Os agradecimentos de Renivaldo Costa

* Renivaldo Costa. Professor e jornalista. Que perdeu sua mãezinha, Luzair Costa, semana passada

Renivaldo-Luzair

 

Confesso que a ficha ainda não caiu. Durante os últimos 10 anos, desde que casei, estabeleci como hábito ir todos os dias pela manhã na casa de minha mãe e com ela tomar café, ler a Bíblia e orar a D’us pedindo saúde, paz e longevidade a ela, meu pai e a meus irmãos, sobrinhos e sobrinhos-netos, além de todos que convergiam até aquela casa.

Ontem, tive um dos momentos mais dolorosos de minha vida. Mas me apego a Deus e na esperança de que esse desencarne representa apenas a passagem a um outro plano onde ela poderá ser recompensada pela trajetória de bondade, fé, caridade e hospitalidade que marcaram sua vida.

Agradeço a todos que foram dar o último adeus. Veio gente de longe, como meu sobrinho Heliaquim Costa, que atravessou o País para se despedir da avó.

Obrigado aos amigos que estiveram conosco nestes últimos meses, dando apoio, consolo e compreensão.

Obrigado ao meu amigo-irmão Pedro Da Lua II, que foi mais que humano e solidário. Foste um anjo em nossa vida. Somente D’us pode lhe recompensar pelo que você fez por nossa mãe. Terás minha eterna gratidão.

Obrigado ao amigo Antonio Furlan, que a visitava diariamente em casa, nos hospitais (quando internada) e a tratava com carinho, esmero e dedicação. Foi ele que, pressentindo a hora-última, me aconselhou a não sair de perto de minha mãe naquela fatídica tarde, para acompanhar sua passagem. Obrigado, amigo.

Obrigado a todos os médicos que a acompanharam. Foram tantos, mas quero em nome dos doutores Benjamin, Olavo e Karlene, estender meu obrigado a todos os demais.

Obrigado aos amigos que mandaram mensagens, ligaram, choraram conosco e adotaram minha mãe como vossas mães.

Obrigado, por fim, a meus irmãos Ronaldo Costa e sua esposa Marcelle, Leidelene Costa e seu esposo Leo, Heraclito Junior e sua esposa Leila Queiroz, Nato Costa e sua esposa Regiane, Renilda Costa e seu esposo Rubens Belnimeque Souza, Heraldo Costa e sua esposa Deiliane Brito, Lenildo Nascimento Da Costa e sua esposa Adriana Santos, Edinaldo Costa e sua esposa Silvia Claudia Maues, Lucivaldo Costa e suas filhas Luciane e Katiane, a minha sobrinha-irmã Larissa Costa e seu esposa Alan Costa, que interromperam o curso de suas vida para dedicarem-se aos cuidados de nossa mãe.

Obrigado a primos, sobrinhos, amigos, que passaram madrugadas em claro orando e cuidando dela. Só D’us pode recompensá-los.

Nossa missão agora será cuidar do nosso pai Heráclito, que também já sente o peso dos anos.

Muito obrigado, amigos.

Renivado Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *