Saúde. Médicos podem parar

Médicos aprovaram em assembléia geral do Sindicato, ontem à noite, que não vão entrar na escala de plantões em setembro. Segundo eles, não receberam nenhuma proposta da SESA no que diz respeito a regularização dos plantões médicos, já alvo de denuncias. Os médicos entendem que a irregularidade foi implantada pelo próprio estado e deixa os profissionais vulneráveis até a prisões, como aconteceu recentemente em SP.

Se os médicos da emergência, pararem, aí sim, estará instalado o caos.

À noite, no twitter, o governador Camilo Capiberibe informou que estava reunido no Palácio com equipe da SESA. E dialogou sobre o assunto com os médicos Achiles Campos e Aljerry Rego que estavam on line.

Transcrevo trechos para vocês:

Camilo40 – Estou no Palácio com equipe da SESA estudando alternativas para solucionar o problema pensando na categoria e no usuário da saúde pública.

Um deles é o descontrole e desorganização no pagamento dos plantões médicos. SESA assumiu compromisso de entregar proposta até o dia 30/08.

Achiles Campos@Camilo40 EM ASSEMBLÉIA NO CRM FICOU DEFINIDO Q NÃO SERÃO ENTREGUES AS ESCALAS DE PLANTÃO MÉDICO P O MÊS DE SETEMBRO

Camilo40 – @achiles_campos Transformar a condução de um problema complexo como este num enfrentamento não vai ajudar a construir uma saída.

Achiles Campos@Camilo40 Concordo. Mas existe uma denuncia que pode resultar ate em prisões. E não houve uma proposta da SESA até o momento.

Camilo40 – Parte dos problemas que enfrentamos nos hospitais da rede estadual se deve às péssimas condições da infra-estrutura/equipamentos/instalações.

Aljerry Rego@Camilo40 @achiles_campos É fundamental manter diálogo franco e direto. Vamos sentar a mesa e discutir o assunto governo e médicos

Achiles Campos@aljerryrego @camilo40 Concordo. Caso o senhor queira nos receber temos uma comissão constituída.

Aljerry Rego @Camilo40 acho que um grupo de trabalho com médicos, Sesa, Gea e MP é fundamental. O governador no comando deste grupo. É possível um acordo.

  • (DESABAFO)Infelizmente aqui no Amapá não existe concorrência para os médicos. Eles ganham muito bem e a qualidade dos serviços que eles nos oferecem é ruim. Não generalizo, claro, mas a grande maioria não trata bem seus pacientes. E também, é enorme a dificuldade para conseguir consultas, principalmente se for plano de saúde.
    Meu pai morreu no pronto socorro quase sem atendimento médico. Nunca imaginei passar pelo que passamos. Colocaram meu pai no oxigênio que não funcionava, e quando alertei o médico ele demonstrou que sabia. Entendi que prá eles tanto faz, viver ou morrer, meu pai nao era da familia dele. Este fato ocorreu a um ano atrás.
    Acredito que a saída para a concorrência entre médicos sería as universidades abrirem mais vagas nas faculdades, pois formariam uma quantidade maior de médicos por ano. Caso contrário, ficamos a mercer deles. E quando estão ricos, a coisa fica pior. E agora, estao brigando por pagamentos de plantoes. Sao desumanos e mercenários.

    • Acho que não são mercenários por estarem querendo a regulamentação do pagamento de um serviço realizado além das horas regulamentares de trabalho.
      Qualquer trabalhar tem esse direito.
      Agora, concordo que plantões fictícios e sobreavisos não devem perdurar se a jornada de trabalho regulamentar é de 40h.
      Se há necessidade de plantonistas, que tal a estruturação de um quadro de plantonistas, concursados p tal e com carga horária e remuneração bem definida?
      E num outro quadro ficariam os médicos do atendimento ambulatorial, igualmente definidos os horários, remuneração e responsabilidades.
      O q não dá é essa bagunça de sobreposição de jornada, médico saindo do plantão e tendo q atender no ambulatório todod dia, o que acaba com horários não respeitados, serviço mal feito e a população no desespero.
      Se a área de segurança consegue manter plantões e horário administrativo, com equipes diferentes e bem definidas, por que a saúde tb não? Faltam médicos? Primeiro porque demoraram a definir o curso de medicina como prioridade p o Estado (achavam q só com enfermeiros, fisioterapeutas se faz saúde?). Agora, é tentar atrair com salários condignos e estrutura decente os que estão em outros Estados e esperar q a novel faculdade de medicina floresça.

      • Concordo contigo, Silvana. As pessoas gostam de culpar os médicos, mas não deve ser fácil trabalhar umas 60h semanais sem os equipamentos necessários, com superlotação e etc.. Os médicos não têm tempo suficiente pra atender um paciente do modo que deveriam, porque há mais 50 (nunca fui ao pronto socorro, apenas estimo) quase morrendo esperando ajuda. É como esperar que UM professor acompanhe atenciosamente 200 alunos em uma sala de aula de uma vez; UM policial feche uma boca de fumo sozinho em uma noite. Médicos não são deuses, não são x-mens, cada segundo perdido de paciente em paciente pode significar vidas no final do dia. =/ É trágico, mas é a realidade. Não dá pra ser atencioso com todo mundo. O nosso país é assim mesmo, contudo temos que tentar mudar com nossas pequenas ações diárias e promovendo grandes ações, e não culpando uma classe por um problema estrutural tão complexo. Se for pra culpar, que culpem o governo – não falo desse governo, AINDA -, a corrupção, a incompetência, o capitalismo!
        Eu gosto dos prazeres do capitalismo, mas que a culpa é dele, isso eu garanto.

    • ao contrário do que você afirma e generaliza (e toda generalização é burra) você ofende profissionais que como eu nunca enxergaram na medicina uma mina de ouro ou fonte de riqueza e tampouco fui desumano ou estúpido com qualquer paciente meu nesses poucos mais de 20 anos de carreira dessa profissão

  • Desejo que o governador saiba conduzir as negociações com a classe médica e que todos os entraves sejam sanados.A população merece um atendimento de qualidade,o descaso com a saúde esta realmente UÓ.

  • Maria Aparecida Nobre, desumana e mercenária é você, vá ofender outro e não a mim, injusta você foi no seu desabafo comigo, sou médico há mais de 20 anos e sempre pratiquei uma medicina humanizada, tenho 2 empregos que conquistei com CONCURSO PÚBLICO e os tenho por que a lei me permite.

  • Pra quem tem pouco tempo de governo ate ai e legitimo cobraro do novo governo melhorias na saude porque tudo isso em prol do povo sendo que durante oito anos muita gent eficou calado e ningume nao falava nada e porque a imprensa era uma vedadeira censura todo tempo era dito que a saude estava uma maravilha como sao as coisas ne qua do e agora e so criticas e nunca se ver melhorias em nada ou seja que tem o poder de fiscalizar e o povo e os proprios deputados d assembleia legislativa

    • osombra como tu pode ser tão idiota antes era pq tinha 1 mês depois 2 e3 e4 e5 e6 e7 e8 ja chegando em 9 e nada de melhorar e tu me vem falando que e pouco tu e um babão de plantão pateta..kkkkkkkkkkkkkkk

  • nesse caso e o povo esperar at eo final do ano ai sim vamos ver o resultado se e positivo ou nao por enquato estao apenas organizando a casa por isso que eu digo o povo deve participar de todas as reunioes em que forem convidados porque so assim e que se vai tomar o conhecimento da coisa que esta se passando no municipio e no estado.
    A participaçao da coloetividade e essencial sim porque devemos cobra os nossos impostos que pagamos todo o mes num pais que se paga tanto imposto eramos para sermos um pais bem e melhor e igualitario para todos se distinçao de classe cor ou raça, afinal de contyas somos todos iguais perante a lei.

    • OSOMBRA, enquanto a gente espera, o filho da dona Maria morre sem atendimento no pronto socorro, a mãe do pedrinho também morre, o neta do Pedro, o pai da Aparecida, o irmão da Carla, e etc… espero e peço a Deus que você não tenha que passa pelo que essas tantas familias passaram no pronto socorro, caso passe te dou um conselho, prefira morrer em casa do que ir buscar atendimento no pronto socorro, pois o seu sofrimento e de sua familia será menor do que passar humilhação em busca de atendimento e no fim ve seu ente querido falecer.

  • Enquanto isso, enquanto o governador negocia quantos mais terão que morrer a espera de atendimento,Maria Aparecida, você e sua família é apenas um exemplo do que passaram e continuam passando várias famílias, há duas semanas perdir meu irmão, sem atendimento médico, um oxigênio precário, não tinha maca, não tinha médico, não tinha rémedio, nada tinha naquele pronto socorro, depois de gritarmos, e gritarmos foi que apareceu um médico e maca, mas enfim, foi tarde, meu irmão acabou falecendo novo demais, com apenas 18 anos. Um dia antes fomos lá e o médico nem olhou para cara dele e disse que não era nada sério, que era coisa de criança que não queria ir pra escola. O Sistema de saúde está um caos!!! e ninguém da a minima para nosso sofrimento, talvez quando os filhos do governador, passarem pelo que passamos ele vai tomar alguma decissão, e ainda tive que le no blogger um artigo da deputada Cristina Almeida dizendo que a saúde vai melhorar, QUANTOS TERÃO QUE MORRER ATÉ QUE MELHORE? Os médicos já trabalham desmotivados, nem olham para a cara dos pacientes….

    • Acredito que todos temos que cobrar, é inadimissível um médico não olhar um paciente, muito menos deixar de examinar, mais isso infelismente é o que mais acontece. Por uma situação que minha irmã passou, hoje ela na sala do médico exige, que o paciente seja examinado. Quem paga os salários de funcionários publicos somos nós, vamos cobrar, que assim eles combram do chefe dele, que cobra do secretário. Sou funcionário publico e já vi pessoas acharem comodo não ter com que trabalhar. É horrível perder um ente querido e principalmente tão novo. Meus sentimentos.

  • Achiles Campos – @Camilo40 Concordo. Mas existe uma denuncia que pode resultar ate em prisões. E não houve uma proposta da SESA até o momento.
    CARO CAMPOS/ QUER DIZER QUE SE HOUVE ENTENDIMENTO, A DENUNCIA QUE PODE POR GENTE NA CADEIA SERÁ ESQUECIDA? QUEM TEM A DENUNCIA FAZ AO GOVERNADOR OU AOS ORGÃOS COMPETENTES, E NAO COLOCA EM MESA DE NEGOCIAÇÃO.

  • VAMOS ACORDAR MINHA GENTE!

    Quando professor faz greve, ele é IRRESPONSÁVEL.
    Quando o enfermeiro faz greve, ele é DESUMANO.
    Quando o médico quer regularizar seus proventos ele é MERCENÁRIO.

    E quando os Dep. Estaduais aumentam 100% sua verba de gabinete sem retorno em benefícios à sociedade o que ele é?

    E quando um secretário de Estado emprega seus familiares e apaninguados incompetentes sem concurso,onerando a folha de pagamento o que ele é?

    E quando um governador assume compromissos durante a campanha e não os cumpre, o que ele é?

    Ora, sejamos francos, A CULPABILIZAÇÃO DO SERVIDOR PÚBLICO É A PRIMEIRA COISA QUE SE PASSA NAS CABEÇAS IDIOTAS ( OU DOS PUXA-SACOS ).
    Mas estratégia é essa: A tática é dividir e confundir a opinião pública para dominar o povão tapado.

    Os políticos aprontam, pisam e riem do populacho estúpido/besta, e com poucas palavras na mídia (que eles dominam) fazem as cabeçinhas entorpecidas pela novela e o discurso fácil dos donos do poder.

    ACORDEM MEUS CONTERRÂNEOS, VOCÊS ESTÃO MIRANDO SUA INDIGNAÇÃO NO ALVO ERRADO!
    Os inimigos de vocês não são o PROFESSOR, O ENFERMEIRO, tampouco o MÉDICO.
    A verdadeira praga que está destruindo nossas vidas são esses PÈSSIMOS administradores, esses IRRESPONSÁVEIS, DESUMANOS e MERCENÀRIOS POLÌTICOS.

  • O governo falha, não há estrutura e qualidade no sistema de saúde e por outro lado se ve médicos desumanos, que não estão nem ai para as dores alheiras, a grande maioria nem olha para a cara dos pacientes, não examinam, nada.

  • Disseram e todo mundo ouviu que em 03 (TRÊS) meses a coisa ia mudar.
    Como se sabe, e é do domínio publico que realmente mudou.
    Mas até agora ainda não consigo entender o que realmente queriam realmente dizer com a tal propalada palavra mudança.
    É fato que já passou da hora de algo mudar. Ninguém aguenta mais ver esta epópeia de patetices, principalmente quem infelizmente precisa daquela casa de horrores chamada HE e HG.

  • Regulamentar os plantões dos caras não é nada mais que justo, porém, bem melhor seria contratar profissionais concursados suficientes para ocupar todos os cargos em claro. E tem gente esquecendo que os médicos só trabalham 20h/semana. Há privilégios? Creio que sim, mas um especialista em medicina (a maioria só chega na especialização e muitos nem pensam em mestrado ou doutorado) estuda em média 10 anos, são 6 na graduação (diuturna), 3 ou 4 na residência, outras pós puxam mais 3 anos, em algumas áreas 12 e até 16 anos ao todo, daí deles insistirem em alguma forma de compensação. A meu ver a carga horária reduzida já é de bom tamanho. As consultas são regulamentas por resoluções do CFM, irregularidades no procedimento devem ser denunciadas, em toda área há profissionais ruins, a qualidade deve servir como parâmetro de avaliação pelos clientes na carreira do médico. E plantões sobrepostos e sobreaviso falso são crime mesmo.

  • Olhando o portal da transparência, constatei o seguinte: os médicos daqui ganham muito bem…Recebem como salário base R$ 6.112,98. O hospital das clínicas de São Paulo paga para o médico R$ 1559,24 por 20 hs semanais (vide pciconcursos).

  • Em vez de aumentarem os salários dos médicos, deveriam aumentar os salários dos outros profissionais de saúde que ganham a metade que os deuses de branco ganham. Enfermeiros, dentistas, fisioterapeutas, psicólogos, farmacêuticos são remunerados como se estas profissões fossem inferiores à medicina. O atual secretário de saúde é fisioterapeuta, com isso as classes desvalorizadas da saúde tem uma oportunidade única de terem sua remuneração igualadas às dos médicos, já que nos últimos 8 anos a SESA foi comandada por médicos.

    • Não sejamos hipócritas, Messias.
      Desde a entrada na universidade, os futuros médicos se diferenciam dos outros profissionais. Como disse o Dr. Jotinha, são os que estudam mais no colégio, além disso, estudam em um mês o que um vestibulando de enfermagem estudou o ano todo; passam seis anos se matando de tanto estudar em uma universidade; passam pela residência – ou escravidão.
      O salário deve ser diretamente proporcional ao conhecimento… por isso os deputados ganham tão mal – deveriam ganhar MUITO MENOS do que ganham.
      Não digo isso porque penso ser o que acontece, e sim porque sei que acontece.
      Ano passado estava no 2º ano do ensino médio e prestei vestibular na UNIFAP pra medicina pelo PS valendo (não treineira). Passei? Óbvio que não. Teria sido a 1º colocada pra enfermagem valendo, mas pra medicina fiquei dezenas atrás do 15º candidato aprovado.
      Existem profissões que devem SIM serem melhores remuneradas que outras.
      Só acho que SE os salários fossem os mesmos pra toda classe, poucos iriam querer se submeter ao que os médicos se submetem, porém apenas profissionais apaixonados pelo que fazem estariam em campo. Seria excelente, se tivesse gente suficiente que se importa com o próximo. Infelizmente não há.

      • Ridiculo o seu comentario.Estudam mais o quê do que as outras profissoes?Eles estudam o que é pertinente a sua area de atuaçao,assim como as demais categorias.

        • Exatamente, moça. Acontece que o pertinente à área de atuação dos médicos é bastante coisa, não achas?
          E sobre estudar mais: SIM, estudam! Não adianta negar. É claro que existem exceções, afinal, em toda parte existem. A regra é: médicos estudam muuuuito; a exceção é: enfermeiros estudam muito. Falo dos enfermeiros isoladamente, porque fisioterapeutas, psicólogos e outros profissionais da saúde estudam bastante também.
          Hipoteticamente falando, não é possível equiparar o salário dos médicos com o de certos profissionais como propôs Messia, porque teríamos pouquíssimos médicos! O lado bom, se isso acontecesse, seria para os que realmente amam a profissão, que não precisariam competir à vagas em universidades, à vagas de residência e etc com outros CDFs mercenários. 😉

      • Os médicos já tem tratamento diferenciado, o contrato deles é de vinte horas, enquanto dos outros é de trinta, e esse tipo de debate não ajuda, pois só coloca os profissionais um contra o outro.

        • Eu sei que esse tipo de debate não ajuda, só respondi ao Messias.
          O problema deve ser resolvido imediatamente pra que os hospitais não fiquem parados e pra que ninguém morra em consequência de litígios por dinheiro.
          Agora, a discussão sobre a saúde em geral dá livros e mais livros. =/

  • Falando serio:
    O caos da saúde pública no Amapá é resultado de um esquema de corrupção instalado na SESA há muitos anos, e que até o momento não foi combatido com SERIEDADE pelo governo Camilo, vejamos:
    Enquanto o governador fala em investimentos de CINCO MILHÕES para compra de equipamentos, a SESA paga anualmente na ordem de OITO MILHÕES para a empresa equinócio hospitalar apenas fornecer os insumos de 32 máquinas de hemodiálise instaladas em “regime de comodato” no centro de NEFROLOGIA do hospital geral;
    Inserido no pagamento de oito milhões a equinócio hospitalar deveria prestar serviços de hemodiálise no município de Santana, todos nós sabemos que isso nunca aconteceu, até porque somente agora , depois de várias denuncias foi instalada uma maquina em condições precárias no hospital daquele município.
    Outra situação que causa espanto é mais um contrato em regime de comodato com as bombas de infusão instaladas nos hospitais estaduais coma a mesma empresa (EQUINÓCIO HOSPITALAR), o contrato obriga a SESA pagar por cada equipo usado na bomba o valor absurdo de R$ 32,00 (trinta e dois reais), que somados anualmente chegam ao valor astronômico de R$ 2.000.000,00 (dois milhões)
    Amigos AQUI no estado do Amapá, e no mesmo regime de comodato, os hospitais SÃO CAMILO E UNIMED pagam pelo mesmo equipo para bomba de infusão menos da metade do preço, digo R$ 15,00 (quinze reais), se as bombas de infusão fossem adquiridas pela secretaria, que custariam entre R$ 9.000,00 a 12.000,00 (nove a doze mil reais) cada maquina, a secretaria ficaria desobrigada ao contrato e o valor do equipo seria adquirido entre R$ 3,00 a 6,00 (três a seis reais), façam as contas .
    Em matéria divulgada pelo jornal O LIBERAL datado de 10 de junho de 2011, o governador do vizinho estado do Pará Simão Jatene inaugura no município de Altamira (terra natal do proprietário da empresa equinócio hospitalar) um centro de nefrologia com 11 maquinas novas para hemodiálise, o custo da reforma do prédio mais a compra das máquinas somam o valor total de R$ 750.000,00 (setecentos e cinqüenta mil reais) conforme reportagem , agora vejam: O valor pago mensalmente pela SESA/AP (R$ 650.000,00) apenas pelos insumos da nefrologia correspondem a REFORMA DO CENTRO de hemodialise com uma área de 190 metros quadrados e a COMPRA dos equipamentos no município de Altamira.
    Difícil entender que após 8 meses da mudança os pagamentos desta empresa continuam religiosamente em dia, o valor pago amais apenas por estes dois contratos de comodato dariam para tirar do caos em que se encontram vários hospitais da rede pública, os valores superfaturados refletem diretamente na falta de recursos para manter por exemplo medicamentos básicos no Pronto socorro de Macapá.
    Governador Camilo, O seu mais novo secretario de saúde continua omisso diante destes fatos. E pior priorizando os pagamentos destes famigerados contratos, vossa excelência não precisa acreditar no que digo, mande constatar e tomar providências a estas denúncias, ai sim posso acreditar em suas boas intenções. O senhor sabe que pode contar comigo.

  • Cara Alcilene, não podemos esquecer que apenas 5% dos médicos cumprem o horário, alguns consultam de 7 as 7:30 da manhã, outros das 12 as 13 horas, todo querem aumentar o salário, mas não querem cumprir horário, vamos cobrar dos dois lados.

    • Isto é a + pura verdade,pois semana passada fui à um médico ortopedista, que simplesmente começa a consultar 5:30 (UÓ) e às 6:30 já esta encerrando as consultas,um absurdo.

  • Essa rebelião dos médicos, só agora, tem cheiro de política. Vários médicos, bem como o presidente do sindicato dos médicos, são amigos pessoais de Lucas. Inclusive participaram ativamente da campanha para o governo do ano passado, discursando em reuniões do referido candidato. Nos últimos 8 anos, foram presos quatro secretários de saúde do Estado e a categoria não deu um piu.

  • Gente, vamos falar com clareza: Juiz ganha igual a escrivão? NÃO
    Não tem jeito, o nível de responsabilidade do médico, é e sempre será maior. Tem que ganhar mais, SIM
    Vcs q são esquecidos, eu vou relembrar, o cara q hj é médico, com quase toda a certeza sempre foi um dos melhores da escola. Passou no vestibular q é o de maior concorrência, 6 anos de faculdade, 3-4 de residência e atualização PERMANENTE.
    O problema é q tem muito nego, q queria ser médico, não teve competência p isso, e vive frustrado
    E outra, toda profissão tem os bons, os maus e os péssimos profissionais. A condição estrutural de saúde nesse estado é caótica, não foram somente nos últimos 8 anos não. A própria gestão anterior do PSB, tb foi lastimável.
    ESSE ESTADO NUNCA TEVE UM BOM GESTOR. ACORDEM !!
    Vão estudar e reivindicar os seus direitos seus recalcados

      • Verdade Juliana,só tá faltando isto,pedestal.Os da classe médica devem saber que eles não funcionam nas casas de saúde sem os outros(enfermeiros,bioquimicos,anestesistas,etc..)profissionais da área.Todos devem ser valorizados sim,mas todos devem cumprir com suas obrigações junto à população que buscam os serviços,pois pagam p/tal.A classe se desvaloriza por si só, ao não prestar um serviço de qualidade e ao faltar com este.Trabalham(quando fazem)com vidas e esquecem que tb são vidas,pacientes um dia, e que estarão em mãos dos seus propios colegas de profissão.

    • E tem mais… se todo mundo fosse “gênio” e só passasse em Medicina, não teríamos enfermeiros, administradores, advogados, engenheiros… Como é que os deuses da Medicina iriam se virar? Quem iria cobrir seus plantões, limpar as salas de cirurgia, cozinhar suas refeições? Fala sério…

  • Essa saúde do Amapá era um lixo na época do Waldez,os postos de saúde do municipio atualmente não funcionam,e porque ninguém reclama dos Góes,esses sim são os verdadeiros culpados pelo caos na saúde pública.

  • Aos que pensam que ser médico é ter um QI acima da média , aí vai: basta ter R$ 3.500 todo mês pra pagar o CESUPA ou ir à Bolívia, onde nem vestibular é exigido. O problema é que os futuros médicos já entram arrogantes nas faculdades só porque alguns passaram num vestibular concorrido, como se um vestibular medisse capacidade intelectual. Se os médicos fossem tão superiores assim, o CRM não estaria abarrotado de processos por imperícia.

    • Jogar culpa nos profissionais não adianta nada..Como em todas as categorias, tem bons e maus profissionais

    • Minha vó quase morreu – felizmente não – na enfermaria do São Camilo porque um enfermeiro trocou o remédio que deveria aplicar sem querer. 🙂 A culpa foi dele? Não podemos afirmar, querido. De repente ele estava trabalhando à 22h e estava com sono, afinal, ele é humano.
      Muitos alunos saem do ensino fundamente mal sabendo escrever seus nomes. A culpa é do professor? Não podemos afirmar, depende do empenho do aluno e de mais uma série de fatores.
      As coisas podem dar certo ou dar errado, e não cabe a nós colocarmos a culpa em uma pessoa. Você, pelo seus comentários, faz parte da panelinha dos pensam que os médicos ‘se acham’ deuses, mas você os julga como se você fosse Deus, Messias.

  • Messias, vc tentou quantas vezes o vestibular de medicina? Sinto em suas palavras um pouco de frustração. Mas escuta, se nao passou aqui, por que nao vai para a Bolívia então?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *