Número de mortes por Covid-19 em Macapá reduz 89,49% em julho em relação ao mês de maio

O mês de julho terminou com 23 óbitos confirmados pela Covid-19 em Macapá, 196 a menos do que no mês de maio, quando a capital enfrentou o pico da pandemia, chegando a 219 mortes. Essa diminuição no número de mortes representa uma redução de 89,49%. Se compararmos os meses de junho e julho, a redução é de 77,22%, com o registro em junho de 101 óbitos. Os dados de óbitos são do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. Até esta terça-feira, 4, o Município registrou 383 óbitos confirmados para Covid-19.

A redução no número de mortes se deve às medidas adotadas pelo município juntamente com o Comitê Técnico de Saúde desde o início da pandemia, com a adoção de medidas rígidas de prevenção ao contágio e a adoção do tratamento precoce da população logo nos primeiros sintomas da doença e o aumento na capacidade de testagem.

“A descentralização dos atendimentos e a ampliação na rede de assistência aos pacientes, com a abertura da Unidade de Saúde Covid Santa Inês, o atendimento pela UBS Fluvial, a Carreta da Saúde, atendendo os distritos, e os atendimentos itinerantes, também ajudaram a reduzir o fluxo de pessoas que chegam a fase mais grave da doença, devido à agilidade no atendimento à saúde desses pacientes e possibilitando o início cada vez mais cedo do tratamento”, explicou a coordenadora do Comitê de Combate ao Coronavírus, Silvana Vedovelli.

O número de atendimentos nas unidades de referência aos casos de Covid-19 também vem reduzindo ao longo dos meses. De junho (27.985) a julho (15.890) esse número reduziu 43,21%. Em 29 de maio, por exemplo, as 4 unidades realizam 921 atendimentos a pacientes. Na mesma data do mês de julho, foram 579 pessoas, o que representa 37,13% a menos de atendimentos.

A coordenadora Silvana Vedovelli alerta que, mesmo com a redução nos números, ainda não é o momento de relaxar nos cuidados, pois o contágio pelo vírus continua e uma das maneiras mais fáceis e eficazes de evitar doenças infectocontagiosas como a Covid-19 ainda é adotando medidas simples de prevenção, como manter o distanciamento social; o uso de máscara; medidas de higiene, como lavar as mãos várias vezes ao dia com água e sabão, incluindo os pulsos, entre os dedos e embaixo da unha; o uso de álcool em gel; manter os ambientes sempre ventilados e arejados; e cobrir a boca e o nariz com o braço ou um lenço descartável ao tossir ou espirrar.

Ao apresentar qualquer sintoma do vírus, como febre, tosse, dor de garganta, coriza ou dificuldade respiratória, a população deve buscar os serviços de atendimento nas UBS’s de referência Lélio Silva, Álvaro Correa, Marabaixo e Unidade de Saúde Covid Santa Inês imediatamente, para que seja avaliado pelo médico.

Fotos: Cleito Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *