JUÍZES FEDERAIS DO AMAPÁ PARAM PELA VALORIZAÇÃO DA CARREIRA

Os Juízes Federais da Seção Judiciária do Estado do Amapá vêm a público se solidarizar e prestar total apoio à mobilização da Associação dos Juízes Federais – Ajufe pela valorização da Magistratura Federal e pela reposição das perdas do subsídio, uma vez que entendem que deve haver tratamento isonômico entre toda a magistratura nacional.

Os magistrados federais foram os que mais lutaram pela criação do teto constitucional moralizador, pois havia servidores dos três poderes percebendo valores várias vezes superiores aos vencimentos dos Ministros da Suprema Corte, porém, com o não cumprimento da Constituição, em relação ao reajuste, hoje são os mais prejudicados, em razão de outras carreiras serem aquinhoadas com verbas que permitem aos seus membros ultrapassarem o limite constitucional, enquanto a magistratura da União está limitada, em sua remuneração, à regra do subsídio.

Por outro lado, os Magistrados da União não recebem nenhuma compensação por plantões, acumulação de Varas, presidência de turmas recursais, Diretoria do Foro e outras funções administrativas, que é devida a qualquer trabalhador designado por atividades extras ou de maior responsabilidade/complexidade do que suas atribuições ordinárias.

Ademais, algumas verbas que são previstas na Loman (Lei Orgânica da Magistratura) são efetivamente pagas a diversos magistrados no âmbito dos Estados Federados e insistentemente negadas aos Juízes Federais, acarretando um crescente desinteresse de novos candidatos para preenchimento dos quadros da Magistratura da União, que preferem outras carreiras jurídicas com maiores atrativos, como o Ministério Público, por exemplo.

O quadro atual se encontra tão desnivelado que os Magistrados da União chegam a receber a metade ou até mesmo 1/3 (um terço) dos vencimentos da magistratura de alguns Estados da nação, caracterizando sério desequilíbrio entre agentes públicos de responsabilidades similares.

Assim, os magistrados federais da Seção Judiciária do Estado do Amapá paralisarão as atividades nos dias 7 e 8 de novembro e não participarão da Semana Nacional de Conciliação, de 7 a 14 de novembro.

 

 

 

  • Me façam cócegas, R$ 22 mil de salário, 60 dias de férias, 20 dias de recesso, casa funcional ou auxílio moradia, é, a situação está muito difícil mesmo.

    • 22 mil de salário bruto, dá menos de 16 mil reais líquidos mensais. Sem contar que está congelado, sem nenhuma reposição há muitos anos. Eu acho justo um juiz federal ser melhor remunerado! Qualquer médico recém-formado recebe, sem concurso nenhum, mais de 12 mil reais pra atender (muito mal, pos sinal!), nos postos de saúde municipais.
      Outro ponto que vc sabe, mas parece se esquecer, é que os juízes federais, ao contrário dos servidores (tanto da justiça federal quanto do mpf, que vc deve conhecer bem!), não recebem qualquer remuneração adicional por substituição ou direção (no caso direção do foro).
      Quanto à casa funcional, isso ainda existe?
      Pelo que eu sabia o prédio antigo da justiça federal foi ocupado pela AGU

      • mateus vc pisou na bola agora, eu não sou médico, mas vc comparar estas classes, sendo que o médico ganha metade do salario do juiz federal isto é gozação sua dizer que o juiz tá passando fome verifique o SM e diga quem passa mais fome,pois o juiz so ganha segundo vc 35x SM coitados.

        • Que médico ganha metade do salário do Juiz Federal?
          Deve ser esses que cumprem 20 horas semanais (sem descontar o tempo para as suas refeições e sono!), atendendo de cara fechada e falando que “é apenas uma virose”…
          Vc é quem não sabe do que está falando! Talvez porque não seja usuária do serviço público de saúde…
          E não sei onde você leu que eu tenha afirmado que um juiz está “passando fome”. Reveja meus comentários!
          Talvez seja apenas ironia sua, ante a falta de argumentos…

  • Qualquer médico recém-formado, sem prestar concurso, recebe mais de 12 mil pra atender (muito mal por sinal!), 20 horas semanais, nos postos de saúde municipal. Isso pra não falar dos salários dos políticos.
    O salário bruto de juiz federal é 22 mil, que após descontos de IR e contribuição previdenciária não chega a 16 mil reais mensais. Sem contar que está defasado há mais de cinco anos sem reajuste…
    Eu apoio a greve/paralisação dos juízes federais!

  • E são os mesmos que mandam o povo voltar ao trabalho quando reividicam seus direitos, esse é o Brasil de poucos e muitas injustiças.

  • Não sou Juiz, mas ainda acho pouco 22 mil para um Juiz que estudou e muiiiito pra passar num concurso que cada vez mais é mais difícil. O que hpa no Brasil é uma inversão de valores, dá-se mais valor as meninas que rebolam, jogador de futebol que acho que não sabe redigir um ofício, ator de TV, enquanto quem estuda é mal remunerado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *