Interrupção de Energia, ocasionada por problemas técnicos na linha de Transmissão Laranjal do Jari/Macapá

Após dois meses do apagão que o Amapá viveu uma de suas maiores crises energéticas em Novembro de 2020, o estado voltou a registrar nesta quarta-feira, 13, por volta das 16h, a falta de energia em 13 dos 16 municípios amapaense, incluindo Macapá.

Em nota, a Companhia de Eletricidade do Amapá que é responsável em distribuir energia informou que, o problema foi na distribuição da linha de transmissão Macapá/Jari.

Também em nota, A Linhas de Macapá Transmissora de Energia esclareceu que sofreu uma ocorrência na linha de transmissão de Laranjal/ Macapá, que abastece sua subestação da capital, e que a questão já foi resolvida.

Mas em Macapá nem todos os bairros ainda tiveram a energia restabelecida. O Tribunal de Justiça do Amapá que estava com Live marcada para hoje e debateria sobre o setor elétrico e o apagão no Amapá”, cancelou o evento em razão da interrupção do fornecimento de energia. A live foi transferida para a próxima segunda-feira, 18, às 16h.

  • O que demonstra que apenas trazer os transformadores para refazer os 450 MW instalados não resolve o problema. Poderíamos ter 1.000.000 de MW instalados e continuar sem energia. O problema vai mais longe. Muito mais.
    Acontece que as autoridades não querem raciocinar como advogados do diabo, ou como engenheiros do diabo.
    Já tem uma turma do MME estudando, a todo vapor, um local para uma nova SE. Ótimo. Mas não resolve. Esse incidente provou isso. É preciso outra configuração. É preciso que as autoridades tirem o rabo de seus gabinetes e venham ver de perto para contar de certo.
    O Amapá é o gargalo do diabo, em se tratando de energia elétrica.
    A solução mais prática e capaz de resolver o problema está nas mãos do senador Lucas Barreto, que está apresentando ao MME. Essa sim, resolve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *