Publicidade

Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Publicado no Instagram

Alcilene Cavalcante em 19 de agosto de 2017

Viajar é mais. E eu vejo mais a rua, luz, estrada..Como é bom ir a novos lugares, ver outros mares. Deus é maravilhoso. E meus amigos também. Muita gratidão a Ele pela minha vida, meu trabalho, minha família e meus amigos . #colombia #gentequeamaviajar #friends #sanandres #cartagena #caribe #bogotá 🇨🇴🇨🇴🇨🇴⛱⛱🏝🏝
Publicado no Instagram

Deixar um comentário

Novo disco de Lia Sophia tem participação luxuosa de Ney Matogross

Alcilene Cavalcante em 19 de agosto de 2017

“Não me Provoca, eu me Chamo Amazônia” é o 5º disco de Lia Sophia, porém é o que mais firma a mulher e o norte do Brasil como forças naturais, poesia pura e muito amor. São onze músicas que compõem o repertório, oito delas de autoria de Lia, que divide o talento entre cantora, compositora e produtora. A obra está em fase de produção, e no meio das gratas surpresas para o público, a participação luxuosa de Ney Matogrosso na faixa “Ela”, e de artistas como os lendários Pedro Luis, Paulinho Moska e Sebastião Tapajós.

O disco tem carimbó, marabaixo e guitarrada, mais as influências do pop, funk, samba, e dos caribenhos zouk e reggaeton, “Não me Provoca” tem a produção e arranjos assinados por Lia e Pedro Luís.

A trajetória artística de Lia Sophia avançou junto com sua vivência na Amazônia, onde chegou após nascer na Guiana Francesa. Criada em Macapá até os 18 anos, de onde migrou para o Pará, ela vem desdobrando o talento e a vivência artística entre a memória musical de Caiena, coral de igreja, marabaixo, clássicos do brega, carimbó, pop e guitarrada, raízes onde deixou aflorar a veia de pesquisadora musical, e juntou à estes elementos as bandeiras levantadas, escritas e cantadas com leveza e ritmo em nome da liberdade, das mulheres e da Amazônia.

“Parece um sonho, mas é realidade. Lágrimas nos olhos, coração na boca, arrepio na cabeça, essa sou eu assistindo o grande Ney Matogrosso gravar uma música minha no meu disco novo. Obrigada pela generosidade, honra, pela simplicidade e pela emoção que vai ficar marcada para sempre. Ao querido amigo Pedro Luís, sem palavras para agradecer todo carinho e apoio nesse trabalho. Sou uma mulher muito abençoada”, declarou Lia Sophia, com gratidão em uma rede social.

Mariléia Maciel

Assessoria de Comunicação

Deixar um comentário

No close certo

Alcilene Cavalcante em 19 de agosto de 2017

Decisão do STJ deixa o governador Waldez Goes mais forte na política.

O fato do STJ não receber a denúncia da operação Mãos Limpas, depois de uma prisão bombástica e de uma operação espetacular, permite que Waldez aproveite muito bem os novos fatos a seu favor.

E isso Waldez sabe fazer muito bem.

Textões emocionados e memês pipocam na internet.
Mas claro. Ainda tem que melhorar e muito o governo.

Deixar um comentário

Davi consegue liberar 35 milhões para continuidade da obra do Hospital Universitário

Alcilene Cavalcante em 19 de agosto de 2017

A empresa do consorcio JL, responsável pela obra estava executando os serviços, mas ameaçava parar de vez por causa de pagamentos atrasados.

 

A confirmação foi repassada ao senador durante conversa com o Ministro da Educação, Mendonça Filho, que é do mesmo partido que Davi, o Democratas. Os 35 milhões já foram depositados na conta da Universidade Federal do Amapá, fazendo com que os serviços de construção sejam continuados.

 

Davi comemorou a liberação dos recursos “Essa obra do hospital universitário é muito importante e não devemos medir esforços porque quando esse hospital estiver funcionando, vai desafogar os hospitais da capital, já que a capacidade de atendimento diário será de aproximadamente 1,2 mil atendimentos, e, ainda servirá como principal laboratório para os estudantes do curso de medicina”

 

A obra do HU está orçada no valor total de R$ 172 milhões, com recursos de emenda de bancada no Ministério da Educação. O hospital está sendo construído no Campus Marco Zero, com entrada pelo bairro Universidade. Quando estiver funcionando, o hospital deve contar com 800 profissionais entre médicos, enfermeiros e corpo técnico. Na primeira etapa, os atendimentos de alta complexidade oferecidos no HU, serão nefrologia e ortopedia. Já na segunda etapa, vão ser ofertadas consultas e procedimentos em otorrinolaringologia e cardiologia.

 



Raphaela Carrera
Assessora Parlamentar
Senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP)

Deixar um comentário

Publicado no Instagram

Alcilene Cavalcante em 18 de agosto de 2017

Que Deus te conforte e console minha querida amiga @carlinhapena . Te faça muito forte pra tocar a vida com Ana Júlia e Júlio sem esse ser especial que era o Jocélio. Que o Senhor Misericordioso o receba nos céus. A depressão fez mais uma vítima . E como disse o Padre Paulo, depressão é doença não é falta de Deus. Jocelio era um homem de Deus e por Ele será guardado.
Publicado no Instagram

1 comentário »

Governador Waldez sobre o não recebimento pelo STj, de denúncia relativa à Operação Mãos Limpas

Alcilene Cavalcante em 17 de agosto de 2017

“Enfim, a justiça prevaleceu e dela própria vem a certeza daquilo que eu sempre disse: nada ou ninguém é capaz de macular uma consciência tranquila”.
Waldez disse ainda que a primeira absolvição veio nas urnas com o voto do povo amapaense em 2014.
“Nunca cometi qualquer ato que possa desonrar a memória de meus pais, o amor de minha esposa e de meus filhos e muito menos pedi ou busquei vantagem indevida contra o Estado que pela terceira vez governo. Minha história de vida, minhas lutas e meu ideal de vida me credenciaram à vida pública e mesmo diante de tantas tentativas de lançar nódoa sobre meu nome, Deus faz Justiça na hora certa; e o trabalho continua com o mesmo compromisso de avançar cuidando do desenvolvimento do nosso Estado e da nossa gente”.

Deixar um comentário

Colégio de Procuradores do Mp-Ap aprova a aposentadoria de uma grande promotora de Justiça

Alcilene Cavalcante em 16 de agosto de 2017

A promotora de Justiça Rosemary Cardoso de Andrade teve seu pedido de aposentadoria aprovado pelo Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), durante a 313ª Reunião Ordinária, realizada na manhã desta terça-feira (15), na Procuradoria-Geral de Justiça. O colegiado aprovou parecer do relator, procurador de Justiça Nicolau Crispino, no Processo nº 006106/2017-MP/AP, com pedido de aposentadoria voluntária.

A promotora de Justiça ingressou no MP-AP em 1991, aprovada no 1º concurso para a carreira do parquet e teve sua atuação elogiada pelos integrantes do Colégio de Procuradores que participaram da reunião. Neste ano, os primeiros membros nomeados comemoram 26 anos de serviços prestados ao povo do Amapá.

Atualmente desenvolvendo suas atividades como titular da 1ª Promotoria de Justiça com atribuições no Juizado Especial Cível e Criminal, Rosemary Andrade, primou por buscar a solução de conflitos por via extrajudicial, por meio da mediação e conciliação entre as partes.

Destacou-se como coordenadora do Centro de Apoio Eleitoral, com atuação decisiva na fiscalização e prevenção de crimes eleitorais nos pleitos de 2012, ano em que inaugurou a Sala do MP na Casa da Cidadania, e em 2014, quando avaliou como positiva a atuação dos membros do MP-AP no Ministério Público Eleitoral pelo trabalho em equipe, com empenho e dedicação de cada um, por um pleito mais equilibrado e menos injusto.

Ler o restante do post »

Deixar um comentário

Amapá tem uma das mulheres negras mais influentes do Brasil

Alcilene Cavalcante em 16 de agosto de 2017

A Universidade Federal do Rio de Janeiro atraves do Coletivo de Negras Intelectuais da instituição resolveu mostrar as mulheres negras mais influentes no Brasil. A iniciativa é uma forma de mostrar que as mulheres romperam com a invisibilidade que o racismo traz para a vida dessas mulheres e montou o catálogo NEGRAS VISIVEIS. O catálogo mostra, em várias áreas de atuação as mulheres negras que desenvolvem um trabalho importante que influenciam a vida de outras mulheres negras.
E temos uma amapaense entre essas mulheres, Rejane Soares dona da marca Zwanga African Fashion que embeleza com brincos, colares e turbantes, seguindo a temática afro, as mulheres do Amapá.
“Primeiro nao acreditei. Segundo fiquei super feliz pois é a nível de Brasil. Esta entre elas mostra que estou no caminho certo, que o afroempreendedorismo que faz parte da minha vida é referência para outras pessoas”
Na área do empreendedorismo Rejane é a única representante do Norte. “O melhor dessa área de economia é que sou a unica da Amazônia, do norte e do meio do mundo”, enfatiza. E finaliza: “Mostrar que podemos sim ser referência para outras pessoas, influenciar outras a terem seus negócios, a auto estima, me deixa muito feliz”.

2 comentários »