Ulha

O governador Pedro Paulo vai colocar a escola de Música Walkíria Lima para funcionar de novo. Alugou um prédio por 20 mil reais por mês.

Nossa querida escola estava parada por que foi interditada. Interditada.

E o governo anterior(ou é o mesmo?), não fez a reforma na escola.

  • R$-20.000,00 está fora da realidade do mercado imobiliário de Macapá!!! O dono do imóvel deve ser algum protegido do PP. Aliás, está sendo muito usado no governo do Amapá, o sistema de abandonar os prédios públicos só para alugar imóveis de pessoas que são protegidas dos mandatários. O Ministério Público tem que ser acionado. Mas, mesmo o MP sendo acionado, não resolve nada. Não tem moral!!! Ah, tem, também, o Tribunal de Contas!!! Mas, também, não resolve nada.

  • É oque digo,e o dinheiro público(ou é privado?),continua ralo abaixo.Muitos prédios públicos ABANDONADOS por todo o Estado,servindo de criadouros de mosquitos da dengue.Querem um ex.,tem 01 bem ao lado do Supermercado Fortaleza(Cruz Vermelha),e a saúde agradece.Ainda tem nego que defende esse gestor, que é pura continuação do WG.Um Estado que nunca conseguiu andar com as própias pernas( que vive as custas do governo federal), é um Estado FALIDO.

    • É meu amigo, um Estado que vive às expensas da União, que não se preparou até hoje para produzir nada, é como um filho que casa e continua morando na casa dos pais.
      Esse Estado não produz nada, nem açaí, nem farinha, nem nada. Por conseguinte não produz riqueza. Consome riqueza. Da união.
      Em 2009 o estado arrecadou do FPE R$ 1.235.362.756,51(3,412%)e no ano de 2008 R$ 351.512.522,77 do ICMS.
      Em 2012 esses 3,412% do FPE vão ser mudados para menos pois foram declarados inconstitucionais pelo STF. Só tres Estados na Amazonia forma perdulários e não se prepararam para as horas de vacas magras, Amapá, Roraima e Acre. Os outros sobrevivem sem o FPE. Diante dessa constatação não podemos dizer que nenhum dos governos que tivemos foram bons. Todos foram omissos. Quero ver como vamos pagar pelo menos a folha, daqui a uns tempos. Sinto pelos meus filhos e netos que vão pagar a conta da farra com o dinheiro público.

      • Bom…15 milhoes ‘e uma grana boa…Dava para reconstruir a W. Lima e fazer uma escola de musica nova na zona norte, em santana, Jari e Oiapoque. Antero Nobre… Coloque a copia do contrato que o Max pediu!

        • É impressionante como uma pessoa fala tanta asneira, não tem noção e muito menos convicção do que diz. 15 milhões é muita grana mesmo, um gestão público com responsabilidade como o governador Pedro Paulo não pagaria a um marqueteiro essa dinheirama toda, até mesmo para o Duda Mendonça que é maior da área atualmente no Brasil. E o fato dele ser o “cara” que vai capitania a campanha do PP, já deixou muita gente apavorado. Por outro lado, Antero Nobre, vc deveria se informar melhor para dar informações verdadeiras as pessoas que acompanham esse blog e não fique fantasiando ou caindo nas historinhas que vc ouve por aí. Além do mais o governador não é obsecado pelo poder, ele é médico bem conceituado, a esposa dele também, sempre trabalharam salvando vidas e muitas vidas foram salvas, possuem filhos maravilhosos, vivem e residem no Estado, aqui possuem casa, família, amigos e muitos admiradores, por serem acima de tudo pessoas muito batalhadores e humanas. O governador Pedro Paulo não é obsecado pelo poder, ele tem projetos inovadores para o Amapá e na sua campanha não haverá baixarias, nem ofensas a nunhum candidato, ele trabalhará com propostas e naõ compromessas que nunca poderão ser cumpridas e quem viver verá.

          • Bem ..se é 15 milhões ou 1 milhão sei lá isso não é o que mais importa agora, até porque se fóssemos fazer uma varredura nos governantes anteriores do Amapá pelos desvios das verbas, constataríamos que o Amapá já estaria anos luz em termos de desenvolvimento social e econômico se toda essa grana fosse investida em educação.A questão mais importante é:POR A WALKÍRIA LIMA PRA FUNCIONAR!!!Porque o problema da sua infra estrutura é histórica, os governantes nunca deram muita importância para a única escola de música do estado e depois desses anos empurrando com a barriga( que é o caso também da Escola Portinari) sobrou para a gestão atual.É fácil colocar a culpa dos outros, mas enquanto o Amapá não formar políticos compromissados com a educação, daqui alguns anos tem outros prédios desmoronando por aí…tomara só que não tenha ninguém debaixo…

    • Quantas cabeças de bufalos foram vendidas para arrecadar essa fortuna? Esse negócio não pode ser pago com dinheiro público.

      • Não Bocô, AGENTE NÃO PARA de trabalhar para desenvolver ainda mais o Estado em que vivemos, com maior qualidade de vida, lugares bonitos para passear, cidade limpa para morar, constuindo casas para os menos favorecidos se abrigar, construindo hospitais para atender termos mais leitos pára os enfermos se tratarem, construindo estradas, pontes, ligando o Amapá ao platô das guianas, fazendo concurso público para empregar os desempregados, fomentando os pequenos e micro empreendedores, capacitando os jovens para ingressar no mercado de trabalho, trazendo energia para iluminar as comunidades mais longinquas, enfim é tanta coisa que não dá pra parar.

        • O Pedro Paulo como médico-governador é um excelente psiquiatra. Faz uma excelente lavagem cerebral. Não é minha Flor?

          • B R T e Celso, não passei por lavagem cerebral e nem sou professora, apenas reconheço o trabalho do PP, e sei da capacidade e competencia que ele tem. Agora faça um comparativo do Estado de oito anos atrás com o atual e se vcs forem prssoas sensatas e tentarem ser imparciais verão a significatica diferença. Mais quando as pessoas não querem ver o óbvio, infelizmente não há argumentos. Eles só enchergam o que elas querem.

        • onde ? cadê ? quem ?
          Essa é a maior piada do Blog…..rrsrsrsrs
          Muito engraçada mesmo….HUMOR NEGRO !!
          Voce só pode ser doida !!!

  • esse “por que” de “por que estava interditada” na verdade é junto, pois expressa uma justificativa e não uma pergunta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *