Prefeitura de Macapá inicia pesquisa para saber quantos empregos serão gerados com o carnaval

“O carnaval não é despesa, é investimento”. Partindo dessa realidade, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec) e o Instituto Municipal de Turismo (Macapatur) deram início a uma pesquisa para identificar o número de empregos diretos e indiretos gerados com o Carnaval 2020. A coleta de dados acontecerá em três momentos.

O primeiro iniciou dia cinco de fevereiro e está sendo feita em barracões, ateliês, comércio (empresas de armarinhos e de adereços), hotéis e restaurantes. O segundo momento da pesquisa será com os empreendedores credenciados para saber o número de pessoas que trabalharão nos dias do evento, o valor investido, faturamento e satisfação em cada evento. E, por fim, a pesquisa de satisfação dos consumidores nesses mesmos eventos.

De acordo com o diretor-presidente do Macapatur, Alex Pereira, o carnaval também é um produto atrativo de movimentação do turismo. “Só com a vinda dos turistas do Platô das Guianas representa acomodações em hotéis, a procura por acessórios no nosso comércio, por táxis e outros meios de transporte. Enfim, nosso objetivo é saber o quanto o turismo do carnaval movimenta a nossa economia, seja na área econômica ou social”.

Para a realização da pesquisa, a Prefeitura de Macapá disponibilizou servidores e equipamentos. O resultado do trabalho será divulgado após o carnaval.

Investimento

O fomento para a realização do desfile é da Prefeitura de Macapá, senador Davi Alcolumbre para o patrocínio, Liesap e iniciativa privada. O evento conta também com recurso de emenda parlamentar do deputado federal Vinícius Gurgel. A festa conta ainda com apoio do Governo do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *