Publicidade

Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

#ClecioDay

Alcilene Cavalcante em 08 de abril de 2017

Abril me deu muitos amigos.

E hoje festejo a vida do queridíssimo Clecio Luiz, prefeito de Macapá.
Leve, simpático, competente, inteligente, conhece muito sobre cidades e seus aspectos e funcionalidades. Uma liderança carismática.
Clécio é um dos políticos que mais admiro. Por ser verdadeiro, encarar todos os assuntos e problemas da cidade de frente, e por fazer política de um jeito mais humano e diferenciado.
Como amigo é sempre divertido, um dos melhores papos que conheço e presente nas horas boas ou não tão boas.
Feliz Aniversário, Clécio!
Que o sorriso da alegria sempre seja sua marca. Saúde, felicidades, conquistas pessoais e coletivas, sucesso na gestão e um futuro grandioso na carreira.
Tenho orgulho de você e de sempre ter apoiado e acreditado nos caminhos que você escolheu.

Deixar um comentário

Prefeitura de Macapá prorroga vencimento do Alvará de Licenciamento 2017

Alcilene Cavalcante em 06 de abril de 2017

 

Devido à solicitação dos contribuintes, a Prefeitura de Macapá prorrogou o vencimento do Alvará de Licenciamento até o dia 15 de abril. De acordo com a Secretaria Municipal de Finanças (Semfi), o imposto pode ser pago com desconto de até 20%. O contribuinte em débito com tributos municipais pode regularizar a situação a qualquer momento pelo Programa de Recuperação Fiscal (Refis). As empresas pendentes com o Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS) também podem requerer o ajuste das contas.

Ler o restante do post »

Deixar um comentário

Advogado e historiador Dorival Santos lança livro sobre os bastidores da ditadura no Amapá

Alcilene Cavalcante em 06 de abril de 2017

 

“Entre a Tortura e a Matinta Pereira: Uma  abordagem Cultural da Ditadura no Amapá”, entra no mercado literário descrevendo fatos e efeitos deste período, contribuindo com os estudos sobre o assunto e desmistificando, com base em documentos e relatos, o que se passou no meio do mundo, região cercada por mitos, confundidos propositalmente com a realidade, descritos nesta publicação. De autoria do historiador e advogado amapaense Dorival Santos, a edição, da Multifoco, prefaciado pela professora do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ, Cristina Buarque de Holanda, será lançada neste sábado, 8, durante coquetel no espaço Vitruviano.

 

O tema, abordado exaustivamente após a abertura democrática, e que ganha sempre com uma nova página, com esta publicação, conta mais capítulo importante e lúcido, com base em documentos e fatos reais, mas com as peculiaridades amazônicas, que deram ao período, um caráter mitológico. Enquanto no resto do país, a repressão aos subversivos, sumiço e torturas, marcaram pessoas e épocas, no Amapá ficou conhecido como tempo do “engasga-engasga”, quando o Estado se apropriou de lendas e mistérios para relacionar aos comunistas e justificar ações repressivas.

 

Os bastidores desta histórias são contadas por Dorival Santos, militante de causas sociais, nascido nos anos 60, ouvinte, expectador e leitor destes fatos, que buscou em fontes públicas e acervos privados, documentos e pesquisas, processos e anuários, matérias jornalísticas e depoimentos, embasamentos a publicação, e para explicar a conexão entre o imaginário e a realidade. Ele narra com responsabilidade, a forma como os então subversivos, engasgadores que eram o terror da cidade, foram elencados na imaginação popular, ao patamar dos seres como matinta pereira, curupira e iara, e viraram personagens de um cenário saído da imaginação dos repressores.

 

O livro relata as estratégias para justificar as prisões, como a relação criada entre as criaturas lendárias e os comunistas engasgadores, que agiam soturnamente e por coincidência de noite, quando providencialmente a energia falhava, justamente na hora que a população voltava para casa, criando um ambiente de terror. O pânico só era amenizado quando o Estado colocava nas celas lideranças comunistas, e então a energia era regularizada, acabando com a ameaça dos engasgadores, e a população podia andar tranquilamente em uma cidade pacata e sem medo.

 

Mestre em História Social do Trabalho e Doutor em Sociologia e direito, o autor entra no contexto social e econômico causado pelos governantes, que, para tirar de circulação opositores do regime, demitiam servidores públicos do então Território, atingindo diretamente a vida de uma considerável parcela de trabalhadores. “…este livro investiga uma prática corrente (e pouco comentada) da ditadura no Brasil: o cerceamento ou mesmo a extinção dos meios de sobrevivência material de cidadãos e suas famílias, condenados à miséria econômica pela impossibilidade de reinserção laboral”, cita Cristina Buarque.

 

Serviços:

Lançamento do livro “Entre a Tortura e a Matinta Pereira: Uma  abordagem Cultural da Ditadura no Amapá”.

Autor: Dorival Santos

Data: 08 de abril

Local: Vitruviano – av: Machado de Assis, atrás da Assembleia Legislativa

Hora: de 17h às 21h

1 comentário »

15 anos do Museu Sacaca

Alcilene Cavalcante em 06 de abril de 2017

O Museu Sacaca, um museu a céu aberto, que mostra o modo de vida das populações tradicionais da Amazônia, completou 15 anos nesse 05 de abril. O museu foi inaugurado em 2002, pelo então governador João Alberto Capiberibe.

Para comemorar a data, tem programação nos dias 06 a 08 de abril com performance teatral, recital de poesias, show musical e contação de histórias.

Foto: Márcia do Carmo

Deixar um comentário

Deputados Moisés e Edinho transferidos para o Iapen

Alcilene Cavalcante em 05 de abril de 2017

SELES NAFES

O deputado estadual Moisés Souza (PSC), o ex-deputado Edinho Duarte e o ex-secretário de Finanças da Assembleia Legislativa do Amapá, Edmundo Tork, foram transferidos na manhã desta quarta-feira, 5, para o presídio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), na Rodovia Duca Serra, zona oeste de Macapá. O lugar é conhecido como “Cadeião”.

O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado, e assinado pela promotora da Vara de Execuções Penais, Socorro Pelaes. Ela se baseou em dois fundamentos: que o Centro de Custódia do Zerão (onde eles cumpriam pena) é destinado originalmente a policiais e ex-policiais; e que as regras internas do centro estariam sendo quebradas para beneficiar os três que cumprem penas que somam 13,4 anos de prisão.

Segundo o MP, agentes prisionais estariam sofrendo assédios de autoridades para que as visitas ocorressem a qualquer momento, entre outras irregularidades. O suposto descontrole teria gerado um clima de revolta nos outros presos.

Leia mais no site SelesNafes.com

Deixar um comentário

Senador Davi Alcolumbre é eleito presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado

Alcilene Cavalcante em 05 de abril de 2017

O senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP) foi eleito, nesta terça-feira (04), presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado (CMA). A reunião foi comandada pelo senador José Alberto Souza (PMDB-MA) por ser o senador mais idoso da comissão, conforme determina o Regimento Interno do Senado.

Davi disputava com o peemedebista Hélio José (DF), candidato apoiado pelo senador alagoano Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado, que retirou a candidatura de Helio e assim elegeu Davi por aclamação. “O Democratas cumpre e respeita a proporcionalidade indicando o senador Davi” disse o líder do Democratas, Ronaldo Caiado 

O senador José Agripino (Democratas-RN), parabenizou a decisão do PMDB em retirar a candidatura “Buscamos o entendimento no limite máximo e de forma satisfatória prevaleceu o diálogo. Parabenizo a decisão do PMDB de retirar a candidatura e assim preservar a proporcionalidade” avaliou o presidente do Democratas 

Davi presidirá uma das mais importantes comissões do Senado Federal “A CMA trará mais responsabilidades em assuntos tão atuais como os relacionados ao meio ambiente. Defenderei a Amazônia e o Amapá como amazônida nascido no extremo norte do Brasil para que as riquezas naturais da nossa região voltem para os estados da Amazônia.” 

A eleição para a vice presidência da comissão será realizada na semana que vem entre os dezessetes membros titulares e dezessetes membros suplentes.

Deixar um comentário