Membros do MP-AP visitam Secretaria da Reforma do Judiciário do MJ

Procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá, Roberto Alvares, e a Assessora da PGJ, promotora de Justiça, Ivana Cei, com o coordenador geral de modernização da administração da Justiça, Daniel Lernder, e Rodrigo César de Melo, assessor de convênio.Temas relevantes para o Ministério Público e o trabalho desenvolvido junto à coletividade, acesso a emendas parlamentares e convênios para o aparelhamento da instituição foram tratados pelo procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá, Roberto Alvares, e a Assessora da PGJ, promotora de Justiça, Ivana Cei, na visita realizada hoje, 22, à Secretaria de Reforma do Judiciário, com o coordenador geral de modernização da administração da Justiça, Daniel Lernder, e Rodrigo César de Melo, assessor de convênio.

mp-mj

 

A visita também teve como pauta a instrumentalização dos projetos do Ministério Público e, de acordo com informações do PGJ do MP-AP, os recursos extra orçamentários para qualificação de membros e servidores contemplam todos os municípios. “Estes convênios são voltados para cursos, capacitação, estruturação, como informatização, e otimização do atendimento à comunidade”, informou Alvares.

 

Para a assessora do PJG, Ivana Cei, o encontro foi fundamental para manter o diálogo entre as instituições e priorizar o trabalho que atende ao cidadão. “Temos a finalidade de aperfeiçoar nossa atuação, e esta iniciativa abre novas perspectivas de trabalho conjunto e otimizado”, ressaltou a promotora de Justiça.

 

“É importante frisar que um de nossos projetos – Círculos Restaurativos -, inclusive com destaque nacional de indicação no prêmio Innovare, é uma das iniciativas do Ministério Público do Amapá que atende a uma demanda sensível que é a mediação de conflitos”, lembrou o PGJ, Roberto Alvares.

 

Projeto Círculos Restaurativos

 

“Círculos Restaurativos: Reconstruindo afetos, pacificando relações familiares” apresentam uma metodologia para resolução de conflitos sem violência e estabelecem o diálogo entre as pessoas, explorando as diferenças existentes na relação e oferecendo a todos uma oportunidade de solucionar os problemas por meio do diálogo franco e respeitoso. O serviço de atendimento às famílias em conflito foi inicialmente na Comarca de Santana, coordenado pela promotora de Justiça, Sílvia Canela.

 

“Nós estamos na expectativa de sermos contemplados, pois nos ajudaria muito na qualificação dos nossos colaboradores, que, em sua maioria, é voluntária, e gostaríamos de potencializar essa qualificação, já que a demanda aumentou consideravelmente. Hoje realizamos trabalhos nas escolas, instituições, então, esse recurso aumentaria nossas possibilidades de dar continuidade aos nossos projetos”, disse Sílvia Canela.

 

SERVIÇO:

 

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *