No Dia de Che – 08 de Outubro

História da Amazônia e do Amapá é lançado hoje

Randolfe-livro

A história do Amapá e da Amazônia contada por quem entende do assunto. O trabalho de pesquisa feito por oito profissionais que estudam o povo, a cultura e a vivência dos amazônidas resultou no livro “Amazônia, Amapá – Escritos de Histórias”, organizado pelos historiadores Augusto Oliveira (doutorando) e Randolfe Rodrigues (mestrando) e escrito por eles e mais seis especialistas na disciplina, Paulo Cambraia (mestre), Janaina Camilo (doutora), Maura Leal( mestre), Reginaldo Gomes(mestre), Edinaldo Nunes  (doutorando) e Sidnei Lobato (doutorando). Umas das características do livro é que cada historiador trabalhou dentro de sua área de pesquisa, com percepções diferenciadas.

Os capítulos da obra retratam a história da região amazônica e do Amapá com temáticas distintas e abordagens também diversas. Os oito autores conhecem profundamente o assunto. Com currículos e experiência que não deixam dúvidas quanto aos seus conhecimentos, os autores já registraram em livros e outras publicações, escritos sobre a região amazônica, costumes, povo, cultura e outras peculiaridades da região mais preservada e cobiçada do Brasil. Eles se encontram em uma só obra, oportunizando um embate com leitores interessados na história da região. Augusto Oliveira considera que esta é a maior produção historiogáfica do Amapá.

A editora escolhida a dedo foi a mais renomada quando se fala em Amazônia, a Paka-Tatu, que possui mais de cem títulos sobre o assunto, desde o cunho científico até o artístico. Os organizadores avaliam que não é fácil lançar uma obra como esta aqui no Amapá, e enfatizam que só foi possível a publicação com o apoio cultural da Assembléia Legislativa, através do presidente, deputado Jorge Amanajás.

O lançamento e momento de autógrafos será hoje, no dia 8 de outubro, às 19:00, no Centro de Cultura Franco-Amapaense, atrás do Macapá Hotel. (Mariléia Maciel – Assessora de Comunicação)

  • Olha o lindinho ai.Este menino é tudo de bom e torço geral p/ele.Se for se lançar candidato em 2010 (seja p/oque for),vou ai só p/votar nele.

  • Alcilene,

    Muitas biografias e livros deixam dúvidas no ar sobre a data da morte de Che. Sou um pesquisador e leitor das obras que falam da vida de Che.

    O que me consta ele foi capturado no dia 08 de outubro, nesse momento estava ferido depois de um combate. Mas a ordem de matá-lo foi dada no dia 09, o que seria de madrugada, o que entende-se que ele foi assassinado com tiros no dia 09 de outubro.

    Mesmo assim, irei tirar as dúvidas sobre essa fato histórico. Irei procurar fontes seguras

  • Olha só o que encontrei no Wikipédia: “Che É cercado e capturado em 8 de outubro de 1967 e executado no dia seguinte pelo soldado boliviano Mário Terán, a mando do Coronel Zenteno Anaya, na aldeia de La Higuera.”

    Portanto, Alcilene ele não morreu no dia 08, foi apenas capturado. Sendo executado no dia 09 de outubro

  • tenho q concordar com o heverson, a biografia mais completa de che fala desse fato, realmente ele so foi morto no dia 9, pelas maos do sgt terã, alias, pelo fusil dele. porem nao entendo p q o dia é tido mundialmente pela morte de che, inclusive os eventos em cuba e em todo o mundo. acho q pelo fato da captura e td mais. me lembro de suas ultimas palavras : “atire covarde, serei so mais um…” viva che, viva la revolucion… “hasta la victoria siempre..”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *