UNIFAP testará comunidade acadêmica para COVID-19, a partir de 1º de setembro

A Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) iniciará, a partir do dia 1º de setembro, a testagem para COVID-19, em alunos, professores, técnicos e colaboradores dos campi da Instituição. Em reunião ocorrida na manhã desta segunda-feira, 24 de agosto, foi definido que a ação terá início no campus Mazagão. Depois será a vez do campus Santana, possivelmente na semana seguinte, dia 8 de setembro. E no dia 15 deste mês, a ação chega ao Oiapoque. No campus Marco Zero – em Macapá, a testagem será feita a partir da segunda quinzena do mês de setembro.

A ação integra o Planejamento do Retorno Gradual das Atividades Acadêmicas da UNIFAP. Os recursos para compra dos testes foram adquiridos através de concorrência em edital, publicado pelo Ministério da Educação (MEC). Foi disponibilizado R$ 1, 8 milhão para compra de testes rápidos, além de material para fabricação de Equipamento de Proteção Individual (EPI), fabricação de álcool em gel, diárias para mobilizar equipe de testagem e teste RT PCR.

O teste RT PCR é considerado o “padrão ouro” ou “padrão de referência” para detectar a incidência do novo coronavírus no organismo. De acordo com um dos integrantes da equipe da coordenação dos trabalhos, Prof. Tit. José Carlos Tavares, entre uma ação de testagem em outra será necessário uns dias para avaliação e consolidação dos dados epidemiológicos coletados.

“Os membros da Instituição que apresentarem comorbidades e já tiveram contato com o novo coronavírus irão receber atenção e acompanhamento pormenorizados. Para esses, o teste RT PCR será o aplicado”, explica o docente da UNIFAP, Prof. Tit, Tavares. As amostras são coletadas através de swabs (cotonetes) de nasofaringe (nariz) e orofaringe (garganta).

Planejamento e saúde

Além da ação de testagem em massa, parte do recurso também será utilizada para estabelecer a infraestrutura para um possível retorno. Já está em fase de produção álcool em gel, antisséptico, desinfecção de salas de aula, laboratórios e disponibilização de lavatórios nos corredores. Diversos professores encaminharam demandas, em diferentes editais, e contemplaram a UNIFAP com os recursos para as ações.

“ A UNIFAP é a única que testará todos os seus membros. Dessa forma podemos planejar, de forma racional, um retorno. Teremos bases para apurar as questões epidemiológicas. Quem está infectado, ou não, além dos que já tiveram contato com o vírus”, ponderou Tavares. O cronograma e a forma de mobilização para aplicação dos testes serão divulgados, oficialmente para a comunidade acadêmica, esta semana.

Assessoria de comunicação da Unifap

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *