Museu Municipal da História Negra tem novo espaço

 

O Museu Municipal da história negra ‘Gertrudes Saturnino’ tem novo espaço e abriga um bom acervo que inclui, além de registros da história dos negros, objetos de culto religioso e de devoção. Ele funciona na Avenida Feliciano Coelho, número 98.

O espaço é uma divisão localizada no prédio do Improir, que visa ofertar ações de saúde e cidadania, além de promover debates sobre pautas raciais.O museu nasceu com a missão de preservar, dar publicidade e fomentar o desenvolvimento de expressões artístico-culturais afro-brasileiros presentes no município de Macapá.


Ações do Museu:
•Exposição educacional no departamento do museu
•Exposição itinerante sobre a cultura negra
•Exposição dos acervos bibliográficos e elementos da cultura afroamapaense
•Participação de encontros e seminários

Quem foi Gertrudes Saturnino?
O nome faz refêrencia à uma grande mulher negra marabaixeira, filha de Ciriaco Manoel Saturnino e Izabel Maria de Nazareth, única filha mulher de uma família de 6 irmãos, filha de escravos e nascida em terras amapaenses.
O espírito combativo, de coragem e liberdade que norteava Gertrudes não admitia e nem aceitava a submissão imposta nos seus casamentos, o que a fez assumir sozinha o desafio de cuidar de seus filhos. Gertrudes foi doméstica, lavadeira, cozinheira, parteira e benzedeira com conhecimentos sobre ervas e plantas medicinais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.