Público feminino prestigia Bioparque da Amazônia no primeiro domingo do mês de março

Centenas de mulheres, de todas as idades, visitaram o Bioparque da Amazônia, neste domingo, 8, Dia Internacional da Mulher. O crescimento do público feminino ocorreu devido à gratuidade da entrada, em que, todos os domingos do mês de março, as mulheres terão livre acesso ao parque.

Aldenira Teixeira, professora, conferiu sobre a gratuidade nas redes sociais e aproveitou para levar toda a família ao parque. “Fiquei surpresa ao saber que todos os domingos deste mês teremos entrada gratuita. É a primeira vez que venho ao Bioparque e aproveitaremos o momento”, declarou.

Crianças, jovens, mães, avós, grupos de mulheres de igrejas, turistas de outros estados e países estiveram neste domingo visitando ao parque. Todos os setores e atrações do Bioparque foram contemplados por todas, como o Jardim Sensorial, tirolesa, lanchonete, visita aos animais e também conhecer mais sobre a flora existente no espaço.

Mulheres do Bioparque da Amazônia
 
Fátima Almeida é coordenadora do Orquidário Municipal e servidora pública municipal há 24 anos. Ela contou que fica feliz ao contribuir como mulher e profissional dentro do Bioparque. “Aqui, podemos trabalhar com várias funções ao mesmo tempo, sempre contemplando uma visão multidisciplinar. Trabalho com orquídeas e com plantas medicinais, repassando conhecimento para os visitantes”, afirmou.

Dentro do Bioparque da Amazônia ocorre todas as terças-feiras, sábados e domingos a Feira Colaborativa “Mulheres que Fazem”. Joseli Modesto é uma das empreendedoras da feira e falou da importância do espaço reservado ao grupo. “Somos mais de duzentas mulheres voltadas para esta feira colaborativa. No Bioparque, fazemos um revezamento de 20 mulheres. Buscamos, de todas as formas, fontes de renda para contribuir com a renda familiar. É a exposição de lembranças do parque, produtos em madeira, entre outras peças feitas por nós, mulheres”, contou.

E na coordenação da equipe de cuidadores de animais, o Bioparque conta com o trabalho de Marina Macedo, que é veterinária. “Em uma equipe de biólogos, tratadores e cuidadores de animais é um desafio ser uma das mulheres da equipe e em uma profissão que, geralmente, é exercida por homens. Trabalhamos todos juntos para que os animais do local vivam com dignidade e todo o amparo que o Bioparque deve oferecer às espécies”, informou.

No setor administrativo, Tatiana Costa, chefe de Gabinete do Bioparque da Amazônia, auxilia na coordenação de uma equipe de 75 servidores. “Dos 75 colaboradores, somos 35 mulheres, entre jardineiras, biólogas, tratadoras de animais, assessoras jurídicas, entre outras que fazem o Bioparque funcionar diariamente. A gratuidade da entrada aos domingos é uma oportunidade de reunir mais mulheres com as famílias para participar e conhecer o espaço”, informou.

Gratuidade aos domingos de março

O Bioparque da Amazônia nos quatro domingos do mês de março terá entrada gratuita ao público feminino. A visitante deve se dirigir à bilheteria do parque para pegar a pulseira de entrada. O espaço funciona de terça a domingo, das 9h às 17h, sendo gratuita a entrada às terças-feiras para todo público visitante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *