• Brasilia/DF, 27 de fevereiro de 2012.

    A foto é marcante pois lembra a época da aprovação do vestibular de jovens amapaenses no Estado do Pará. Alguns são homens públicos que continuam contribuindo para o desenvolvimento do Estado, cada um no desempenho de suas respectivas funções.

    Vejamos alguns nomes que consegui lembrar:
    Em pé: Sr. Marapanhi, comandante do navio do governo, da antiga Senava; Antonio Cardoso (Delegado de Polícia, ainda na ativa, meu irmão; Paulo Sérgio Picanço (Médico)Manoel Brito (Procurador do Ministério Público do Estado do Amapa).
    Sentados: (1). (2) 3 – Jonatas Pereira Cardoso (Promotor de Justiça do extinto Território Federal do Amapá, hoje advogado em Brasilia/DF)e Orlando Picanço (irmão do Dr, Paulo Sércio acima, e do radialista J, Ney, residente em Belém – Para). Como se vê tínhamos sido aprovados no vestibular, pois estavamos de cabeça raspada. Momentos de felidade, de luta e adversidade nas repúblicas de Belém. Somos vitoriosos, uma vez que conseguimos nossos objetivos de vida.

    Parabéns pelo Blog, de incomensurável importância para o Estado.

    Jonstas Cardoso

      • Bsb, 01 de março de 2012.

        Prezado Walmar,

        Precisamos reatar nossos contatos. Sei que você ainda reside em Recife/PE.
        Estou residindo em Brasilia há 20 anos, mas sempre, visito nossa Macapá.
        Meu endereço:

        SQN 202, Bloco “D”, Apto. 203, Asa Norte, Brasilia/DF, Tel – 061- 3327-8870.
        Escritório – Centro Empresarial Norte, Bloco A, Sala 723, Asa Norte, Brasilia/DF, Tel. 061- 3425-1120.

        Celular – 061- 8151-8290.

        Abraços,
        Jonatas

        • Meus manos Antonio e Jonatas Cardoso,excelentes profissionais na área do Direito e, que foram motivo de orgulho para nosso saudoso pai Antonio Moraes Cardoso e continuam sendo para nossa querida mãezinha Augusta Pereira Cardoso.
          Maria Augusta Cardoso.

    • Meu caro Jonatas,
      pelas tuas palavras, notei que ficastes “muito emotivo”. E aí, tomastes aquela “água gelada” pra melhorar?

      • BSB/DF, 01 de março de 2012.
        Prezado Evaldy,
        Colega de grandes jornadas,do tempo do escritório de advocacia da Coaracy Nunes,que juntamente com Wagner Gomes e Calandrine construimos uma sólida amizade. Dali surgiram inteligentes arrazoados. Evaldy, a “água gelada está devagar, mas ainda fico emotivo”.

        Abraços,
        Jonatas Cardoso

  • Quem acompanhou e torceu pelo sucesso dessa turma pode afirmar que são cidadãos brilhantes.Há homens que lutam um ano,são bons.Outros lutam por muitos anos,são muito bons.Outros lutam a vida inteira,são imprescindiveis.Valeu Dr. Jonatas Cardoso.

  • Tempo bom que não volta mais: Valeu Dr. Jonathas Pereira Cardoso pelo envio do retrato pra ser postado neste conceituado blog, haja vista que ajuda a relembrar da nossa distante Juventude rsrsrsrsrs.
    Abs. Matta.

  • Meus irmãos Jonatas e Antonio Cardoso,grandes profissionais na área do Direito que foram motivo de orgulho ao nosso saudoso pai Antonio Moraes Cardoso e continuam sendo para nossa mãezinha Augusta Pereira Cardoso.

  • Meus irmãos Antonio Cardoso e Jonatas Cardoso, grandes profissionais na área do Direito, que foram orgulho do nosso saudoso pai Antonio Moraes Cardoso e continuam sendo da nossa mãezinha Augusta Pereira Cardoso.

  • Adorei a publicação da foto que marca o retorno a Macapá,dos vitoriosos jovens amapaenses que conquistaram com sabedoria o livre acesso as facldades de Belem do Pará, nos idos anos setenta. Lembro que na época não havia uma só instituição de ensino superior no Amapá o que obrigava nossos estudantes se deslocarem para seguir e fomarem-se com a máxima de retornar mais tarde a terra natal na expecativa de cada um contribuir com o querido Amapá. Não escondo as emoções em relação a importancia da foto, sobretudo, por sentir-me membro dessa geração brilhante de amapaenses que romperam fronteiras difíceis para épóca, superaram imensas dificudades de moradia em Belem, e ainda assim, não se afastaram um centímetro sequer dos seus objetivos. Jovens obstinados que mais tarde viraram personalidades na vida publica amapaense. Por iso mesmo, nunca deixamos de agradecer a Deus e aos nossos pais por nossas conquistas, lembrando que Eles foram determinantes no papel de mostrar os caminhos para a uma vida melhor. No meu caso particular,rezo todo dia por isso e pela alma dos meus falecidos pais, Antonica Picanço e Duca Serra que além do Orlando(administrador especialista) e Paulo Sérgio ( médico especialsta) que aparecem na foto, foram bravos formando tambem Ubiratan Picanço ( médico clínico), Edna Picanço( C.Contabeis) Euridice Picanço (Pedagoga espeilista), Ronaldo Picanço ( Administrador especalista ) e Maria Zely ( Advogada e membro da Justiça Federal) além de uma ruma de netos e bisnetos academicos.

  • Associo aos nomes que fiz referencia no texto anterior, outros dois irmãos de firmados conceitos na mídia radiofonica e escrita local : do querido radialista J.Ney e o competente jornalista João Silva, respectivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *