PF investiga fraude à licitação em obra no Oiapoque/AP

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 21, a Operação *Ágora*, com objetivo de combater fraudes em licitação
de obras públicas e desvio de recursos públicos, no município de
Oiapoque/AP.


Cerca de 12 policiais federais dão cumprimento a três mandados de busca
e apreensão nos bairros Infraero I, Jardim Marco Zero e Pacoval, na cidade
de Macapá/AP. Durante as buscas, foram apreendidos aproximadamente
R$ 33 mil, US$ 4,8 mil e 925 euros em uma das residências.


A investigação teve início após verificação de fortes indícios de irregularidades ocorridas no decorrer da obra de reforma da praça central
Ecildo Crescêncio no Oiapoque/AP, iniciada em 2010, e só entregue à população em julho de 2018.

Com decorrer da investigação, apurou-se que fiscais da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SEINF/AP) emitiram laudos técnicos fraudulentos referente ao andamento da obra e que, em contrapartida,
receberam valores das empresas responsáveis pela construção. Os danos
aos cofres públicos podem ultrapassar a quantia de R$500 mil.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades,
pelos crimes de fraude à licitação, peculato e falsidade ideológica. Se
condenados, as penas poderão chegar a 27 anos de reclusão.

*Ágora, termo grego, “lugar de reunião”, nome comumente dado às praças públicas onde o povo reunia-se.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *