Pô-xa Primo!

O ex-governo de Waldez Góes deixou de passar à Prefeitura de Macapá, governada pelo primo Roberto Góes, mais de 7 milhões de reais de ISS( Imposto sobre Serviços) que recolhia das empresas e deveria repassar à PMM.

O GEA já conseguiu identificar o débito de 7 milhões, referentes a 2009 e 2010,  mas o prefeito Roberto Góes diz que a dívida é de 10 milhões, por que ainda tem mais 3 milhões que não foram repassados na gestão do prefeito João Henrique.

É. Não eram só as consignações que eram descontadas e não pagas.

Roberto agora cobra

  • “Roberto agora cobra” ou ele é tão COBRA quanto o primo? Será que não foi repassado p/a PMM ou foi dividido entre familia? PÔÔÔXA! PRIMOSSSS.

  • Prefeito Roberto estava hj no jornal e informou que o entao governador primo harmonia sempre ajudou a PMM. Acho que ele se enganou quanto ao destino da ajuda.Pois Macapa está desesperador ja tem algum tempo, desde da epoca em q o primo harmonia governava. nao foi a toa que pararam na papuda.

  • Eu só não intendo, porque o Ministério Público não fiscaliza esses fatos?
    Descupem o meu despreparo.

  • Porque esse prefeito não entrega logo a prefeitura para o governo já que ele dis não poder fazer nada pra melhorar a cidade por falta de parceria do Estado,agora os milhões não repassados pelo primo e os milhoes sonegados pelo empresário Alexandre Albuquerque e por outras empresas que faziam ou que ainda fazem parte do esquema de desvios de verbas e outros crimes desvendados pela Operações M.Limpas estao fazendo falta.Que peninha do Roberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *