Curta amapaense ‘Utopia’ vence como melhor filme no Festival Olhar do Norte

 

O Curta amapaense ‘Utopia’ venceu como melhor filme no Festival Olhar do Norte, que está em sua quarta edição. A premiação aconteceu na noite desta segunda-feira (24) no Teatro Amazonas, em Manaus.


O filme é dirigido por Rayane Penha, e mostra sobre a busca da própria cineasta por histórias vividas pelo pai garimpeiro que faleceu no local de trabalho. O filme mostra arquivos sobre esse pai, fotos, vídeos e cartas que ele escrevia para a família relatando a vivência e as dificuldades do garimpo.

O documentário procura humanizar homens que dedicam suas vidas a terra, mais do que um registro o filme vem mostrar um relato íntimo e poético sobre a vida desses garimpeiros.

A diretora do filme Rayane Penha falou com muita emoção sobre o prêmio.

“Que emoção escrever sobre esse momento, o sentimento de gratidão é imenso, mas um sentimento maior se sobressai, o de sucesso. Para mim sucesso sempre foi sobre o meu trabalho ser valorizado em casa, no meu lugar, nesta terra que me pariu, no meu Norte que me faz voar mesmo enquanto finco minhas raízes. E hoje o que eu sinto é sucesso, sucesso nesta semana em que o senhorzinho do mercadinho do bairro onde eu cresci me dizer que ouviu falar do Utopia e que queria assitir, em que um festival da nossa região faz jus a nos fazer sentir em casa, para mim isso é o sucesso e como estou feliz em sentir isso e partilhar isso com vocês. Muito obrigada Olhar do Norte por isso, todo o meu respeito e admiração!”, comemorou.

Filme amapaense estreia em cinema virtual do Paraná

 

O filme “Cartografia Sentimental Tucuju” vai estrear na programação virtual do Cine Passeio – tradicional cinema de rua de Curitiba, no Paraná. A exibição do audiovisual poderá ser acessada a partir de quinta-feira, 11, e ficará disponível gratuitamente, por uma semana, para ser assistido de qualquer estado ou país em horário livre.


A produção amapaense foi contemplada pelo edital Pimpolho Sanches, lançado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), garantindo fomento à programas, projetos e ações artísticas e culturais continuadas, através da lei Aldir Blanc.
O projeto é uma obra audiovisual experimental, dirigida por Cleber Braga e realizada em parceria com o coletivo Tenebroso Crew, e propõe uma reflexão sobre a capital Macapá. O enredo conta performances de diferentes artistas e agentes culturais locais, atravessando diferentes histórias a partir da conexão de um lugar autobiográfico e também amazônida, mais especificamente amapaense.


De acordo com o diretor do filme, o projeto sobre a cultura e produção artística com as características amapaenses tem como missão levar mais informações da região Norte para o Brasil e o mundo. Braga destaca que articula a veiculação em níveis nacional e internacional, por meio de cinemas, TVs e festivais de audiovisuais.

Trailer do Filme

https://www.youtube.com/watch?v=T32j-wKxDIA

“Além de levar o Amapá para outros lugares, o filme também propõe fortalecer o sentimento de reconhecimento das próprias pessoas da região, enquanto valor, porque se existe uma riqueza neste lugar, no meu entendimento, é essa riqueza humana”, disse.
O audiovisual conta com participações de artistas amapaenses, entre eles: Mc Deeh, Pretogonista, Laura do Marabaixo, Maniva Venenosa, Banzeiro do Brilho-de-Fogo, Ana Caroline, Carla Antunes, Jones Barsou, entre outros. A trilha sonora é do músico macapaense Paulinho Bastos.
Após a estreia no Cine Passeio, entre os dias 11 e 18 deste mês, o filme entrará num circuito virtual e será disponibilizado através do canal oficial no YouTube do projeto Cartografia Sentimental Tucuju.

Documentário amapaense “Utopia” concorre ao prêmio de aquisição do Canal Curta

Dirigido por Rayane Penha e produzido pela Catraia Filmes, o documentário amapaense “Utopia” está participando do Festival Internacional de Curtas Metragrens de São Paulo, que acontece no período de 19 a 29 de agosto de 2021. A produção conta a história da busca de uma filha por histórias vividas pelo pai garimpeiro que faleceu no garimpo. O documentário procura humanizar homens que dedicam-se à terra e mostrar um relato íntimo e poético sobre suas vidas.

Só pra você saber: O “Utopia” foi executado com recursos do 1º Edital de Produção Audiovisual – FSA do Estado do Amapá 2017/2018. A ficha técnica conta com :

Diretora: Rayane Penha
Produtora: Rayane Penha
Diretor de Fotografia: Régis Robles
Trilha Sonora: Aron Miranda, Padre Zezinho
Direção de Som: Clebson Reis
Narração: Jones Barsou
Edição: Rodrigo Aquiles Santos, Mc Super Shock

A participação no festival é uma conquista e tanto para uma produção independente! Mas agora este trabalho merece mais uma: O prêmio de aquisição do Canal Curta.

Os filmes mais visualizados pelo público serão adquiridos pelo Canal. Vamos ajudar o cinema nortista a ter cada vez mais visibilidade! Curte cinema e a curiosidade bateu para assistir?

Veja aqui: https://linkr.bio/raypenha

Agora é a parte que sua participação é essencial:
ASSISTA E COMPARTILHE !