Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Missa

Alcilene Cavalcante em 16 de julho de 2014

Missa-foto-3

Monitores americanos do Conexão Mundo ministram aulas presenciais em Macapá

Alcilene Cavalcante em 16 de julho de 2014

Macapá – Os 10 monitores norte-americanos do programa de intercâmbio Conexão Mundo há duas semanas ministram aulas presenciais para os 82 alunos do Serviço Nacional da Indústria (SENAI/AP) de Macapá e Santana, e da rede pública de ensino. Essa etapa, que começou no dia 1º, prossegue até o dia 24/07.

O projeto de línguas estrangeiras é uma iniciativa do Serviço Social da Indústria do Amapá (SESI/AP) e do SENAI/AP, por meio da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com a ONG americana US – Brasil Connect. O Conexão Mundo está possibilitando aos estudantes uma imersão na língua inglesa. Desta forma, os alunos colocam em prática o que aprenderam por meio das redes sociais desde o início do ano.

Ao fim desta etapa, os monitores retornam ao seu país e continuarão ministrando aulas à distância até setembro. Os 5% do total de alunos inscritos no programa que mais se destacarem passarão por um período de aperfeiçoamento de 15 dias nos Estados Unidos, com todas as despesas pagas.

 

Gerência de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP

Vôo. Curiaú. Macapá Verão

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014

Pelas lentes de Max Renê, da Coordenadoria de Comunicação da prefeitura de Macapá.

Macapáverao-Curiaú-MaxRene-IMG_6651-1

Alguma dúvida?

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014

“O whatsApp vai ser a ferramenta do diabinho desta eleição”.

Do economista Antonio Teles Jr, em entrevista a jornalista Ana Girlene, no Programa Café com Notícia.

 

PRE/AP impugna oito candidaturas. Sete têm base na Lei da Ficha Limpa

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014

Caetano Bentes (PSC), Edinho Duarte (PP), Euricélia Cardoso (PP), Fran Junior (PMN), João Henrique (PR), Paulo Guerra (PMDB), Pedro da Lua (PSC), e Avelar (PSOL) tiveram os registros de candidatura impugnados pela Procuradoria Regional Eleitoral no Amapá (PRE/AP). Com exceção do último, os demais estão barrados pela Lei da Ficha Limpa. As ações de impugnação foram ajuizadas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AP), no último sábado, 12 de julho.

 

Caetano Bentes (PSC), escolhido em convenção para o cargo de deputado estadual, pode ficar fora da disputa. O Tribunal de Contas do Estado (TCE-AP) rejeitou contas dele quando ocupou cargo na União dos Estudantes Secundaristas do Amapá (UECSA), em 2006.

 

Segundo o acórdão, ele utilizou-se de recursos de convênio com a Secretaria de Estado da Educação para realizar despesas não previstas. Com isso, gerou aos cofres públicos prejuízo superior a R$160 mil. A decisão irrecorrível tornou-o inelegível para qualquer cargo, conforme a Lei da Ficha Limpa.

 

Edinho Duarte (PP), candidato à reeleição para o cargo de deputado estadual, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJAP) em maio de 2014. O motivo foi a contratação de pescador analfabeto para exercer o cargo de assistente de informática no gabinete dele, na Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (ALEAP). Por isso teve suspensos os direitos políticos por cinco anos.

 

Euricélia Cardoso (PP), ex-prefeita de Laranjal do Jari, candidata ao cargo de deputada federal, foi condenada pelo TRE-AP após ação de investigação judicial proposta pela PRE/AP. Por esse motivo está inelegível. Ela também teve os direitos políticos suspensos por oito anos por prática de improbidade administrativa.

 

Fran Junior (PMN), condenado por improbidade administrativa pela justiça estadual, também pode ser impedido de concorrer às eleições deste ano. Em 2000, quando foi deputado estadual, beneficiou-se de contratos de prestação de serviços advocatícios. Em virtude da condenação, teve os direitos políticos suspensos por oito anos e está inelegível até 2022. Por conta disso, deve ser impedido de concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados.

 

João Henrique (PR), registrou candidatura para o cargo de deputado estadual. Porém, o atual vereador se encontra inelegível, pois o TCU rejeitou as contas dele quando exerceu o cargo de prefeito de Macapá. A irregularidade configura ato de improbidade administrativa. O nome de João Henrique consta na lista de responsáveis com contas julgadas irregulares disponibilizadas pelo TCU à Justiça Eleitoral para as eleições de 2014.

 

Paulo Guerra (PMDB) pretende o cargo de suplente de senador. Ele está inelegível porque teve contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) quando foi reitor da Universidade Federal do Amapá (Unifap), em 2002. As práticas, reconhecidas pelo TCU, configuram atos de improbidade administrativa que resultaram em lesão ao erário.

 

Pedro da Lua (PSC), candidato a deputado estadual, está com os direitos políticos suspensos desde 18 de outubro de 2013. Da Lua foi condenado pelo Juizado Especial Criminal da Comarca de Macapá por difamação e injúria. Ele ainda não terminou de cumprir a pena pelos crimes.

 

Avelar (PSOL), também candidato a deputado estadual, perdeu o prazo para desincompatibilização do serviço público. Ele solicitou afastamento das atividades em 7 de julho, porém o prazo encerrou dois dias antes. A PRE/AP argumenta que “não resta dúvida de que o demandado não reúne todas as condições necessárias para concorrer ao pleito vindouro, pois deixou de se desincompatibilizar dentro do prazo legal”.

 

SisConta Eleitoral – Para chegar aos nomes dos impugnados, a PRE/AP utilizou o SisConta Eleitoral. O sistema foi criado para receber e processar nacionalmente as informações de inelegibilidade fornecidas pela justiça eleitoral, federal e estadual, tribunais de contas e casas legislativas.

 

Para instruir as ações de impugnação de candidaturas, além do cruzamento automático feito pelo sistema, a PRE/AP fez a análise individual das informações de cada candidato. No Amapá, os órgãos de controle cadastraram no SisConta mais de seis mil nomes de pessoas consideradas inelegíveis.

 

DivulgaCand – Até a tarde desta segunda-feira, 14 de julho, estavam cadastrados no sistema de divulgação de candidaturas da Justiça Eleitoral, DivulgaCand, mais de 500 registros no estado.

Assessoria de Comunicação Social

Procuradoria Regional Eleitoral no Amapá

Repiquete é Memória

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014

Professora e poetisa Aracy Mont’alverne e família, em frente a sua residência na avenida Duque de Caxias.

Reka_n

Reconhece os familiares na foto? Escreve aí.

Blog nas eleições

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014

Blog está aberto para as notícias e agendas de todos os candidatos. Notícias informativas, claro, sem muitas firulas e propagandas.

Assessorias podem enviar no email alcilene.c@uol.com.br

Operação “Legalidade II” reduz índices de ocorrências na Zona Norte de Macapá

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014

O secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Nixon Kenedy Monteiro, apresentou na segunda-feira, 14, o resultado da Operação “Legalidade II”, deflagrada durante o último sábado,12, e domingo, 13, na Zona Norte de Macapá.

Antes do início das atividades foram efetivadas ações de inteligência policial e de defesa civil, visando levantar os pontos críticos e repassando às equipes: Ponte do Bueirinho, Ponte do Jarbas, Ponte do Cai N´agua, entre outros.

Resultado da Operação

As equipes do Detran, com o apoio de outras forças de Segurança Pública, abordaram 515 veículos, gerando 41 notificações por infrações diversas de trânsito como a falta de habilitação, documentação de veículo em atraso, entre outros casos. Ao todo, sete documentos foram recolhidos, sete pessoas presas por embriaguez ao volante e direção perigosa e 21 veículos foram removidos.

As equipes da Fiscalização Ambiental da Prefeitura de Macapá, juntamente com o Departamento de Diversões Públicas da Polícia Civil, Conselho Tutelar e Juizado da Infância e Juventude, realizaram 33 fiscalizações a estabelecimentos comerciais como bares, boates e similares; desses, 18 bares foram notificados e dez fechados. Além de 14 menores apreendidos e 13 menores conduzidos ao Conselho Tutelar, inclusive duas grandes festas realizadas na Rodovia do Curiaú foram notificadas e encerradas.

Os órgãos da segurança abordaram 375 pessoas, sendo três presas em cumprimento ao mandado de prisão.

Embrapa conclui pesquisas para o ZEE do Cerrado do Amapá

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014

A Embrapa concluiu duas pesquisas previstas na cooperação técnica com o Governo do Estado do Amapá para contribuir com o Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) do Cerrado do Amapá, uma das últimas fronteiras de expansão agrícola do Brasil. Os estudos resultaram no mapeamento da aptidão agrícola dos solos do Cerrado amapaense. A outra contribuição é uma publicação que detalha uma proposta para uso agropecuário mais sustentável do Cerrado amapaense. Esta segunda publicação está disponível no portal da Embrapa para download: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/989592

Os resultados do trabalho “Mapeamento de Solos e Aptidão Agrícola do Cerrado do Amapá” serão entregues pelo pesquisador Adriano Venturieri, Chefe Geral da Embrapa Amazônia Oriental (Pará), ao governador do Amapá, na manhã desta terça-feira, 15/07, na sede do Executivo Estadual, em Macapá (AP). Neste mesmo dia, no horário das 15h às 17h, Adriano Venturieri apresentará os dados da pesquisa durante uma palestra, no auditório da Embrapa Amapá, para todos os interessados no assunto.

A aptidão agrícola é o que determina a vocação natural da terra para determinadas atividades agropecuárias, sempre levando em conta o meio ambiente. Assim, evita-se, por exemplo, que os produtores cultivem grãos em uma área considerada naturalmente inadequada. De acordo com o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Amapá, Nagib Jorge Melém Junior, a aptidão agrícola considera cinco fatores para recomendar ou não a utilização das terras: eficiência da fertilidade, deficiência de água, excesso de água, risco de erosão e impedimentos à mecanização.

 

Pesquisadores da Emprapa.

Pesquisadores da Emprapa.

Dulcivânia Freitas, Jornalista DRT/PB 1063-96
Embrapa Amapá

Confraria Tucuju e moradores do Largo dos Inocentes sofrem intimidação ao pedir mais segurança

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2014
Guarda municipal apreende arma e droga

Guarda municipal apreende arma e droga

Novamente a Confraria Tucuju é alvo de vandalismo praticado após as denúncias feitas por moradores e trabalhadores de órgãos públicos próximos, e pela presidente da entidade, Telma Duarte, cobrando segurança no Largo dos Inocentes. Na madrugada de domingo, 13, vândalos quebraram as portas da frente. “Acreditamos que foi um ato de intimidação por causa da exposição pública sobre a situação em que se encontra o Largo”, disse a presidente.

 

O Largo dos Inocentes foi inaugurado em 2008, pela Prefeitura de Macapá em parceria com a Confraria Tucuju. O projeto contemplou a área com bancos, árvores, iluminação especial e placa, e deu ao Largo novas finalidades. Entre elas, os eventos realizados pela Confraria, abertos para a população. Há cerca de um ano alguns jovens começaram a abusar do horário, volume do som, e, com a abertura do shopping, muitos furtos foram registrados na redondeza. “Não tem hora pra farras. Nossas casas amanhecem com fedor de fezes e urina, sem contar a presença de menores bebendo e fumando, uso de drogas, e até sexo é praticado atrás da Igreja São José”, denuncia a moradora Marlúcia Picanço.

 

A Confraria Tucuju, localizada no Largo dos Inocentes, entrou na mira dos vândalos quando se uniu aos moradores e começou a pedir segurança para o local. Durante as programações, diversas vezes foi preciso chamar policiamento. “Começamos a pedir segurança, iluminação, presença do Conselho Tutelar, poda de árvores, e isso gerou insatisfação por parte dos vândalos”, disse Telma. “As retaliações começaram com provocações verbais, as luzes eram quebradas, destruíam as caixas de energia da Confraria e da Igreja para carregar celular e ligar som. Tivemos que colocar chapa de aço no contador de energia e alarme”, completou.

 

Em junho, um mal entendido causado por causa de matéria jornalística fez com que o enfrentamento ficasse mais violento.  Telma conta que no dia 19, a Confraria foi depredada com garrafas e pedras, e os cadeados entupidos com palitos. Logo depois, a presidente concedia entrevista para uma emissora de televisão quando um frequentador a agrediu em frente às câmeras. A Guarda Municipal iniciou as rondas ostensivas, o que agradou aos moradores, mas não foi aceito pelos jovens. No primeiro dia de policiamento foram encontrados drogas e armas em mochilas.

 

Nos últimos dois jogos da seleção brasileira os insatisfeitos com a segurança  começaram um movimento de ocupação do Largo. No domingo tentaram invadir a Confraria, o que deixou a vizinhança mais apreensiva e foi considerado como retaliação. “Querem a escuridão e não a ronda, porque assim os atos ilícitos podem ser feitos sem preocupação.  Temos chamado o Poder Público mas até agora somente a Prefeitura de Macapá reuniu conosco. Ninguém é dono de lá, mas é o Centro Histórico da cidade e merece ser olhado com carinho”, finalizou Telma Duarte.

 

 

Durante reunião com o prefeito Clécio Luis, ocorrida hoje, 14, os moradores relataram o que passam no cotidiano. Ficou decidido que na próxima semana uma grande audiência será realizada com moradores, representantes de órgãos públicos, Confraria Tucuju e empresários da redondeza do Largo para definirem as medidas que serão tomadas para resolver a situação.

 

Alemães e Pataxós

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2014

Os campeões e a dança em homenagem aos índios Pataxós em volta da taça da Copa do Mundo.

Uma linda imagem

Copa-pataxo

Mudanças: Governo amplia espaços políticos de aliados

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2014

Socióloga Kátia Tork, do PT, vai assumir a presidência do Rurap. Kátia é ligada politicamente à deputada Dalva Figueiredo.

Também haverá mudança no Pescap, que estava com sob indicação do deputado Manoel Brasil, que nessas eleições está apoiando o candidato Bruno Mineiro.

Tomara que todas as mudanças sirvam para, além de melhorar as relações políticas, também pra melhorar órgãos e setores do governo.

 

MP-AP denuncia ex-prefeito de Macapá por doação de terreno para parentes

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2014

No último dia 9, o Ministério Público do Amapá (MP-AP) ingressou com ação, por atos de improbidade administrativa, contra o ex-prefeito de Macapá, Roberto Góes, e a empresa M. M. A. LTDA, através de seu representante Marcel Angelo Sampaio Góes (primo do ex-gestor). De acordo com as investigações, os requeridos causaram um prejuízo ao erário superior a R$ 300 mil.

Segundo o que foi apurado pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público (PRODEMAP), Roberto Góes, então prefeito de Macapá, transferiu, através do Título de Domínio nº 10.244, a titularidade de uma área urbana, medindo 34.359 m², para a empresa M.M.A.LTDA, que deveria ter previamente recolhido aos cofres municipais a importância de R$ 313.096,38 (trezentos e treze mil, noventa e seis reais e trinta e oito centavos). Como esse pagamento nunca foi efetuado, a transação acabou se traduzindo em doação.

Cabe ressaltar, ainda, que a empresa beneficiada (M.M.A.LTDA) que atua no ramo da construção civil com o nome fantasia de Amplitude Construções e Incorporações Imobiliárias, pertence aos irmãos Marcel Angel Góes e Márcio André Góes, que são primos do ex-prefeito”, informa a promotora de Justiça Christie Damasceno Girão que subscreve a ação.

A ação demonstra que, embora o recolhimento prévio dos valores ao Município seja condição indispensável para a expedição do título de domínio, Marcel Góes declarou ao MP-AP que “não recolheu a taxa de legitimação por falta momentânea de recursos financeiros”. Apesar de não ter recebido qualquer valor dos empresários a Prefeitura de Macapá expediu documento de venda do terreno e registrou que já estava integralmente pago pelo comprador, reforçando, no ato, a plena e geral quitação.

Acrescente-se a isso, que este fato não foi uma conduta isolada do então prefeito de Macapá, eis que as investigações revelaram que ele acabou por beneficiar outras pessoas, cujos processos serão levados ao Judiciário, causando prejuízos consideráveis aos cofres públicos e efetivo dano ao erário”, reforça o promotor de Justiça Afonso Guimarães.

Para comprovar as ilegalidades apontadas, o MP-AP juntou no processo farta documentação emitida pela Prefeitura de Macapá, devidamente assinada pelo ex-prefeito e o empresário beneficiado.

Ambos tinham consciência da ilicitude cometida, uma vez que o ex-gestor assinou o título de domínio sem o pagamento devido e o empresário foi beneficiado por essa concessão graciosa. O que se vê, no presente caso, é a falta de zelo com o dinheiro público, o efetivo dano ao erário e o benefício concedido a pessoas determinadas, no caso, parentes de Roberto Góes, tudo isso em período eleitoral”, finaliza o promotor.

Para assegurar eventual reparação aos cofres públicos o MP-AP requer, em caráter liminar, a indisponibilidade dos bens móveis e imóveis dos envolvidos até o limite do dano causado.

Em cartaz: a Copa das Copas

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2014

*** Charles Chelala

Esta Copa do Mundo que hoje chega ao fim é uma edição histórica, especialmente pelo fato de seus episódios terem sido tão espetaculares que parecem ter sido escritos como uma obra de ficção.

O primeiro capítulo começa mais de um ano antes da bola rolar, com as históricas manifestações de junho de 2013, nas quais as massas foram às ruas “não apenas pelos 20 centavos”, mas por uma extensa e difusa pauta de reivindicações que, no fundo, exigiam “padrão FIFA” nos serviços públicos no país. Gerou-se uma expectativa negativa de se repetirem durante a Copa e forjou-se um risível movimento “não vai ter Copa”, mas o enredo mostrou-se alegre e pacífico, com poucas e pequenas manifestações.

1-copa-c-queremos-escolas-e-hospitais-no-padrao-fifa

O nosso roteirista criativo também não se esqueceu de criar um clima de que o Brasil não seria capaz de sediar um evento desta magnitude. Pairou no país um temor de que o trânsito, os aeroportos, os hotéis, os estádios e a precária infraestrutura urbana brasileira iria transformar a Copa num caos vergonhoso para o resto do mundo, tudo isso resumido na expressão “imagina na Copa”. Surpresa, tudo funcionou relativamente bem.

2-copa-c-Foto-FIFA

Começa a Copa do Mundo e a trama vai esquentando. A primeira fase é farta de emoções: revela uma média de gols elevadíssima; três campeões mundiais (inclusive a atual, Espanha) voltam para casa; Costa Rica é a primeira colocada no grupo da morte e Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo, não consegue levar Portugal às oitavas. Aliás, a seleção da terrinha só enfrentou Gana depois que o governo mandou um avião cheio de dólares para pagar o bicho dos jogadores. As cenas dos ganenses cheirando os pacotes de verdinhas são incríveis. Cai o pano da primeira fase com a mordida do Suarez.

Suarez-captura_de_tela_inteira_24062014_192653

Nas oitavas de final, basta dizer que cinco confrontos foram à prorrogação, inclusive os da Alemanha e Argentina, que venceram seus respectivos jogos com extrema dificuldade e toques de dramaticidade. E o pênalti duvidoso no Robben da Holanda no último minuto, desclassificando o México? A classificação do Brasil nos pênaltis e o choro disseminado da seleção virando pauta, já demonstravam que algo andava mal nos nervos dos jogadores. Por fim, avançaram para as quartas os oito times que ficaram em primeiro nas chaves e o melhor desempenho de todos foi da… Colômbia.

As quartas de final prosseguiram com jogos dificílimos e igualmente dramáticos, mas o roteirista deixou claro que existe uma força inexorável que empurra os times mais tradicionais para as finais. Uma cena poética: após o gol de pênalti da Colômbia, um singelo Louva-Deus, que em algumas partes do país é conhecido como “esperança”, pousa no ombro de James Rodrigues que volta com a bola para o meio campo cheio de “esperança” de empatar o jogo. Aqui também ocorre o drama de Neymar, que comoveu o Brasil e foi explorado ad nauseam pelos meios de comunicação.

4-copa-c-487_722-james

5-copa-c

Fora dos campos, outra sacada genial do enredo: a polícia tupiniquim, sem ajuda de Interpol, FBI ou CIA, desbarata um esquema internacional de venda ilegal de ingressos, cujo QG da quadrilha era o Copacabana Palace! Não remete aos filmes de James Bond?

6-copa-c-Copacabana_palace_night

Diante do desenrolar da trama, era de se esperar o final feliz, tipo: Brasil vencendo da Argentina com um gol de mão aos 120 minutos de jogo. Só que o roteirista mostrou-se mais criativo e cruel. Inventou aquela goleada inacreditável de 7 a1 e elevou nosso complexo de vira-latas à enésima potência. A vergonha que se esperava do lado de fora, acabou ocorrendo no gramado.

7-copa-calemanha_brasil

Escrevo esta crônica antes do capítulo final. Ainda virão outras cenas que só contribuirão para o fato de ter sido esta uma Copa inesquecível e espetacular, como uma obra escrita pelo mais criativo dos autores.

Começou o Macapá Verão. Era final de Copa de Mundo, mas os balneários lotaram

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2014

Estações do Macapá Verão 2014

Macapa-Verao-IMG-20140712-WA0015

Vida Longa, Criança, Brasil, Rock ‘n’roll, Lunar, Atitude, Amazônia, Radical são as estações do Macapá Verão 2014. A programação desta edição conta com shows musicais, espetáculos teatrais, brincadeiras recreativas, capoeira, yoga, torneios esportivos, danças, hip hop, além de valorizar a cultura local com os grupos tradicionais de Marabaixo e Batuque que são as atrações principais.

 

A programação iniciou no domingo, 13, nos balneários da Fazendinha, Curiaú, Araxá e Praça do Perpétuo Socorro.

 

Para sensibilizar o público em relação à limpeza e cuidados com a cidade são realizadas oficinas de reutilização de resíduos sólidos, distribuição de sacos de lixos e orientação de educação ambiental.

 

Durante o verão também ocorrerá a estação Vida Longa, as quintas-feiras e sextas-feiras, com aulas gratuitas de capoeira, dança de salão e ginástica nas academias ao ar livre, da rodovia do Curiaú, Araxá e na Praça do Forte, no inicio da manhã e no fim da tarde.

 

Os esportes radicais ganharam espaço e vez.  Agora aos domingos de 17h às 20h, na Avenida Cândido Mendes, no trecho entre as Avenidas Presidente Vargas até a Padre Júlio, skatistas, rollers, praticantes de slackline farão suas manobras ao som dos rappers locais.

 

Já os roqueiros terão o dia 19 para comemorar o Dia Mundial do Rock. A comemoração acontece na Praça da Bandeira.

 

Nota do PSOL em solidariedade ao senador Randolfe Rodrigues

Alcilene Cavalcante em 11 de julho de 2014

Mais uma vez o cronista político Rup Silva publica um infeliz texto externando suas avaliaçõeslimitadas acerca do PSOL e de suas figuras públicas. Utiliza-se de argumentos baixos, desrespeitosos e autoritários.  Ataca de forma vil o Senador Randolfe Rodrigues, um dos melhores senadores do Brasil e orgulho do povo do Amapá que o elegeu com a maior votação da História.

Faz isso inapropriadamente num momento em que o PSOL e o PSB, partido com o qual vem postulando alinhamento, conseguem, com muito esforço e maturidade, construir não só uma aliança política, mas uma repactuação da esquerda no Amapá.

O senador Randolfe tem uma postura política ímpar, sempre travando o combate a favor do Amapá e do Brasil, contra a corrupção e buscando emendas para desenvolver nosso estado. Desde o primeiro ano de seu mandato se colocou como oposição ao senador José Sarney, disputando inclusive a presidência do Senado contra ele.

É inadmissível qualquer tipo de acusação irresponsável sobre a conduta do senador Randolfe como político de esquerda, comprometido com o País e com o estado do Amapá.Oque o senhor Rup Silva faz é um jogo medíocre de tentar desgastar a figura de um senador da república, atacando com isso um aliado do seu partido, pois atacar o senador Randolfe é atacar o PSOL, em um momento delicado de junção de esforços para manter o Amapá longe do atraso e das forças conservadoras.

Hoje o Amapá tem um governo, com o PSB,uma a prefeitura de Macapá, com o PSOL, como trincheiras progressistas, com gestões pautadas na ética, no combate a corrupção, que estimulam a participação popular e que se determinam a reconstruir os serviços e políticas públicas destruídos pelo grupo político que os antecedeu,

Porém, esses mesmosgrupos políticas, que por muito tempo drenaram recursos públicos e sucatearam a máquina do Governo e da Prefeitura, tentam a todo custo se rearticular e tomar novamente o poder. Nesse cenário, PSOL e PSB, que estão à frente das gestões estadual e municipal, conseguiram construir uma unidade política pra combater a sombra do atraso e desenvolver nosso estado e sua capital.

Enquanto nós do PSOL celebramos tal construção,trabalhamos incansavelmente para aparar arestas e reunificar a esquerda em favor da sociedade, somos atacados pelo SenhorRup Silva, que em seu texto trata um aliado como o PSOL de forma deselegante.

O Sr. Rup Silva claramente não compreende a importância política que uma unidade como essa, construída entre PSOL, PSB, PT e PCdoB, tem para o presente e o futuro do nosso estado. Atacar um aliado como foi atacado o PSOL deixa claro a falta de habilidade que esse senhor possui para avaliar a conjuntura e compreender a importância de cada agente nessa construção.

Os partidos que compõem a frente para a reeleição do governador Camilo Capiberibe estão juntos para construir e participar desse projeto. É preciso humildade e grandeza para juntarmos forças frente aos inimigos da democracia, da transparência e da ação política compromissada com as causas do povo.

O PSOL não vai retroagir, porque entende que o projeto maior, em favor do bem estar da população, do estado e da cidade está acima dos entendimentos rasteiros e pontuais. Porém, o PSOL vai continuar fortalecendo suas legítimas lideranças e os companheiros de luta e com história em favor das causas do povo, como o senador Randolfe Rodrigues.

Dejalma do Espírito Santo                Clécio Luís Vilhena Vieira
Presidente Estadual do PSOL         Presidente Municipal do PSOL

O que os turistas estrangeiros que vieram para a Copa do Mundo acharam mais surpreendentes no Brasil

Alcilene Cavalcante em 11 de julho de 2014

Fonte G1

Florent Garnerot, do Canadá – Os brasileiros se encontram, bebem juntos e dividem a conta. No Canadá, cada um paga o que consome.

Joe Bauman, dos Estados Unidos – Quando cheguei aqui, me perguntava por que todo mundo colocava areia na comida. Depois provei e vi que tinha gosto de bacon. E finalmente comecei a colocar farofa em tudo.

1-farofa

- Os brasileiros adoram dar comida para as visitas. É a forma de eles cuidarem de você.

- Achei meio nojento ver que aqui jogam o papel higiênico na lixeira [e não no vaso sanitário]. Não fica um cheiro ruim?

Luka Jesih, da Eslovênia – Vocês comem MUITO. Muito mesmo. Passei uma semana com uma família brasileira e sempre tinha alguma comida ou fruta na mesa.

Richard Diaz, do Chile – Percebi que os homens são muito machistas. Eles tratam as parceiras como empregadas deles, especialmente em relação às tarefas domésticas.

Pete Johnston, da Inglaterra – Achamos estranho ver que aqui vocês comem coração de galinha.

2-coracao-de-frango-grelhado

Mohamed Moulkaf, da Argélia – Quase todas as lojas daqui parcelam as compras em várias vezes sem juros. Gostei disso. Dá para pagar o mesmo preço dividindo até em dez meses.

3-parcelado-azul10vezes

Kyle Dreher, do Canadá – Adorei o queijo coalho com orégano na praia! E o milho também! Todo dia eu comia.

4-queijo-coalho

Rodrigo Escobar Rebolledo, do Chile – As garotas são lindas, carinhosas e simpáticas. Quero um dia ter uma esposa brasileira.

Daniel Lane, da Inglaterra – Vocês falam “Boa praia!” para as pessoas.

George Woolley, dos EUA – As pessoas aplaudem o pôr do sol na praia do Rio.

5-arpoador

Apagão e pisca-pisca

Alcilene Cavalcante em 11 de julho de 2014

A federalização da CEA parece que conseguiu o impossível. Piorar a prestação de serviço da empresa aos amapaenses.

E olha que a conta de energia é bem cara.

Deputado Romário e senador Randolfe querem CPI da CBF

Alcilene Cavalcante em 11 de julho de 2014

Os problemas na CBF, entre eles a chaga da corrupção e o domínio da entidade há anos pelo mesmo grupo, desaguaram no péssimo preparo da seleção brasileira, exposto na derrota para Alemanha, que vai marcar a carreira de jogadores, da seleção brasileira, e que terá destaque na história das Copas do Mundo. Marcando também essa geração de brasileiros, a nossa, que viu o Brasil sediar a copa.

Romário e Randolfe estão utilizando as redes sociais para denunciar a CBF e informar que vão trabalhar pela CPI para investigar a entidade. O assunto começa a tomar corpo na grande imprensa.

Vejam o que diz o Romário ; “A corrupção da CBF tem raízes em todos os clubes brasileiros, vale lembrar que são as federações e clubes que elegem há anos o mesmo grupo de cartolas, com os mesmos métodos de gestão arcaicos e corruptos implementados por João Havelange e Ricardo Teixeira e mantidos por Marin e Del Nero. Vale lembrar, que estes dois últimos mudaram o estatuto da entidade e anteciparam a eleição da CBF para antes da Copa. Já prevendo uma possível derrota e a dificuldade que eles teriam de se manter no poder com um quadro desfavorável”.

Repiquete é Memória

Alcilene Cavalcante em 11 de julho de 2014

Time_feminino_de_v_lei_ECM

Reconhece as atletas na foto? Escreve aí