Nota de pesar do prefeito Clécio Luís pela morte de Fábio Mont’alverne

Foi com profunda dor e tristeza que recebi a notícia do falecimento do meu amigo Fábio Mont’Alverne, na noite desta quarta-feira, 29, vítima da Covid-19. Músico engajado, baterista há 21 anos da Banda Negro de Nós, percussionista de mão cheia, mas, principalmente, de um coração enorme. Fábio entrou junto comigo na Prefeitura de Macapá, em 2013. Pensei que ele seria um daqueles que sairia junto também. Ele estava sempre por perto, instrutor assíduo do Banzeiro Brilho de Fogo, um dos sonhos que acalentamos juntos.

Fábio tinha 53 anos, era um disseminador da nossa cultura, de sorriso fácil, alegrava todos a sua volta. É inacreditável e absurdamente triste, mas Fábio nos deixou nesta quarta chuvosa. Ele estava internado no Centro Covid-19 desde o último sábado, 25 de abril.

Atualmente, Fábio estava lotado na Secretaria Municipal de Habitação e Ordenamento Urbano, onde desempenhava a função de Técnico de Informática (TI) com muita dedicação e empenho. Mas sua grande paixão mesmo era a música. Sua nova morada será alegre e cheia de notas pulsantes como o toque de sua bateria, dos seus instrumentos de percussão e da sua tanajura de tons infinitos que encantava a todos.

Fábio deixa esposa, minha amiga Wanja, dois filhos e uma porção de amigos, entre eles eu. Neste momento de dor, peço ao Pai Celestial que conforte o coração dos familiares e dê o descanso merecido ao seu filho. Sua partida prematura representa uma grande perda para todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *