Nota de Pesar do Ministério Público do Amapá

 

É com profundo pesar que o Ministério Público do Amapá (MP-AP), em nome de seus membros e servidores, lamenta profundamente o falecimento do ex-procurador de Justiça e desembargador aposentado, Manoel de Jesus Ferreira de Brito, que foi a óbito nesta segunda-feira (5), em Macapá, e externa condolências aos magistrados, familiares e amigos enlutados.

 

Manoel Brito fez carreira no Ministério Público, após ter sido aprovado no primeiro concurso, em 1991, inicialmente empossado como promotor de Justiça, e no ano seguinte, no dia 2 de junho de 1992, ascendeu ao cargo de Procurador de Justiça. Foi nomeado, logo depois, como procurador-geral de Justiça, para o biênio 1993-1995, e reconduzido ao cargo no biênio seguinte, 1995-1997.

 

Sua gestão à frente da instituição foi destacada pela realização do segundo e do terceiro concursos para ingresso na carreira do Ministério Público do Amapá. Ele também foi responsável pela criação do quadro funcional institucional ao realizar o primeiro concurso público para servidores do quadro efetivo.

 

Em 2015, foi nomeado e empossado desembargador na vaga do quinto constitucional do MP-AP no Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), onde se aposentou.

 

O funeral será na Loja Maçônica Duque de Caxias, na Avenida Coriolano Jucá, no Centro.

 

Que Deus, em sua infinita sabedoria e misericórdia, leve conforto aos que sofrem neste momento de profunda dor.

 

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

  • Além de todas as funções acima desempenhadas pelo Desembargador aposentado Manoel Brito ainda teve a de professor no CEAP onde eu tive o privilegio de ser sua aluna. Que Jesus o receba em sua morada celestial e conforte o coração de seus familiares e amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *