Ministério da Saúde libera 1854 testes rápidos e equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde do Amapá*

 

Nesta quarta-feira (1º), em Brasília, o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP), foi informado pelo ministério da Saúde que o governo do Amapá terá à disposição, ainda esta semana, 1854 unidades de testes rápidos que deverão ser usados para diagnóstico de coronavírus (Covid-19). Além disso, mais de 300 mil unidades de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) foram disponibilizados para os profissionais de saúde acompanharem os casos suspeitos e realizarem o atendimento dos pacientes infectados. A entrega dessa primeira remessa de testes rápidos e equipamentos deve acontecer nesta quinta-feira (2).

O ministério iniciou a distribuição do primeiro lote de testes rápidos – 500 mil unidades – nessa terça (31). Eles serão utilizados em pacientes que apresentarem sintomas como febre e tosse, por entre o sétimo e décimo dia do início dos sintomas. O teste rápido é indicado apenas nesses casos, uma vez que não consegue diagnosticar o início da doença. Para identificar o vírus logo no início, ou seja, no período em que ainda está agindo no organismo, devem ser usados os testes comuns, necessários à realização dos exames de Covid-19 e que já estão sendo realizados no Amapá. Uma primeira remessa de 17 kits, cada um com capacidade para a realização de 24 testes, já está à disposição do governo do Amapá. É ele que identifica o vírus logo no início, ou seja, no período em que ainda está agindo no organismo. Uma nova remessa deve chegar até amanhã (2), totalizando à disposição do estado, 840 exames de reação.

A ideia de agilizar a distribuição dos testes rápidos é também garantir cuidados médicos e de segurança aos profissionais que estão na linha de frente do atendimento à população, estendendo a eles diagnóstico rápido para que tenham a oportunidade de retornar, de forma segura, às suas atividades, que são consideradas essenciais. E para reforçar o estoque da assistência hospitalar e ambulatorial do sistema de saúde pública amapaense, o executivo estadual também receberá 55 mil máscaras cirúrgicas, 3.500 aventais, 1.200 toucas hospitalares, 1.600 sapatilhas, 239.000 luvas para procedimentos não cirúrgicos, 280 óculos de proteção, além de 696 fracos de álcool etílico. A distribuição dos itens será realizada com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB) que transportará os EPIs.

“Agora, poderemos identificar, com mais rapidez, a proliferação do vírus em nossos municípios e garantir um pouco mais de segurança aos profissionais da Saúde. Respostas rápidas aos infectados e suspeitos facilitam o trabalho de identificação do estágio de proliferação do vírus, e isso influi diretamente nas políticas de contenção, isolamento e no quadro clínico de cada um que procura por assistência. Sei, por experiência própria, o quanto isso é importante. Avançamos mais um passo nesta batalha!”, salientou Alcolumbre.

*Assessoria de Imprensa*
Davi Alcolumbre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *