Mais de 7 mil pessoas poderão ser operadas de problemas de visão, no Centro de Promoção Humana dos Capuchinhos

Assinatura do convênio do recurso, que já está na conta do governo do Estado, aconteceu nesta sexta-feira (7). O projeto será feito em parceria com o Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate e os atendimentos iniciam no próximo dia 31 de agosto.

Mesmo diante de todas as dificuldades que o país enfrenta devido à pandemia do coronavírus, o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP), reuniu-se com o governador Waldez Góes (PDT-AP) e o diretor Frei José Carlos Pestana, nesta sexta-feira (7), na sede do Palácio do Setentrião, em Macapá, oficializando, por meio de assinatura do convênio, o início do programa ‘Mais Visão Amapá’. Trata-se de um projeto pioneiro para ampliar a oferta de cirurgias eletivas no Sistema Único de Saúde (SUS), em parceria com o Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate – Frades Menores Capuchinhos.

Conforme a Portaria 2.002, de 6 de agosto de 2020, Davi assinou o convênio, que libera R$ 6.470.227,00 em recursos de emenda individual de autoria do senador ao governo do Estado, para início dos atendimentos, a partir do próximo dia 31 de agosto, através da secretária de Saúde. Estão previstas 6.750 cirurgias, sendo quase 5 mil de catarata e quase 2 mil de pterígio (carne crescida).

Davi destacou que essa demanda estava reprimida há mais de 7 anos no Amapá.

“Essa é uma emenda individual, minha, de um valor significativo, e foi destinada a esse projeto com muito carinho, esforço coletivo e união, pois tenho compromisso com a saúde das pessoas do meu Estado. Era preciso resolvermos, de uma vez por todas, essa demanda reprimida, paralisada há mais de 7 anos, das cirurgias de cataratas, e dar o direito a esses amapaenses de terem a sua visão de volta. Confio aos capuchinhos essa missão, e sei que essa relação institucional só vai somar, representando muito na vida dessas pessoas, que terão a sua visão restabelecida”, disse o presidente do Senado Federal.

Os capuchinhos ofertaram os procedimentos pautados nos custos da tabela SUS, contribuindo com mais acesso aos pacientes, que serão acolhidos com o protocolo de manejo ao Covid-19, avaliação médica e a testagem, antes da consulta oftalmológica, para o diagnóstico da necessidade.

“Sem a colaboração e o empenho do senador, não seria possível mostrar a seriedade do nosso trabalho, e somos muito gratos por tudo isso, por essa parceria e, principalmente, pelo voto de confiança. Tenho certeza de que teremos resultados produtivos na recuperação da visão dessas pessoas”, finalizou o diretor Frei José Carlos.

Assessoria de Imprensa
Davi Alcolumbre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *