Corram para as montanhas. PF deflagra Operação SINDICUS no Amapá, contra criação de sindicatos fantasmas, e cumpre mandados de prisão

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 28a Operação Sindicus*, para
desarticular organização criminosa que se valia de sindicatos de fachada para obtenção de vantagens, no estado do Amapá.
Na ação, resultante de trabalho desenvolvido em parceria com o Ministério Público Federal, policiais federais dão cumprimento a sete mandados de prisão e cinco mandados de busca e apreensão, nas cidades de Macapá/AP e Brasília/DF.


De acordo com a investigação, o esquema criminoso consistia na criação de sindicatos irregulares com o intuito de eleger um dos integrantes da organização para o cargo de presidente da Federação
das Indústrias do Estado do Amapá (FIEAP), visando, desta forma, a administração do patrimônio da federação e a apropriação das contribuições sindicais pagas pelos seus filiados.
A investigação criminal constatou que os autores, mesmo após terem sido denunciados pela prática dos crimes de peculato, falsidade ideológica e organização criminosa, continuaram a empreender
esforços para manutenção do engenhoso esquema criminoso.
Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de falsidade ideológica, peculato e organização criminosa.
*A palavra Sindicato tem origem no latim, “SINDICUS” sendo esse o termo que denominava o “procurador escolhido para
defender os direitos de uma corporação”.
Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá
[email protected] | www.pf.gov.br
(96) 3213-7500

 

Nota do blog

Blog apurou que foram presos advogados, empresários e ex-parlamentares.

  • Na verdade o que buscam em se eleger para presidir a Federação são os recursos do sistema S. Não é a toa que o sistema está sendo bombardeado na mídia, lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *