GEA implanta formação superior no campo

A partir do próximo dia 26/04, a formação superior promovida pelo Estado ganhará um forte aliado desta vez exclusivo para aqueles que são formados nas Escolas Famílias (EFAs) do Amapá. A data marcará o início das atividades letivas do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias, projeto piloto do Programa de Formação no Campo da Universidade do Estado do Amapá (UEAP).

A aula inaugural, marcada para 9h30, acontecerá na Escola Família Agrícola de São Joaquim do Pacuí, no distrito de mesmo nome, onde funcionará o curso na modalidade presencial, em sistema de alternância quinzenal, o mesmo praticado pelas EFAs durante toda a educação básica.

O curso de Ciências Agrárias é fruto de parceria entre o governo do Estado, UEAP e Associação das Redes das Escolas Famílias do Amapá (Raefap), que no dia 1º de março assinou convênio anual com o governo do Estado no valor de R$ 3,2 mi destinados à manutenção das cinco escolas famílias existentes no estado.

A formação superior destinada aos residentes das áreas rurais, a maioria sustentada pela pequena produção agrícola e agroextrativista, é fruto dos anseios dos trabalhadores rurais e de parceiros como o governo do Estado, que vêem no ensino, pesquisa e na extensão a geração de oportunidades de desenvolvimento com consciência ambiental para proveito de todos, em especial dos produtores do campo responsáveis pela geração de riquezas a partir da matéria prima.

Entre os objetivos do curso de graduação, destacam-se a formação de profissionais habilitados para atuar como técnicos e pesquisadores, com consciência crítica e que respondam aos desafios que a sociedade exige. O perfil do profissional licenciado em Ciências Agrárias atenderá à formação técnica adequada para o exercício da docência nas escolas do campo, com domínio de metodologias pedagógicas que permitam a aplicação dos conhecimentos em diferentes níveis de ensino.

A área de atuação desse profissional vai do Ensino Fundamental ao Médio, especialmente em escolas com formação em alternância. No âmbito da pesquisa poderá desenvolver atividades em universidades, faculdades e institutos públicos e privados. Poderá também atuar como profissional liberal, por meio de assessorias e consultorias para instituições públicas, empresariais e políticas.

ASCOM-UEAP

Keila Rebelo
Assessora de Comunicação – Universidade do Estado do Amapá (Ueap)

  • Beleza. O Amapá precisa desenvolver o setor primário e para isso precisamos de profissionais que vão a campo. Por aqui temos agronomos, veterinários e florestais que só querem trabalhar em gabinete nas secretárias.

  • A atitude é super importante, mas vai ter validade esse curso? já está em pelo menos em processo de aprovação pelo MEC?

    • Sim..Ontem o pró-reitor Alexandre Amaral informou no twitter que o curso inicia já com processo de registro no MEC

  • O Governo esta em conversacoes com a Portugal Telecom para incorporar os fundos de pensoes dos seus trabalhadores no Estado. A concretizar-se at ao final do ano tal como espera Teixeira dos Santos a transferncia gerar uma receita de 1 6 mil milhes de euros que ser includa na execuo deste ano e desta forma ajudar a cumprir a meta de 7 3 do dfice..Em conferncia de imprensa o ministro das Finanas justificou mesmo esta transferncia com a despesa extraordinria relativa aquisio dos submarinos e a execuo abaixo do previsto da receita no fiscal .Na prtica isto implica que todos os planos de penses regulamentares que abrangem parte dos actuais trabalhadores da empresa e ex-trabalhadores bem como os fundos de penses constitudos para fazer face a estas responsabilidades passariam a ser geridos pelo Estado.Em comunicado a PT garante todas as insuficincias que venham a ser identificadas data da transferncia mas desse momento em diante a responsabilidade passa para o Estado.. 30 09 10 08 42….Depois da PT vai o Fundo de Pensoes do Millenniumbcp…Resultado ..- Um alivio para o Banco..- Problema resolvido no curto prazo para o Estado…Porque no longo prazo….que pesadelo quem ficar com esta crianca nos bracos….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *