Justiça determina que Banco do Brasil preste informações em ação de Davi contra Gilvam

Do Jornal Diário do Amapá

A desembargadora Stella Ramos, do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, estabeleceu prazo de cinco dias para que o Banco do Brasil S/A (agência 4544-6), preste informações sobre o titular da conta bancária 00355-58 da agência 903, vinculada ao banco 399, e que a JUCAP (Junta Comercial do Amapá) encaminhe cópia do contrato social da empresa I. P. BORGES DA COSTA, com suas respectivas alterações.

 

A decisão da desembargadora, com data de 25 de fevereiro, tem a ver com a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) que tem como investigante o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) e como investigados Gilvam Borges, Paulo Guerra e Salomão Alcolumbre Júnior, todos do PMDB, que formaram chapa para o Senado na eleição de 2014. Davi acusa a empresa I. P. Borges da Costa, que seria da família de Gilvam, de repassar dinheiro de maneira ilegal para a campanha de Borges.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *