Saúde confirma a Randolfe vacinas da Pfizer ao Amapá e suplementação de 2ª dose para idosos

O senador Randolfe Rodrigues (REDE) recebeu nesta segunda-feira (26) a confirmação pelo Ministério da Saúde que o Amapá deverá ser um dos estados a receber doses da vacina da Pfizer, que chegarão esta semana ao Brasil.

O Secretário de Vigilância em Saúde no Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, informou também ao senador que os estados com déficit de cobertura da segunda dose de vacinas contra a Covid-19 deverão receber suplementação em seus quantitativos.

As informações foram prestadas durante reunião da Comissão Temporária Covid-19, do Senado Federal, que debateu o cumprimento de prazos previstos pelo governo sobre o Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 e medidas de combate à pandemia.

*Vacinas da Pfizer*
No encontro, Randolfe pediu esclarecimentos do Ministério da Saúde sobre a capacidade de armazenamento e conservação do imunizante da Pfizer, que necessita de condições especiais para preservação.

“A informação que recebi da SVS do Amapá é que o estado tem as condições de refrigeração para receber doses da vacina da Pfizer. Temos que estabelecer um processo equânime para que os estados que estão atrasados na imunização possam ter as doses necessárias para completar a imunização e receber o imunizante da Pfizer”, declarou o senador.

Ao parlamentar, o secretário informou que não há problema logístico para a distribuição da vacina. Segundo Arnaldo Correia de Medeiros, as vacinas da Pfizer chegarão em caixas térmicas oferecidas pela empresa farmacêutica com a temperatura de -90⁰C.

“A partir daí, poderão ser transferidas para temperatura de -20⁰C, que é a temperatura de nossos freezers comuns. Nessa temperatura o imunizante é estável por aproximadamente 14 dias e, uma vez recomposta a vacina, ela é estável por cerca de 5 dias a temperatura de 4ºC, temperatura das câmaras refrigeradas da rede de frios do Ministério da Saúde”, explicou.

O representante do Ministério comunicou ainda que uma reunião nessa terça-feira (27), com conselhos de saúde, deverá decidir sobre a distribuição do imunizante a estados e municípios. A previsão é que chegue na próxima quinta-feira (29), 1 milhão de doses da vacina Pfizer/BioNTech.

*2ª dose*
O senador Randolfe Rodrigues cobrou ainda do MS sobre o envio de nova remessa ao Amapá de vacinas que garantam a segunda dose de imunização no estado.

O parlamentar relatou que houve descompasso entre as vacinas enviadas e a demanda existente. O déficit, segundo o parlamentar, é de cerca de 5 mil idosos que ainda não receberam a segunda dose da vacinação no Amapá.

“Neste último sábado, as cenas na capital do estado foram desesperadoras. Macapá recebeu somente 3.782 unidades referentes à segunda dose, com uma demanda de idosos entre 65 e 69 anos, segundo dados da Semsa, de 8.913 pessoas. Corremos o risco de todo o trabalho da primeira dose ser nulo se o prazo de 15 a 30 dias para imunização destes não se concretizar. É urgente um encaminhamento sobre essa circunstância”, cobrou.

Em resposta, o MS declarou estar monitorando os estados com déficit na segunda dose e que irá suplementar os estados nessa situação.

Assista às indagações de Randolfe na reunião e as respostas dos representantes do Ministério da Saúde.

Ascom Senador Randolfe Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *