Fim da pororoca e fenômeno das “terras caídas” do Bailique serão debatido na Câmara dos Deputados

 

A Comissão de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados vai realizar audiência pública para as causas e compensações socioambientais por conta do assoreamento da foz do Rio Araguari e o fenômeno das “terras caídas” no Arquipélago do Bailique. A audiência foi pedida pelo deputado federal Camilo Capiberibe (PSB/AP) e o requerimento aprovado pela Comissão na última reunião.

Camilo explica que solicitou também a criação de um grupo de estudos do Ministério da Ciência e Tecnologia para analisar o assunto e que o MCT o teria informado que os fenômenos ocorrem por decorrência da construção de hidrelétricas e criação de gado bubalino. Uma das consequências foi o fim do fenômeno da pororoca, atração turística e esportiva internacional.

“Precisamos compreender o ponto de vista dos empreendimentos e também das comunidades do Arquipélago do Bailique, que me pediram socorro através de carta e que motivou o requerimento desta audiência, mas também pedidos de providências ao Governo do Estado e Governo Federal. É preciso impedir a destruição das ilhas desse Arquipélago”.

A data da audiência ainda será marcada e serão convidados representantes da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL; da Agência Nacional de Águas – ANA; da 4ª Câmara de Meio Ambiente do Ministério Público Federal; das Centrais Elétricas do Norte do Brasil – Eletronorte; da empresa Ferreira Gomes Energia, responsável pela operação da usina hidrelétrica UHE Ferreira Gomes; da empresa Cachoeira Energia, responsável pela operação da Usina Hidrelétrica UHE Cachoeira Caldeirão; da associação/cooperativa de produtores/moradores do Arquipélago do Bailique; Admilson Moreira Torres, Geólogo pesquisador do Núcleo de Pesquisas Aquáticas do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA); Alan Cavalcanti da Cunha, Engenheiro Químico, professor do Curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Amapá e dos Programas de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical e Ciências Ambientais; Valdenira Ferreira dos Santos, Geóloga pesquisadora do Núcleo de Pesquisas Aquáticas do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA) e professora da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Gabinete do deputado federal Camilo Capiberibe (PSB/AP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *