedores que atuam no ponto turístico. Entre eles, está o ambulante Alex Cardoso, de 48 anos.

“Traz mais visibilidade para a Fazendinha, aumenta o movimento e isso beneficia quem empreende por aqui”, conta Cardoso.

A cozinheira e moradora da Fazendinha Walkiria Arcanjo, de 40 anos, afirma que os trabalhos beneficiam a comunidade.

“Nós nos sentimos valorizados por ter as obras e os shows, faz com que sejamos vistos e gera também empregos, seja como cozinheira, garçom ou até mesmo autônomo”, detalha Walkíria.

Réveillon Beira Rio 2024

São 10 atrações nacionais, como Ana Castela, Zeca Baleiro, Leonardo, Chico César & Geraldo Azevedo, entre outros, que irão compor a programação de três dias do Réveillon da Beira Rio 2024, que retorna para às margens do Rio Amazonas e também com a novidade de shows em Fazendinha e na Zona Norte de Macapá. A programação cultural e festiva, que contará com mais 50 artistas locais, além de fomentos para todos os municípios, será de 30 de dezembro a 1º de janeiro.

O Governo do Amapá é responsável pela estrutura de palcos, som e iluminação. Os demais investimentos foram garantidos junto ao Ministério do Turismo, articulados pelo senador Davi Alcolumbre, e ao setor privado. A coordenação da programação é das secretarias de Estado da Cultura (Secult) e Turismo (Setur).

O retorno do Réveillon é o estabelecimento de uma nova marca para o Amapá que se projeta no roteiro de grandes eventos nacionais do fim de ano, movimentando a economia, o turismo, a cultura e as produções locais. Segundo a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) a expectativa é que, a cada R$ 1 investido, retorne de R$ 5 a R$ 7 para o estado.

Zeca Baleiro volta ao Amapá após 7 anos e promete show intimista no Réveillon 2024 do Governo do Estado

Artista possui mais de 26 anos de carreira e uma coleção de músicas marcantes

Zeca Baleiro, artista de ritmos e referências musicais diversas, é uma das atrações nacionais do Réveillon 2024 organizado pelo Governo do Amapá, que terá 60 atrações entre nacionais e regionais. Cantor, compositor, e mestre em canções líricas, o maranhense se apresenta para uma multidão de apaixonados no dia 30 de dezembro, no balneário da Fazendinha, na Zona Sul de Macapá.

O último show do artista no estado foi em 2016, e agora, mais de 7 anos depois, ele retorna para relembrar antigos sucessos e apresentar o novo trabalho como “Telegrama” e “Ai Que Saudade D’ocê”, além de releituras famosas como “Proibida Pra Mim”, da banda Charlie Brown Jr, e “Disritmia”, de Martinho da Vila.

Zeca marcou o cenário musical brasileiro com sua verve afiada de humor e ironia. Para os admiradores da Música Popular Brasileira (MPB), o artista, acompanhado de seu violão, continua a encantar multidões com a voz marcante e característica dele.

OUÇA O ARTISTA ZECA BALEIRO

No Réveillon 2024, o Governo do Amapá é responsável pela estrutura de palcos, som e iluminação. Os demais investimentos foram garantidos junto ao Ministério do Turismo, articulados pelo senador Davi Alcolumbre, e ao setor privado. A coordenação da programação é das secretarias de Estado da Cultura (Secult) e Turismo (Setur).

Trajetória musical

José Ribamar Coelho Santos, conhecido como Zeca Baleiro, nasceu em 11 de abril de 1966, em São Luís do Maranhão. Ao longo de mais de 25 anos de carreira, o artista lançou 15 discos de estúdio, cinco CDs ao vivo, nove DVDs e vários projetos especiais.

Em 1997, 1999 e 2000, Baleiro lançou “Por Onde Andará Stephen Fry?”, “Vô Imbolá” e “Líricas”, seus primeiros três discos, respectivamente, e que possuem certificação de ouro pela Pro-Música Brasil.

Além disso, o artista possui várias colaborações nacionais e internacionais, entre brasileiros, franceses, japoneses, portugueses, uruguaios, e também trabalhos voltados ao público infantil

Em 2019, “O Amor No Caos”, álbum de estúdio dividido em duas partes de Baleiro, recebeu duas indicações ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música Popular Brasileira. Em 2022, o artista lançou “Naus”, seu mais recente trabalho em parceria com Vinícius Cantuária, incluindo “Retirada” e “Sol da Beleza”.

Completando 26 anos de carreira em 2023, Zeca Baleiro acumulou inúmeros prêmios, indicações, e está lançando projetos inéditos.