Força-tarefa para conter COVID nas aldeias Kumarumã, Kumenê e Manga, no Oiapoque

Profissionais irão reforçar a imunização dos indígenas e rastrear novos casos nas aldeias.

O Governo do Estado coordena uma ação para conter casos da covid-19 nas aldeias indígenas de Kumarumã, Kumenê e Manga, no município de Oiapoque, norte do estado, uma vez que os locais registraram aumentos nos números da doença nas últimas três semanas.

A força-tarefa mobiliza mais de 30 servidores da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) e Secretaria de Saúde (SESA), entre eles, equipes de vacinadores; de clínica médica; e de monitoramento, rastreio e testagem. A ação conta com o apoio do Distrito Sanitário Especial Indígena Amapá e Norte do Pará (Dsei).

As equipes se deslocam até as localidades na quinta-feira, 25, com vacinas Pfizer contra a covid-19 para reforçar a imunização dos indígenas, além de testes rápidos antígenos, de alta eficiência com resultado liberado em torno de 15 minutos, para rastreio e monitoramento de novos casos.

“Sempre estamos monitorando todo estado e, quando necessário, iremos deslocar equipes para realizar todos os procedimentos necessários, nas aldeias contamos com a parceria do DSEI para facilitar o acesso às tribos e continuar monitorando estas localidades”. Afirmou o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia.

Aumento de casos

O Dsei notificou 203 casos nas três aldeias, de 31 de outubro a 6 de novembro. A maior incidência foi na aldeia do Manga com 127 casos; seguida pela Kumarumã, com 52 casos; e Kumenê, com 24. Na semana seguinte, houve uma diminuição nos registros: 19 casos na aldeia Kumarumã e 1 no Manga. Já no período de 14 a 20 de novembro, 6 casos foram registrados em Kumarumã e 3 no Manga.

As ações de saúde ainda incluem o apoio de órgãos como as Polícias Militar (PM) e Rodoviária Federal (PRF) para conscientizar a população indígena sobre deslocamentos desnecessários, o que pode aumentar as chances de contaminação, além do risco de trazer o vírus para as aldeias.

Outras ações

Também será realizado o reforço na capacitação das equipes de saúde sobre a importância de manter as medidas preventivas contra a covid-19 e a melhor estratégia para disseminar materiais informativos nas aldeias. Além disso, será estabelecido um fluxo entre os órgãos de assistência aos indígenas para a rápida notificação de casos suspeitos e confirmados de covid-19 ou outros agravos que possam se configurar como emergências de saúde pública.

https://www.portal.ap.gov.br/noticia/2211/governo-do-estado-mobiliza-forca-tarefa-para-conter-casos-de-covid-19-em-aldeias-indigenas-de-oiapoque

Com queda nos números da covid-19, novo decreto permite retomada de atividades presenciais em ambientes fechados

O novo documento entra em vigor na terça-feira e segue até o dia 22 de novembro de 2021.

Diante da queda nos números da covid-19, o Governo do Amapá publica o Decreto nº 3933 com novas medidas de flexibilização, considerando a realidade epidemiológica do estado. O documento permite atividades presenciais em ambientes fechados como boates, casas de show e casas de espetáculos e shows artísticos, desde que frequentadores, funcionários, artistas e outras pessoas envolvidas apresentem comprovante de imunização completa contra a doença, entre outros protocolos sanitários como a presença do público de até 50% da taxa de ocupação do espaço.

O novo documento entra em vigor na terça-feira e segue até o dia 22 de novembro de 2021.

LEIA O NOVO DECRETO AQUI

VEJA OS ANEXOS AQUI

As medidas foram definidas após reunião por videoconferência entre o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp) e representantes das prefeituras dos 16 municípios. No encontro, o Coesp apresentou o Parecer Epidemiológico, que aponta que o estado segue com a 2ª menor taxa de letalidade do país – 1,6%, bem abaixo da média nacional, que é de 2,8%, enquanto a taxa de amapaenses recuperados é de 91,55%.

VEJA O NOVO PARECER EPIDEMIOLÓGICO AQUI

Alterações no decreto

As alterações do novo documento foram amplamente debatidas entre o Coesp e prefeituras, além de que os diversos segmentos da sociedade organizada foram ouvidos pelo Governo do Estado. O Decreto traz as seguintes alterações em relação às medidas anteriores:

  • Ficam permitidas, a contar de 26 de outubro de 2021, até a data de 22 de novembro de 2021, em todo o território Amapá, as atividades presenciais e eventos nos estabelecimentos boates, casas de show, casas de espetáculos e shows artísticos, devendo seguir as regras e normativas editadas no novo decreto;
  • Será permitida a entrada de funcionários, frequentadores, artistas e outras pessoas envolvidas, mediante apresentação do comprovante de vacinação da COVID-19, com imunização completa;
  • É obrigatório o cumprimento dos protocolos sanitários e de distanciamento social, com presença de público até o limite de 50% da taxa de ocupação do espaço, com adoção de medidas para evitar a aglomeração de pessoas no entorno do evento;
  • As mesas deverão estar a 1 metro de distância uma da outra, com limite de 6 cadeiras, não permitindo a junção de mesas;
  • É de responsabilidade da entidade promotora do evento, registrar e controlar o acesso dos participantes, portando, por 30 dias, a lista de pessoas presentes no evento, bem como, a exigência do comprovante completo de vacinação da covid-19, para acesso ao evento;
  • As igrejas e templos religiosos ficam autorizados a funcionar 24 horas, devendo seguir o protocolo sanitário padrão, incluindo o distanciamento social de 1m entre as pessoas;
  • Está autorizado o funcionamento dos cartórios extrajudiciais em dias e horários definidos pela corregedoria do Tribunal de Justiça do Amapá, na modalidade de atendimento presencial com agendamento, com número reduzido de profissionais, seguindo os protocolos sanitários e de distanciamento social;
  • Fica autorizada a realização de competições de esportes coletivos em estádios de futebol, ginásios, quadras poliesportivas, com a presença do público até o limite de 50% da taxa de ocupação do espaço, com rigoroso cumprimento dos protocolos sanitários e de distanciamento social, e da adoção de medidas para evitar a aglomeração de pessoas no entorno do evento;
  • Fica autorizada a realização de eventos sociais, corporativos, técnicos e científicos, realizados em ambiente aberto, fechado ou misto, das 7h às 2h, com 80% da capacidade do espaço e com mesas em espaçamento de 1m, com no máximo 6 cadeiras;
  • Fica autorizada a retomada responsável, gradual e escalonado do funcionamento dos bares mediante cumprimento das condicionantes do protocolo de segurança e higienização;
  • Fica autorizada durante os eventos sociais, corporativos e no interior dos restaurantes, apresentações ao vivo de artistas e bandas, bem como, a veiculação de música ambiente, sendo permitida a utilização de pistas de dança no interior do espaço de realização do evento;
  • Fica autorizada a realização de atividades de ecoturismo e de visitas monitoradas em equipamentos turísticos, patrimônio histórico e áreas naturais, conduzidos por guias de turismo registrados no Cadastur;
  • Todos os agentes públicos da administração pública direta, indireta e fundacional do Poder Executivo, deverão retornar aos seus postos de trabalho, para cumprimento de jornada com duração de 6 horas diárias de trabalho;
  • Autorizada a retomada responsável, gradual e escalonado das aulas presenciais e demais atividades educacionais na rede pública e privada de ensino com fiel cumprimento do protocolo padrão de segurança sanitária para os estabelecimentos de ensino, cabendo à Secretaria de Estado da Educação, aos gestores titulares dos órgãos municipais da educação e aos gestores titulares das instituições particulares de ensino, definir a metodologia e a forma da retomada das aulas presenciais nas suas unidades de ensino;
  • Fica autorizada a retomada das atividades presenciais nos polos do Programa Amapá Jovem, para acolhimento e realização das ações com beneficiários do Programa;
  • Fica autorizado o retorno das atividades do estágio curricular obrigatório nos órgãos da administração direta e indireta do Governo do Amapá.

https://www.portal.ap.gov.br/noticia/2510/com-queda-nos-numeros-da-covid-19-novo-decreto-permite-retomada-de-atividades-presenciais-em-ambientes-fechados