Sempre o PMDB. É bom ficar de olho

Na reforma ministerial promovida pela presidente Dilma, uma mudança causa apreensão o pode vir ser duramente sentida pelo Amapá. Trata-se da nomeação do paraense Helder Barbalho (PMDB) na Secretaria Nacional dos Portos, após a extinção do Ministério da Pesca. Ocorre que os portos de Santana e Barcarena competem pelos parcos recursos federais destinados à infraestrutura portuária, sempre com ampla vantagem para o porto paraense. Com o filho de Jader Barbalho no comando da Secretaria, ninguém duvida que esta predileção por Barcarena só vai aumentar, deixando Santana – literalmente – “a ver navios”…

  • Realmente, estrategicamente, o Pará irá deslanchar o Porto de Barcarena e, enquanto isso o Porto de Santana está fadado à ser um “equipamento logístico” não viável.
    Cadê os nossos Senadores bravatões, que agora é a hora deles contarem “estória”.

  • Em se tratando de Hélder/Jáder Barbalho, é mais fácil os recursos para os portos serem desviados para a conta bancária da “família”, que serem investidos para o desenvolvimento do Estado do Pará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *