Jornal Nacional. Dois dias seguidos.

Eis a matéria

PF encontra indícios de fraudes em pagamento de deputados do Amapá

Na Assembleia do Amapá, os parlamentares disseram que pretendem manter os R$ 100 mil que ganham por mês, além do salário, só para cobrir despesas. Para receber, os deputados apresentam notas fiscais.

Um relatório da Polícia Federal mostra que, em dois anos, as notas para pagar o aluguel de veículos somaram mais de R$ 7 milhões. Para explicar as despesas de R$ 50 mil por mês, a deputada Mira Rocha apresentou nota de uma locadora de veículos, mas um dos sócios da empresa é Francisco do Socorro Pereira Costa que, no relatório da Policia Federal, aparece como assessor da deputada. Mira não quis comentar as acusações.

Os deputados do Amapá têm direito também à maior verba para diárias do país: R$ 2.600, se a viagem for dentro do estado, e R$ 4.409 nas viagens ao exterior. Quem mais emitiu notas para os deputados foi uma agência de viagens. Em cinco anos, a Martinica Turismo emitiu R$ 22 milhões em notas de passagens, mas a agência não informa quantas passagens foram emitidas, nem para onde. Também não comenta o assunto.

O deputado Dalto da Costa Martins recebeu R$ 435 mil em um ano. Em apenas um mês, foram 56 diárias. Por telefone, o deputado se defendeu: “Eu não vejo nenhuma irregularidade com relação ao processo legal. Se é imoral ou não, tem todo um processo legislativo com relação a esse posicionamento de diárias”.

O deputado Dalto Martins, do PMDB, disse ainda que o pagamento das diárias de 2010 está sob análise no Tribunal de Contas do Estado. Ele nega ter recebido o valor que consta no relatório da Polícia Federal.
 

 

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/04/pf-encontra-indicios-de-fraudes-em-pagamento-de-deputados-do-amapa.html

  • Lembrei da música Meu Guri do Chico Buarque, em que a mãe do o menino dizia que um dia ele chegava lá.
    Pois assim alguns surripiadores de dinheiro público do Amapá também conseguiram aparecer no Jornal Nacional. Quanta importância. I$$o é pra quem pode e não pra quem quer.

  • É estranho se espantar com o que está acontecendo. Todo mundo neste Estado sabe quem são as pessoas que governam e legislam, quando chegam as eleições lá estão eles de novo, e nós, o povo burro, mais uma vez vota nesse canalhas corruptos. Se quisermos mesmo mudar as eleições estão aí. Tomemos vergonha ou então continuamos a ser chacota do resto do país.

  • Não sei porque tanto estardalhaço com o fato de um deputado ter recebido 56 diárias em um mês.
    Já entendi: foi no mês de fevereiro (não bissexto) e pagaram dobrado.

  • Se isso que esta esta exposto e verdade, o Dalto martins conseguiu que um dia tenha quase 48 horas, pois o mes tem 30 dias ele recebeu 56 diarias logo um dia vale quase 48 horas. cacildes os nossos deputados conseguem alterar o tempo eo espaço, sao genios. nem freud explica

  • Em termos de corrupção o Amapá não deixa nada a dever ao resto do país. Vem ai a quadra junina e a quadrilha da AL tá pronta para se apresentar.

  • Deve haver,
    escondida nos subterrâneos do congreso(assembléia),
    uma escola de malandragens,golpes,perfídias e corrupção.
    Não é possível que tantos congressistas,já nasçam com tanto conhecimento.Millôr.

  • Muito bem sacado o comentário do meu estimado amigo Aderaldo Gazel sobre as diárias dos deputados estaduais do Amapá: Vamos também tirar sarro da cara “deles”, já que “eles” não estão nem aí pra população. PERDERAM A NOÇÃO DO RIDÍCULO.
    Abç. Matta.

  • O curioso é a postura do Ministério Público Estadual, em tese o “fiscal da Lei”. Comeu abiu? Não se manifesta; fica omisso… Não se pode creditar todos esses desmandos aos eleitores, afinal o Estado tem outros instrumentos de fiscalização. Ou seja: parece que o cargo eletivo “concede um passaporte” para o cometimento de ilegalidades de toda ordem. Cadê a OAB? O Sindicato dos Jornalistas? O Tribunal de Contas? A UNE? A força jovem? Não tem uma instituição, ou uma liderança que mobilize a juventude e/ou sociedade para atos de protestos; manifestações? públicas, etc…Só vejo lamentações dirigidas ao cidadão que exerceu livremente o seu direito do voto, que com certeza, não foi para “conceder um passaporte” para falcatruas..Lamentável e vergonhoso o que acontece com o Estado do Amapá. Mesmo longe fico muito triste, até porque o povo Amapaense muito já sofreu com os gestores de plantão..Saerá que isso é uma maldição? Não terá fim?
    att Josenildo Mendes de Sousa

    • Quem fez as denuncias foi o MP Estadual. No domingo a Procuradora deu entrevista no Fantástico…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *