Amapá cresce 168% na criação de empregos formais no primeiro bimestre de 2024

Com o fortalecimento das atividades econômicas pelo Governo do Estado, o Novo Caged aponta mais de 1,3 mil novos postos de trabalho.

As políticas de fortalecimento das atividades econômicas implementadas pelo Governo do Estado em pouco mais de um ano da atual gestão, começam a dar resultados significativos na geração de emprego e renda à população. Segundo dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Amapá gerou mais de 1,3 mil novos empregos formais nos primeiros dois meses de 2024. O número representa um aumento de 168% se comparado ao mesmo período em 2023, quando foram registrados 493 postos de trabalho.

Em fevereiro, o número de trabalhadores com carteira assinada no estado chegou a 87,6 mil. Ainda segundo o percentual, os empregos nas áreas da indústria e agropecuária vem aumentando consideravelmente a participação no total de empregos e na economia do estado.

O vice-governador do Amapá, Teles Júnior, destaca que o crescimento representa uma série de políticas adotadas pelo Governo do Estado nos setores do comércio e serviços, destacando-se as do corredor de importação e de promoção da indústria local com o programa Selo Amapá, que certifica produtos .

“O crescimento do número de empregos é fruto dos estímulos gerados pelo Governo do Amapá especialmente no setor florestal, de saneamento e energia, por meio das concessões e investimentos públicos oriundos de recursos captados junto à União pela bancada parlamentar e da outorga de saneamento básico captado junto iniciativa privada”, destaca Teles.

Empregos em Macapá

Os incentivos das políticas públicas adotadas pelo Governo do Amapá, como a promoção de grandes eventos, fortalecimentos do turismo e grandes obras de mobilidade, impactaram diretamente na geração de empregos em Macapá.

Nos últimos três anos, o número de empregos com carteira assinada na capital saltou de 56,4 mil para 71,9 mil. Os novos 15,4 mil empregos formais representam um crescimento de 27% durante o período.

Estado com mais empregos desde o pós-pandemia

Desde julho de 2020, mês que marcou a redução de empregos no Brasil por conta da pandemia de Covid-19, o Amapá mantém uma taxa de crescimento de 33% com a criação de 22,7 mil novos empregos formais. O valor é maior que a média nacional, que alcança quase a metade, 18%.

Oportunidades de emprego e estágio são ofertadas pelo SESI e SENAI Amapá

O SESI e SENAI Amapá lançaram processo seletivo para contratação e formação de cadastro reserva de pessoal e estagiário. As vagas são para as unidades de Macapá ou Santana, e as inscrições serão realizadas exclusivamente pelo site (https://www.empregare.com/pt-br/trabalhe-na-sesi-senai-ap) entre os dias 5 e 7 de agosto.


Os interessados deverão acessar a plataforma para obter todas as informações do certame. Há vagas para as áreas de Design Gráfico, Compras e Licitação Cada uma possui comunicado, por isso, é fundamental que o candidato leia atentamente as orientações e siga os passos para se inscrever.

A remuneração para os cargos é de R$ R$ 3.344.02, além de plano de saúde, plano odontológico, vale-alimentação, vale-transporte e universidade corporativa. A carga horária de trabalho é de 40h semanais. A contratação do candidato aprovado ocorrerá pelo regime celetista, e será realizada de acordo com a necessidade das instituições.

A vaga de estágio é destinada para acadêmicos dos cursos de Engenharia de produção, Engenharia química, Administração, Engenharia ambiental, Engenharia florestal. A bolsa paga é no valor de R$ 848,40 com os benefícios de vale-alimentação, vale-transporte, universidade corporativa e carga horária de 20h semanais.

A seleção é composta por cinco etapas: análise curricular, avaliação de conhecimentos e/ou dinâmica de grupo e/ou vídeo de apresentação, comprovação documental, entrevista comportamental e, por fim, entrevista individual.

Para os casos de dúvida sobre o processo, o SESI e o SENAI Amapá disponibilizam o contato de e-mail [email protected]. O canal será utilizado unicamente para o fim de esclarecimentos. Currículos eventualmente enviados não serão considerados.