MPT no Amapá notifica Jari Celulose para tratar de demissões em massa

 

A empresa Jari Celulose, Papel e Embalagens S/A, situada às margens do Rio Jari entre os Estados do Pará e do Amapá, foi notificada pelo Ministério Público do Trabalho PA/AP (MPT) para prestar esclarecimentos acerca da situação vivenciada por trabalhadores no município de Laranjal do Jarí/AP. Neste mês de julho, a empresa anunciou a dispensa de aproximadamente 150 empregados, que não teriam recebido as verbas rescisórias devidas.

A audiência requisitada pelo MPT acontece na próxima terça-feira (30) e tem como objetivo a tentativa de solução extrajudicial da situação dos trabalhadores atingidos, diante do quadro de recuperação judicial anunciado pela empresa. O Ministério Público do Trabalho instaurou inquérito civil no último dia 16, a fim de acompanhar o reflexo trabalhista decorrente da atual crise pela qual passa o empreendimento, iniciado na década de 1960.
A Jari Celulose teve o pedido de Recuperação Judicial – processo pelo uma companhia endividada consegue prazo para continuar operando enquanto negocia com credores, sob mediação da Justiça – deferido pela Justiça Estadual do Pará no mês de julho, ao alegar não ter condições de continuar suas atividades produtivas.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *