Procuradores querem corregedor dos quadros da PROG

Os Procuradores do Estado, concursados, estaão em pé de guerra contra o governo, por manter como corregedora alguém de fora dos quadros da Procuradoria Geral do Estado.
O Governo ajuizou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF para suspender a eficácia da Emenda Constitucional 47 /2012 que define que o Corregedor da PGE seja de carreira, ou seja, procurador concursado do quadro da PROG.

O governador Camilo Capiberibe teria garantido aos procuradores, segundo o informou ao blog o procurador de carreira Narson Galeno, que iria implementar a Emenda Constitucional. “Mas não cumpriu”, disse Narson. Os procuradores dizem que
a Corregedora, por causa da não aceitação de seu nome pelos procuradores de carreira, deu inicio a uma onda de perseguição na PROG.

  • Como assim? Corregedor tem que ser do quadro e aprovado pelos demais? Então eles querem que um amigo seja um corregedor, só pode. Devem querer apenas processos arquivados nessa procuradoria. Deram muito poder, agora eles querem mandar mais que o governador.

    • Esses que defendem que corregedor seja de fora carreira só podem ter cargo comissionado no governo! Em nenhuma instituição que se preze o corregedor é fora da carreira. Juizes, promotores, delegados e qualquer outro funcionário público somente pode ser avaliado por outro servidor estável, que passou pelo crivo do concurso público.
      Esse gov fica fazendo joguinho político e praticando ilegalidades gritantes!!! (Os professores estaduais não me deixam mentir: o até hoje o gov se recusa a pagar o piso salarial da categoria – o piso é o MÍNIMO que deveria ser pago e mesmo assim a lei nacional é ignorada por essa gestão arrogante e despreparada para lidar com os conflitos sociais).

  • Só faltava essa eu ti avalio e vc me avalia, tudo fica em casa e nada acontece. Que vergonha esses procuradores proporem essa mamata e os “nobres” deputados aprovam esse absurdo na constituição do nosso Estado do Amapá. Onde vamos parar?

    • Vc precisa no mínimo voltar para o maternal já que qualquer criança sabe que funcionário público somente pode ser avaliado por outro (corregedor) devidamente concursado. Estudar um pouco sobre legalidade não faz mal a ninguém.

  • Um absurdo é deixar um orgão de defesa do estado, com membros concursados, serem avaliados por gente com cargo de confiança, e por isso que tem tanta corrupção nesse estado. So um concursado pode avaliar outro, qualquer aluno de direito sabe disso.

  • VERDADE, só no Amapá mesmo para a Procuradoria do Estado ter um membro corregedor de fora da carreira. Para quem não sabe o AMAPÁ é o ÚNICO ESTADO DA FEDERAÇÃO a manter um Corregedor indicado por critérios políticos, mesmo a COnstituição Federal e estadual determinando o contrário. Nos demais estado e na AGU o corregedor é membro do quadro de concursados. Isso deve ser assim pq a PROG é responsável por avaliar, por exemplo, as licitações do Estado – sua regularidade e licitude. Tb é da Procuradoria a atribuição de dar parecer em contratos, leis de isenção e diversos atos tributários… resumindo: ter um Corregedor indicado por critérios políticos é colocar em risco a independência da carreira. Este é um tema que não se discute no restante no Brasil, é algo sepultado.

  • Esses que defendem que corregedor seja de fora carreira só podem ter cargo comissionado no governo! Em nenhuma instituição que se preze o corregedor é fora da carreira. Juizes, promotores, delegados e qualquer outro funcionário público somente pode ser avaliado por outro servidor estável, que passou pelo crivo do concurso público.
    Esse gov fica fazendo joguinho político e praticando ilegalidades gritantes!!! (Os professores estaduais não me deixam mentir: o até hoje o gov se recusa a pagar o piso salarial da categoria – o piso é o MÍNIMO que deveria ser pago e mesmo assim a lei nacional é ignorada por essa gestão arrogante e despreparada para lidar com os conflitos sociais).

  • CAMILO QUANDO DEPUTADO CRITICAVA OS GOVERNADORES E PREGAVA QUANDO FOSSE GOVERNADOR FARIA ELEIÇÃO DIRETA PARA DIRETOR DAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL. CADÊ CAMILO A PROMESSA E DOIS ANOS JÁ SE PASSARAM. É MUITO FÁCIL CRITICAR QUANDO ESTÁ FORA DA CADEIRA. DEPOIS QUE ASSUME VIRÁ FARINHA DO MESMO SACO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *