Aperte o Play: “O Bêbado e a Equilibrista”. Elis e o hino da anistia no Brasil

 

 

A música “O Bêbado e a Equilibrista” foi lançada no álbum “Essa Mulher”, de Elis Regina, no ano de 1979. Ela foi adotada pelos brasileiros como o Hino da Anistia, em referência à lei que anistiou exilados perseguidos políticos e abriu caminho para o retorno da democracia no país.

Composta por João Bosco e Aldir Blanc, a canção foi originalmente pensada por Bosco como uma homenagem a Charlie Chaplin, falecido em 1977. A harmonia, por exemplo, tem passagens melódicas propositalmente parecidas com Smile, do filme Tempos Modernos.

A letra de O Bêbado e a Equilibrista, assim como outras músicas escritas durante a ditadura militar, é recheada de metáforas, utilizadas para denunciar a situação em que viviam os opositores ao regime no país e a condição de miséria e sofrimento que o povo passava.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.