Manifesto dos advogados que pede à Justiça do AP que não siga decisão do STF, vira piada e risadaria no twitter

Advogados da recém-criada Associação de Criminalistas do Amapá (Abracrim-AP) e advogados de cargos de confiança da Defensoria Pública do Amapá (Defenap), entregaram aos desembargadores do TJAP um manifesto defendendo que a justiça amapaense não siga a nova a orientação do STF, para que réus condenados na segunda instância da Justiça comecem a cumprir pena de prisão, ainda que estejam recorrendo aos tribunais superiores.

Na rede social twitter, o manifesto dos advogados e defensores foi motivo de críticas, risos e piadas diversas.

manifesto

  • É no mínimo vergonhoso e preocupante esse posicionamento destes advogados e desta associação, pois demonstram que estão mais preocupados com seus clientes, com a corrupção e com a impunidade, que com o direito, a lei e o interesse público.

    Espero que os desembargadores não aceitem essa pressão, façam valer o posicionamento do STF e mandem para cadeia os ladrões do dinheiro público.

    Aproveito e convido todos os cidadãos honesto deste estado para participarem do 1º julgamento relacionado a operação Eclésia, será dia 16 de março, às 08 hs, vamos cobrar do judiciário um posicionamento forte e contundente contra a corrupção e a impunidade.

    Mais um detalhe, o presidente desta recém criada Abracrim-Ap, advogado Cícero Bordalo Júnior, é o advogado de defesa de Edinho Duarte e Moisés Souza no julgamento do dia 16. É muita cara de pau!

    Veja no link abaixo a informação de que o presidente da Abracrim é o advogado dos réus Edinho, Moisés e outros
    http://www.diariodoamapa.com.br/media/k2/items/cache/f7e5f867eaedd88fff8c127fdbb563f0_XL.jpg

  • Como as coisas aqui são totalmente diferentes do Brasil e possível que a justiça aqui aceite essa pressão dos advogados, pois eles precisam ganhar mais dinheiro dos clientes para manter-los soltos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *