MP-AP Inaugura o Complexo Cidadão Centro

Com nova estrutura física e melhor espaço para atendimento ao cidadão, foi inaugurado, na segunda-feira (17), o Complexo Cidadão do Centro do Ministério Público do Amapá (MP-AP), localizado na Av. FAB. No prédio histórico, funcionam a Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude, Ouvidoria-Geral, Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude e Educação (CAOP-IJE), Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF), e, em breve, o Memorial do Ministério Público do Amapá.

Complexo Cidadão do Centro

O promotor de Justiça Paulo Celso Ramos, Ouvidor-Geral do MP-AP, falou da satisfação em poder prestar atendimento à população em um espaço condigno. “Parabéns à administração superior do Ministério Público, que tem investido maciçamente na estrutura do órgão, dando melhores condições de trabalho a membros e servidores, bem como oferecendo à população espaços mais condignos para atendimento”, declarou o Ouvidor-Geral, Paulo Celso.

Para o procurador de Justiça, Nicolau Crispino, coordenador do CEAF, é um marco para a instituição ter um espaço exclusivo e definitivo com melhores condições para atender ao nosso público. “Apesar de ser voltado para os membros, o Centro de Estudos reflete na atuação do parquet. Agradecemos por este espaço com melhores condições para atender ao nosso público”, agradeceu Nicolau Crispino.

A coordenadora-geral do CAOP-IJE, procuradora de Justiça, Judith Teles, ressaltou que as relações interpessoais devem estar em harmonia com o novo espaço de trabalho. “Espero que possamos construir neste novo ambiente uma convivência de paz e de muito respeito ao próximo”, disse Judith Teles.

A história do Ministério Público do Amapá, com todas as dificuldades iniciais, quando não tinha estrutura própria, foi relembrada pelo procurador de Justiça, Márcio Augusto Alves, coordenador do Memorial do Ministério Público do Amapá. “Hoje, o MP do Amapá tem a melhor estrutura dos MPs do Brasil. Precisamos deixar registrada toda nossa história, com depoimentos de todos os procuradores, inclusive os aposentados”, destacou o coordenador do Memorial do MP-AP, agradecendo pelo espaço designado para esse fim.

O promotor de Justiça, Alexandre Flávio Monteiro, um dos titulares da Promotoria de Justiça da Infância e Juventude, agradeceu pelo espaço amplo e com melhores condições de trabalho e de atendimento ao público. “A administração superior do Ministério Público está de parabéns pelos investimentos que vem fazendo para melhorar a infraestrutura e, principalmente, a área da infância e juventude de Macapá”, declarou Alexandre Monteiro.

Representando o governador Waldez Góes, o secretário de Relações Institucionais do Governo do Estado, Jorge Amanajás, destacou a preocupação social do Ministério Público apresentada em suas obras de infraestrutura. “O Ministério Público consegue incluir em suas obras espaços públicos, integrando o cidadão às novas estruturas da instituição e está de parabéns por criar esses espaços integrados”, declarou Amanajás.

Roberto Alvares, procurador-geral de Justiça, iniciou seu pronunciamento destacando a importância da equipe de trabalho bem integrada e agradeceu a dedicação da Comissão de Obras, no ato representada pelos diretores Robson Naiff (Divisão de Obras) e Silvéria dos Reis (Departamento de Administração) e pela presidente, a promotora de Justiça, Ivana Cei. “Na gestão da então procuradora-geral, Ivana Cei, fui designado presidente da Comissão de Obras e, hoje, os papéis estão invertidos, não por vingança, mas por conhecer a capacidade e determinação dela para conduzir os investimentos necessários em vista dos grandes avanços obtidos no período em que esteve na condução da instituição”, ressaltou o PGJ.

Agradeceu a presença das autoridades e ressaltou os investimentos para melhorar os locais de trabalho e, principalmente, de atendimento ao cidadão. “O nosso modo de pensar a gestão pública é com inclusão social”, declarou Roberto Alvares, e encerrou com uma citação de Winston Churchill, “… que a tarefa que foi colocada diante de nós não está acima das nossas forças; de que suas dores e provações não estão acima da nossa resistência…”.

Participaram da inauguração o juiz Décio Rufino, representando o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AP); o conselheiro do Tribunal de Contas do Amapá (TCE/AP), Ricardo Soares; os ouvidores do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), José Machado e Pedro Correa; e o secretário Denilson Magalhães, representando o prefeito de Macapá, Clécio Vieira. Estiveram, ainda, na cerimônia, a procuradora de Justiça, Estela Sá; o chefe de gabinete da PGJ, João Paulo Furlan; as promotoras Eliana Mena e Samile Brito, e os promotores de Justiça, Manuel Felipe e Laércio Mendes; as assessoras Anilde Virino (Controle Interno), Alcilene Cavalcante (Técnica), Tarciso Vilhena e Angelo Brazil (Jurídico), Séfora Rola e Denise dos Santos (CAOP-IJE); os diretores do MP-AP: Rodinei Paixão (Tecnologia de Informação), Eliana Pinho (Planejamento) e Elionai Dias (Financeiro).

Complexo do Centro

A nova estrutura possui salas de atendimento, salas de espera, gabinetes para os membros e auxiliares, biblioteca, sala de reunião, auditório, lanchonete e equipamentos de acessibilidade, como elevador e rampa de acesso.

Localizado na Av. FAB, 64, no Centro, o Complexo Cidadão do MP-AP funciona com atendimento ao público, no horário de 08h às 14h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *