Com aumento de casos, Governo mantém restrições e amplia leitos para covid-19

Média móvel de casos confirmados aumentou para 2.148, frente a 188 da semana epidemiológica anterior.

Com o aumento de 1.042,6% na média móvel de casos confirmados de covid-19 no Amapá, o Governo do Estado decidiu pela manutenção das medidas de proteção à vida que suspende shows, festividades carnavalescas e outros eventos que gerem aglomeração.

– VEJA AQUI O DECRETO 0531/2022

VEJA AQUI O DECRETO DO ANEXO 0531/2022

Também será ampliada a retaguarda hospitalar, com novos leitos clínicos e de UTI na rede estadual, além de intensificação das fiscalizações e campanhas de imunização no estado.

São decisões tomadas em observância aos indicadores epidemiológicos e amplo diálogo com as prefeituras municipais. Após quase dois anos de enfrentamento à doença, é sabido por toda a sociedade as medidas que são verdadeiramente eficazes no controle da pandemia”, reforçou o governador do Amapá, Waldez Góes.

O Governo havia ampliado a oferta de leitos clínicos e de UTI, de 144 em dezembro de 2021 para 233 em janeiro de 2022 e, agora, uma nova ampliação de 76,82% totaliza 412 leitos para o atendimento a pacientes com covid-19 na rede pública estadual.

“Hoje dispomos de um importante instrumento para a preservação de vidas, que é a vacina, com ampla disponibilidade nos postos do Amapá. Além disso, com o aumento de mais de 60% nas hospitalizações, em sua maior parte de não-vacinados, também ampliaremos o número de leitos na rede estadual para o tratamento desses pacientes”, finalizou Góes.

Novos casos e internações
Além da média móvel de novos casos, houve também aumento da taxa de retransmissão viral (Rt), que representa a velocidade de propagação do vírus; subiu de 1,5 para 1,84. A busca por atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) também aumentou, de 455 para 1.247 por dia, um aumento de 213,29%.

VEJA AQUI O PARECER EPIDEMIOLÓGICO

A secretária-adjunta de Enfrentamento a covid-19, Maracy Andrade, evidenciou detalhes importantes sobre o atual cenário epidemiológico no estado.

“Mesmo com o aumento expressivo de casos e o segundo maior Rt do país, a taxa de letalidade do Amapá permanece a menor, 1,59% frente a média nacional de 2,79% . É um efeito claro da eficácia das vacinas contra a covid, que deve ser associada aos cuidados sanitários já conhecidos: uso de máscara, higienização das mãos e evitar aglomerações”, explicou.

Também aumentou de 85 para 148 o número de pacientes hospitalizados na rede pública e privada, 30 deles são crianças. De acordo com o levantamento apresentado pela secretária, nenhuma delas havia sido vacinada.

“É um alerta para a importância de vacinarmos nossas crianças. O perfil dos casos confirmados que evoluíram para hospitalização não mudou, a ampla maioria são pessoas sem o esquema vacinal de duas doses completo, ou sem ter tomado qualquer dos imunizantes”, completou Maracy.

https://www.portal.ap.gov.br/noticia/0102/com-aumento-de-casos-governo-mantem-restricoes-e-amplia-leitos-para-covid-19

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.