MP-AP, MPF e Tribunal de Justiça unem forças com Unifap e parceiros para o efetivo cumprimento das etapas e entrega do Hospital Universitário para a população

 

Várias instituições Federais e Estaduais, dentre elas o Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP) e o Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), uniram forças para agilizar a execução das fases necessárias para o efetivo funcionamento do Hospital Universitário da Universidade Federal do Amapá (HU-Unifap). Todo o processo de implantação está sendo conduzido pela Unifap, com apoio da presidência do Congresso Nacional e da Bancada Federal do Estado, bem como com a colaboração da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), e das Secretarias de Saúde do Estado (Sesa) e Município (Semsa).

Na tarde desta segunda-feira (4), especialistas em licitação de equipamentos hospitalares chegaram a Macapá, por meio de uma intervenção do senador Davi Alcolumbre junto ao prefeito de Salvador-BA, Antônio Carlos Magalhães Neto, para compartilhar expertise, a partir do recém-inaugurado hospital universitário municipal que é referência no Nordeste.

Os técnicos da Prefeitura de Salvador, Lídia Maria Bazanelli, Soraia Palmeira Ferreira e Alyson Gabriel Bortoli, com experiência em aquisição de equipamentos hospitalares, vão prestar assessoramento e consultoria à equipe da Unifap, a fim de realizar a licitação da compra de equipamentos, no valor total de R$ 20 milhões, decorrentes de recursos de emendas parlamentares para o HU.

 

Entenda o processo

 

Cumprindo agenda em Brasília-DF, no último dia 21, a procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, reuniu com o presidente da Rede Ebserh, general Oswaldo Ferreira, quando recebeu informações sobre o andamento das obras e deu publicidade sobre não haver modificação no perfil assistencial do Hospital Universitário da Universidade Federal do Amapá (HU-Unifap).

 

No dia 25, a PGJ do MP-AP foi oficiada pelo General Ferreira reafirmando que, para implantar uma obra dessa magnitude, é fundamental estabelecer as fases do projeto.  E, após a Unifap cumprir todas as etapas e as condicionantes será formalizado o Contrato de Gestão Especial entre as partes. (Of_MPE_Amapa_Unifap.pdf)

 

Diante da comunicação, foi necessária a união de forças para acompanhar e fazer acontecer as etapas seguintes, assim, uma reunião foi realizada na última quinta-feira (31), na Reitoria da Unifap, com a participação do reitor ‎Júlio César Sá de Oliveira; desembargador Carlos Tork, do Comitê Estadual de Saúde; promotora de Justiça Fábia Nilci, representando o MP-AP; secretário da SESA, João Bittencourt, e técnicos da SESA e Unifap. O encontro contou ainda, com a participação, por meio de teleconferência, do procurador-chefe da Procuradoria da República no Estado Amapá (MPF/AP), Pablo Luz de Beltrand.

 

Os parceiros uniram forças, por meio das respectivas equipes técnicas, com a expertise dos especialistas que chegaram de Salvador, os profissionais da UNIFAP e com os médicos especialistas de cada área, para análise de equipamentos necessários para fazer acontecer a compra com recursos provenientes de emendas.

 

“Tivemos que unir forças para somar com a Unifap na conclusão dessas etapas necessárias para a entrega dessa importante unidade hospitalar, que vai além do seu objetivo principal, de promoção de um espaço para formação, pesquisa e ensino teórico e prático para os acadêmicos de medicina e enfermagem. É uma alternativa para suprir uma carência e prestar melhor assistência à saúde da população amapaense, objetivo de todos que lidam com o bem-estar social”, manifestou Ivana Cei.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *