*Em ato de apoio a Lula, Randolfe e Lucas Abrahão defendem desenvolvimento do Amapá e combate à desigualdade social*

O senador Randolfe Rodrigues (Rede- AP) e o pré-candidato ao Governo do Amapá, Lucas Abrahão (Rede), defenderam o desenvolvimento econômico do Amapá e a necessidade de concluir projetos importantes para o estado. As declarações foram dadas durante um encontro de lideranças da Rede Sustentabilidade com Lula, na tarde desta quinta-feira (28), em Brasília. O evento reuniu líderes de todo o Brasil; entre eles, os deputados estaduais Victor Amoras (Rede) e Paulo Lemos (Psol), que também declararam apoio à pré-candidatura de Lula à Presidência da República.

As lideranças nacionais e locais entregaram a Lula propostas que serão incluídas no plano de governo dele para as eleições deste ano.

“Nós vamos na eleição debater o preço, a carestia que assola a vida dos brasileiros. Vamos debater o preço da cesta básica, o preso da gasolina e do combustível. Alguém que pega uma rabeta no coração da Amazônia não consegue colocar [combustível] para ir de um rio para outro. Vamos debater porque nas ruas de São Paulo, nas de Macapá, nas ruas de Recife, tem milhões pedindo comida e outros tantos morrendo na pobreza”, afirmou o senador.

Lucas Abrahão aproveitou a oportunidade para citar obras inacabadas; entre elas, o asfaltamento da BR-156. “Infelizmente, nos últimos quatro anos, apenas dez quilômetros foram asfaltados. Isso é um desrespeito com o povo. (…) assim como a retomada de investimentos do nosso Porto de Santana. Estamos numa posição privilegiada e precisamos tirar o nosso povo da fome“, pontuou ele, ressaltando a importância da conclusão do processo de transposição de servidores públicos do Amapá para o quadro da União.

Também estavam presentes no encontro: a deputada federal Joenia Wapichana (RR), o deputado federal Túlio Gadelha (PE), o porta-voz nacional da Rede, Wesley Diógenes e o ex-porta-voz da Rede, Pedro Ivo; além de parlamentares estaduais, a exemplo de Ana Paula Siqueira (MG) e Chió (PB).

Após receber as propostas formuladas pelas lideranças da Rede, Lula reforçou que a concretização dos trabalhos será feita em conjunto para garantir a eficiência das medidas. “Vocês vão ter que ajudar a fazer o programa e ajudar a executar as políticas que vocês fizeram. Não é possível governar esse país de dentro de um gabinete. Nós temos que aprender a trazer o povo para participar”, destacou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.