Plano de mobilização de leitos, zera a fila por UTI e leitos clínicos no Amapá

O Governo do Amapá zerou a fila de pacientes que aguardavam por transferência nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para os centros especializados no tratamento de complicações da covid-19.Este resultado é fruto de um plano de mobilização de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e clínicos dedicados à covid-19 executado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para expansão da rede de atendimento à pacientes acometidos pela doença no estado.

Para isso, foram abertos 20 novos leitos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Sul, que passou a atender exclusivamente pacientes com covid-19. Já a Maternidade Zona Norte foi reativada com mais 15 leitos de UTI.

 

Com isso, a rede estadual conta com 376 leitos ativados em todas as regiões do estado, desse total 152 são leitos de UTI. Todos os leitos são financiados e custeados pelo Governo do Amapá.

 

Nos próximos 10 dias haverá ainda a abertura de mais leitos exclusivos para o tratamento de pacientes de covid-19 na unidade localizada em uma nova tenda no complexo do Hospital Estadual de Santana (HES), com 45 leitos, todos de UTI. A Sesa aguarda a finalização da instalação da rede de gases para iniciar a montagem dos leitos.

 

O secretário de Saúde, Juan Mendes, explicou que a nova variante do vírus se mostrou mais agressiva, o que impactou no aumento do tempo de internação dos pacientes, o que ocasionou menor rotatividade dos leitos.

 

“Mobilizamos todas as nossas equipes que estão trabalhando dia e noite para garantir a expansão da rede de atendimento. Precisamos contar também com a contribuição da população em seguir as medidas de distanciamento social para evitar disseminação do vírus”, reforçou o secretário.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *