No Quartel

Pela primeira vez desde que assumiu a Gestão da Segurança Pública, o secretário Marcos Roberto foi reunir com os oficiais de operação da PM, diretores e comandantes de batalhão.

Marcos falou e ouviu. Discutiu as questões específicas da PM e da segurança como um todo e se saiu bem. Os PMs gostaram.

É isso aí. Comunicar e disseminar a estratégia,  mostra a direção da gestão.

Comunicação é tudo.

Balieiro prioriza visita Batalhões da Polícia Militar

O deputado estadual Agnaldo Balieiro (PSB) começou a cumprir uma agenda de visita aos batalhões da Polícia Militar que vai se estender também ao interior do Estado. Com a iniciativa, o parlamentar quer prestar contas do mandato e esclarecer que sua nova missão é ser porta-voz da tropa na Assembleia Legislativa. ( assessoria Dep. Balieiro)

  • Alcilene,

    Não me parece adequada essa expressão que o mandato do parlamentar vai ser usado para ser o porta-voz da tropa. Senão vamos ter que ter o porta-voz dos bombeiros, dos guarda municipais, de médicos, dos policiais civis, dos advogados, dos dentistas, de uma quantidade de engenharias, dos professores, de cabeleireiros, costureiras, pedreiors, etc, etc….. Logo, a Assembléia Legislativa teria que ter mais de 500 assentos.
    A sociedade é segmentada em classes ou categorias, mas o parlamentar tem que ter uma visão geral dos problemas e pautar seu mandato em busca do bom atendimento à sociedade e não apenas a um pequeno (nem por isso menos importante) grupamento.

  • Que bom que os PMS gostaram,já é uma sinalização p/um melhor entendimento com o secretário e apoio à sua gestão.Sempre na torcida p/que Camilo faça um ótimo governo e em prol de todos.

  • De fato a reunião aconteceu e o Secretário Marcos falou do resultado positivo da viagem a Brasília,de novos e mais equipamentos que estão chegando para fortalecer os trabalhos da Segurança Pública.

    E, também congratulou-se com os oficiais pelo trabalho que aqueles vem desempenhando em apoio a gestão do Cel. Resende, ao desenvolvimento da Política de Segurança Pública e ao trabalho do Governador Camilo.

    Contudo,cabe dizer que semanalmente,o Secretátrio Marcos Roberto realiza reunião de integração não só com a PM, mas também com os demais órgãos operativos da Segurança Pública.

    Ademais, vale ressaltar a satisfação manifestada pelos oficiais com o posicionamneto pró-ativo do Secretário Marcos.

    • Este rapaz Amaury Suzart que defende o Marcos não é aquele que tem cargo no GGI dedicação exclusiva (40h), mais Professor (20h)mais Perito POLITEC (40h)e ainda consegue (irregularmente em virtude do cargo em outro órgão (SEJUSP) tirar 30 plantões na POLITEC e ganha mais de 15 mil por mês (Portal Transparencia) com os acúmulos irregulares??? Afilhado do Prof. Marcos??? Ah tá, entendi a manifestação imparcial do rapaz.

  • Gostaria de convidar o nobre deputado para visitar o Ciosp do Pacoval que recentemente passou por uma reforma de quase 1 milhão de reais e deixaram pior do que estava. Só visitando pra acreditar!

  • São coisas assim que colaboram para o desenvolvimento de políticas que vão fazer o Amapá crescer!

  • Primeiramente deveriam valorizar o trabalho do policial concedendo a resposição salarial de 6,31. Nossos policiais militares estão indignados com a esmola de 3% e o sr. Balieiro deveria ter feito mais pela tropa.Teve a oportunidade de fazer e não fez. Certamente se a legislação permitisse a greve dos militares eles já estariam de barços cruzados a muito tempo.

    O sr. Marcos não possou tirocínio para assumir a segurança pública. Sua votação pífia ao senado não o cacifou para tão relevante missão. Todos sabem que foi um presente do PT ao governador Camilo pela negociação da composição. Todos sabem que o nome de Camilo era de outra pessoa.

    Sr Balieiro, sr. Governador querem valorizar a tropa e vê-la estimulada? então revogem a lei que acabou com a Data Base e deêm um percetual digno e honrado aos nossos briosos e lutadores homens e mulheres da PM. O resto é pura encenação e jogo da politicalha.

  • Perdão deputado mas para saber das necessidades básicas dos policiais militares e da polícia não se faz necessárias visitas puramente políticas pois, até eu que só sou esposa de um oficial e que dificilmente ando no quartel sei muito bem as necessidades daquela corporação, exemplo: viaturas pois, o primeiro batalhão só tem duas funcionando para dar conta de toda sua imensa área, melhores salários, policiais nas ruas e não em sessões e gabinetes, um comandante sério e competente, não um perseguido, enfim, o senhor que trabalhou lá sabe bem melhor do que eu, ou pelo menos, é para saber, seria melhor agir mais e politicar menos, isso é só uma sugestão, a polícia precisa de um representante que realmente faça pois, ja teve dois que não fizeram nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *