Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Pra enfeitar e musicar a semana

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

Banzeiro

Um legítimo italiano em Macapá

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

O restaurante italiano Il Giardinetto, localizado no bairro do Trem, oferecerá a partir desta terça-feira, 2 de março, pratos executivos para o almoço. “O Jardinzinho”, significado do nome do estabelecimento em português, funciona em Macapá a quase um ano com cardápio assinado e executado pelo chef, italiano de Veneza, Orazio Cattani, que mescla a comida mediterrânea, a tradição europeia e os ingredientes amazônicos.

O Il Giardinetto amplia seu atendimento e horários.

Eu conheço e recomendo muito.

anuncio-Il-Giardinetto(1)-blog

Agregando valor à PMM

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

Ex- deputado e sociólogo Evandro Milhomem, assume nesta segunda-feira a secretaria de Assuntos extraordinários da Prefeitura de Macapá .

Milhomem com sua experiência e competência agrega valor à equipe do prefeito Clecio e vai cuidar das relações políticas e institucionais da gestão municipal.

Milhomem-Flavio-CIMG3302

Milhomem recebendo em seu gabinete em Brasília, o promotor Flávio Cavalcante

Rio 450 anos. E Viva a Carioquice!

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

1-rio3

Rio 40 graus

Cidade maravilha

Purgatório da beleza

E do caos…

Das férias

Com o filho Ricardinho e a sobrinha carioca, Carol, na praia do Pepê..

Com o filho Ricardinho e a sobrinha carioca, Carol, na praia do Pepê..

Ipanema que a gente ama

Ipanema que a gente ama

Petróleo no Amapá

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

*Marco Chagas. Geólogo. Professor. Doutor em Gestão Ambiental

A 11ª Rodada de Licitação promovida pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) contemplou blocos das bacias marítimas da Foz do Amazonas, alguns destes localizados na costa amapaense.

Os blocos da costa do Amapá são classificados em termos de localização em: blocos de águas rasas (AR) e blocos de águas profundas (AP). Os blocos de águas profundas são os que apresentam maior expectativa de viabilidade econômica. São blocos afastados da costa (Offshore) que apresentam distância maior que 60 quilômetros da linha de costa e profundidade superior a 3.000 metros.

Um dos blocos licitados (Bloco FZA-M-57 do Setor SFZA-AP1), localizado mais ao norte do Amapá, em águas profundas da costa amapaense, teve bônus de assinatura no valor de R$ 345.950.100,00, pago pelo consórcio formado pelas empresas Total (francesa), British Petroleum (britânica) e Queiroz Galvão. Esse foi o maior bônus pago na 11ª Rodada da ANP.

A ANP estima existência de reserva (ainda não comprovada) da ordem de 14 bilhões de barris de petróleo e 1.132,8 bilhões de metros cúbicos de gás. Em termos comparativos, o montante de reservas do País provadas atualmente é de 15,6 bilhões de barris de petróleo, além de 458,2 bilhões de metros cúbicos de gás natural. Caso as reservas dos blocos da bacia da Foz do Amazonas sejam provadas (medidas), a produção do País poderá duplicar nos próximos anos.

Um dos maiores problemas a ser enfrentado pelas empresas de petróleo para se instalar na costa amapaense é a vulnerabilidade ambiental dos ecossistemas e a expectativa de benefícios imediatos. Quanto à questão ambiental, pareceres prévios emitidos pelo Governo Federal apontam lacunas de informações e a necessidade de levantamentos básicos para compor estudos de impactos ambientais. Além do mais, a região costeira do Amapá é preenchida por Unidades de Conservação de Proteção Integral.

O licenciamento ambiental é prioridade do consórcio, pois sem o licenciamento não é possível iniciar a pesquisa para verificação da viabilidade econômica da reserva. Este processo é conduzido pelo IBAMA no Rio de Janeiro (pasmem!), mas a participação do Estado e municípios é garantida pela legislação ambiental (Resolução CONAMA 237).

A expectativa de benefícios imediatos é sintomática a empreendimentos que exploram recursos naturais em regiões carentes e de alguma forma impõe a necessidade de antecipação de diálogos e formação de competência local para melhorar o conhecimento local sobre a atividade, principalmente quanto ao aproveitamento de oportunidades direta e indireta dos negócios que envolvem a cadeia produtiva do petróleo e gás.

O Amapá não aprendeu muita coisa com suas experiências de exploração de recursos naturais não renováveis. Desde a exploração do manganês pela ICOMI, nos idos dos anos 1950 à recente exploração de minério de ferro, a conclusão é que os passivos socioambientais da mineração foram todos contabilizados numa conta chamada “sociedade”.

A exploração de petróleo e gás na costa do Amapá, caso se confirme, é mais uma oportunidade de desenvolvimento para o Amapá. Entretanto, a exploração de um recurso finito e estratégico como o petróleo envolve questões de natureza geopolítica e como tal, deve-se negociar para além de qualquer marco regulatório – que pouco beneficia as regiões produtoras – para não cair na armadilha da “maldição dos recursos naturais” – benefícios momentâneos da exploração sem o desenvolvimento de instituições (Amapá) e promoção de processos de inovação na economia (sustentabilidade). Sem tais propósitos, é melhor não explorar!

Furlan quer que o governo construa Casa de Apoio aos doentes que vem do interior

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

Foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa do Amapá o Requerimento 0122/2015, de autoria do deputado Dr. Furlan, que pede ao governador do Amapá a construção de uma Casa de Apoio aos pacientes em tratamento de saúde oriundos do interior do estado.

Segundo o deputado, a dificuldade de alojar os pacientes na capital é muito grande e por isso a necessidade de construir um espaço para eles.

Randolfe e Clécio buscam parcerias no BB para o Macapá Verão e para restauração da Igreja de São José

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e o prefeito de Macapá Clécio Luis, estiveram com a diretoria de governo do Banco do Brasil, em Brasília, em busca de patrocínios para o Macapá Verão 2015, considerado um dos maiores eventos do Amapá.

Igreja

Eles também solicitaram ao BB patrocíniopara restauração da igreja de São José. “A igreja é o Marco Zero da cidade, é uma construção de 1752, e foi onde a cidade começou. Ela não só marca um período do Amapá, como também da Amazônia”, disse Randolfe.

Na Ilha

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

Alberto Góes, que foi um dos secretários mais influentes no primeiro governo de Waldez Góes, assumiu a secretaria municipal de Gestão e Planejamento da Prefeitura de Santana.

Boa sacada do prefeito Robson. Alberto é competente e sabe fazer as coisas andarem. Vamos ver se consegue segurar a batata do prefeito, que já está assando.

 

MP-AP concede honrarias e homenageia pessoas que contribuem com o trabalho da instituição

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

MP-PGJ_Ivana_Cei_e_promotor_Afonso_Guimarães

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) concedeu a Ordem do Mérito para personalidades que contribuíram para o aperfeiçoamento da Justiça, da instituição e da sociedade. A honraria cumpre a Resolução nº 003/2006, do Conselho Superior do MP-AP, que agracia pessoas ou instituições que tenham contribuído para a consolidação da imagem positiva da Justiça e do Ministério Público. Na mesma solenidade, a procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, entregou placas para personalidades que desenvolvem trabalho de impacto na sociedade.

 

Foram agraciados, o procurador-geral da República do Brasil, Rodrigo Janot; presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP), Norma Cavalcanti; procurador-geral do MP-AP nos biênios 1997-2001, Manoel Brito; conselheiros do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Luiz Moreira Júnior, Marcelo Ferra e Jeferson Luiz Coelho. Os homenageados pela PGJ, por serviços prestados em benefício da sociedade, foram o promotor de Justiça do MP-AP, Afonso Guimarães, e a juíza de Direito do Tribunal de Justiça do Amapá, Alaíde Maria de Paula.

Ler o restante do post »

Governo promete iniciar hoje tapa-buraco

Alcilene Cavalcante em 02 de março de 2015

O governo do estado promete iniciar hoje o trabalho de tapa-buraco nas rodovias estaduais, começando pela JK, próximo a Unifap,  depois chega nas rodovias Duca Serra, AP 70 e posteriormente AP 210.

Só eu que acho essa expressão “tapa-buraco” UÓ?

London

Alcilene Cavalcante em 23 de fevereiro de 2015

Para enfeitar a semana

Big-bem-CIMG6135

 

30 anos sem Fátima Diniz

Alcilene Cavalcante em 23 de fevereiro de 2015

30 anos sem Fátima Diniz. A bela e eterna Miss Amapá que foi assassinada pelo marido, chocando o Amapá e o Brasil.

Foi no dia 22 de fevereiro de 1985, um sábado pós-carnaval, véspera do dia da viagem de Fátima, que retornava aos estudos universitários em Belém.

A família, sempre saudosa com a partida precoce de Fátima, realizou missa, ontem, na Catedral de São José, pela passagem dos 30 anos sem ela. Fátima era filha do casal de empresários, Francisco e Dalva Diniz (Casa Milena).

Saudades eternas dessa amiga querida, linda, doce, inteligente, decente.

Fátima-30

Fatima_n

 

Maré alta no Aturiá

Alcilene Cavalcante em 22 de fevereiro de 2015

A Prefeitura de Macapá montou força-tarefa preventiva, no sábado, 21, para atuar no bairro Aturiá, para atender dez famílias que estao em situação de risco, devido às fortes chuvas e a maré alta do rio Amazonas. A equipe da prefeitura preparou o espaço do Complexo Macapá Criança, no bairro Pedrinhas, com estrutura montada para recebê-las.

Mas a maioria das famílias se recusam a deixar suas casas na beira do rio.

Bairro do Trem

Alcilene Cavalcante em 21 de fevereiro de 2015

Igreja de Nossa Senhora da Conceição

S

Catedral Tower. A Morada dos Deuses

Alcilene Cavalcante em 21 de fevereiro de 2015

Vex-catedral-1

www.vexconstrucoes.com.br

Apenas, parem!

Alcilene Cavalcante em 21 de fevereiro de 2015

Todo mundo estarrecido com a ridícula intenção de mudar o nome da Embaixada de Samba Cidade de Macapá.

E ainda querem levar a embaixada pra o município de Mazagão, onde o prefeito é da família Borges, grupo político que nos últimos anos tem comandado a Agremiação carnavalesca.

Comunidade do samba. família de fundadores e brincantes antigos da escola, devem se mobilizar e não permitir tamanho ultraje.

A Embaixada não tem dono e nem é de grupo político.

E tem história. É uma escola antiga, fundada pelo artista plástico e carnavalesco R. Peixe e outros bambas. Foi a Embaixada que revolucionou na década de 70 as alegorias e fantasias do carnaval do Amapá, e fez história com enredos críticos e desfiles luxuosos para a época.

Respeitem!

Égua Não, Cabuçu!

Alcilene Cavalcante em 21 de fevereiro de 2015

NOTA DE ESCLARECIMENTO

EMBAIXADA DE SAMBA CIDADE DE MACAPÁ

A escola de samba Embaixada de Samba Cidade de Macapá, fundada em 1964 por R. Peixe e outros carnavalescos passará futuramente por uma mudança de nome, onde será Embaixada de Samba Grande Amazônia. Diante do imbróglio gerado por este fato, após a divulgação realizada pelo presidente da escola Nilson Borges no sábado (14) em Macapá, se despertou um mau entendido sobre o assunto, portanto se esclarece:

 

  1. A mudança do nome da agremiação iniciou há um ano, de comum acordo com os seus diretores, após criteriosa análise. Acerca disso, foi acertado que a partir de 2016, quando forem concluídos os trâmites jurídicos, que já estão em andamento, a escola passará a ser chamada Embaixada de Samba Grande Amazônia. Ato que buscar maior abrangência a todos os que moram na Amazônia, universalizar a agremiação e desta forma propagar o carnaval amapaense.

 

  1. Não há em Macapá uma sede física da Embaixada de Samba, e tampouco haverá em Mazagão. O que pretende-se é presentear os ritmistas da escola, que somam 90% de munícipes mazaganenses, com um espaço para os ensaios e armazenagem dos instrumentos. Há dois anos os ritmistas adotaram a Embaixada de Samba e é justo dar-lhes um lugar para que se reúnam e desenvolvam atividades ligadas à cultura e preparo para o carnaval. Desta forma, reafirma-se que não há a pretensão de transformar Mazagão na sede da agremiação, mas sim em uma extensão da escola.

 

  1. Mazagão é um município rico em cultura e não há nada que onere esse fomento à expressão cultural da cidade, sendo que Macapá continuará abrigando o barracão de alegorias, sito à Cidade do Samba; e também o barracão de adereços e fantasias, sito à escola municipal Wilson Malcher.

 

Diante destes esclarecimentos, reitero a informação de que a Embaixada de Samba Cidade de Macapá prima pelo crescimento do carnaval amapaense e, acima de tudo, pela expansão da arte e cultura do Amapá.

 

Macapá, 20 de fevereiro de 2015

 

NILSON BORGES

PRESIDENTE DA EMBAIXADA DE SAMBA CIDADE DE MACAPÁ

Tremei, Concorrentes!

Alcilene Cavalcante em 21 de fevereiro de 2015

Carnavalesco carioca, Alexandre Louzada, que foi da Beija-Flor, e é responsável pela inovação vista  na Portela desde o ano passado, está a um passo de fechar consultoria à Comissão de Carnaval de Piratas da Batucada.

Presidente Marcelo Zona Sul reúne com Louzada semana que vem, no Rio de Janeiro.

Pega fogo, Piratão!

CEA alerta consumidores sobre falsos funcionários que utilizam o nome da empresa para cometer crimes

Alcilene Cavalcante em 21 de fevereiro de 2015

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) alerta seus consumidores para o fato de pessoas estranhas estarem utilizando o nome da Empresa para a prática de crimes. A concessionária faz este alerta devido o registro essa semana de ladrões se passarem por funcionários da Companhia para assaltar uma residência no bairro do Muca, na Zona Sul da cidade.

Carnaval depois do carnaval

Alcilene Cavalcante em 21 de fevereiro de 2015

E eu que pensava que na quarta-feira de cinzas era o dia limite pra todo mundo ficar empapuçado de carnaval.

Acreditem. Em Macapá, no estado do Amapá, está tendo carnaval da Beira-Rio est final de semana.

Samba-lê-lê