Vão vendo. IBGE diz que vendas no varejo atingiu o menor volume em 15 anos, no Amapá

Período
Varejo
Varejo Ampliado
Volume de vendas
Receita nominal
Volume de vendas
Receita nominal
Outubro 2015/Setembro 2015 (com ajuste sazonal)
-0,2
0,5
Outubro 2015/ Outubro 2014
-20,9
-14,2
-20,8
-15,4
Acumulado 2015
-9,0
-2,4
-9,8
-4,5
Acumulado 12 meses
-5,3
0,9
-7,0
-1,8

Em outubro, as vendas no varejo variaram -0,2% no volume de vendas e 0,5% na receita nominal, ambas com relação a setembro, ajustadas sazonalmente. Nas demais comparações, obtidas das séries originais (sem ajuste), o varejo amapaense obteve, em termos de volume de vendas, decréscimo da ordem de 20,9% sobre outubro de 2014.
Este foi o pior mês da série iniciada em janeiro de 2000. O volume de vendas do Amapá foi o pior entre todas as Unidades da Federação.
Em termos acumulados, as variações foram de -9,0% no ano e de -5,3% nos últimos 12 meses. A receita nominal de vendas apresentou taxas de variação de -14,2% na comparação outubro 2015/outubro/2014, de -2,4% no acumulado do ano e de 0,9% nos últimos 12 meses.
O varejo ampliado, que inclui, ainda, as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, continuou a registrar variação negativa em relação ao mesmo mês do ano anterior houve variações de -20,8% para o volume de vendas e de -15,4% na receita nominal. No que tange às taxas acumuladas, os resultados foram de -9,8% no ano e -7,0 nos últimos 12 meses, para o volume de vendas, e de -4,5% e -1,8% para a receita nominal, respectivamente.
A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página
www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/comercio/pmc/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *