Festival Imagem-Movimento abre inscrições para oficina de Escrita Documental

Oficina será online e ministrada pela roteirista Letícia Simões. Inscrições são gratuitas e vão até dia de 21 de junho.
Durante a programação do XVII Festival Imagem-Movimento, serão realizadas duas oficinas, dentre elas a oficina de escrita documental, voltada a desenvolver técnicas de roteiro especificamente para documentários. As inscrições podem ser feitas através do blog do Festival. Basta o interessado preencher o formulário de inscrição até o dia 19 de junho, as inscrições são limitadas.

A oficina será ministrada pela diretora e roteirista, Letícia Simões, em formato online. De acordo com Letícia, “debateremos os meandros das possibilidades de escrita para o documentário, através de exposição e debates, culminando em uma troca a partir de projetos dos alunxs”.
Durante o curso, os alunos poderão conhecer teorias da escrita do documentário, mesclando trechos de obras da realizadora Letícia Simões com fragmentos de curtas e longas do cinema moderno e contemporâneo até a abertura para projetos dos participantes, buscando efetivar o debate criativo.
A oficina é voltada a interessados em roteiros para linguagem documental.Ela terá duração de dois dias, sendo realizada nos dias 24 e 25 de junho, das 16 às 18h. São 6h de carga horária, com direito a certificado.

Seleção de inscritos

Devido a limitação no número de participantes, a curadoria do festival realizará uma seleção dos alunxs, dando prioridade a inscritos da Região Norte. O resultado com os selecionados para a oficina, será divulgado dia 20 de junho nas redes sociais do festival e no blog.

Sobre a oficineira

Letícia Simões nasceu em Salvador, em 1988. Formou-se em Comunicação na PUC-Rio e estudou Roteiro e Documentário na London Academy of Film, Media and TV e Artes Plásticas na London Art Academy. É Mestre em Cine-Ensaio pela Escuela de Cine y Televisión de San Antonio de Los Baños, em Cuba e Mestre em Estudos Contemporâneos das Artes pela Universidade Federal Fluminense.
Como diretora e roteirista, assina a trilogia de longas-metragens sobre literatura brasileira “Bruta Aventura em Versos”, “Tudo vai ficar da cor que você quiser” e “O Chalé é uma Ilha Batida de Vento e Chuva”; e o documentário autobiográfico “CASA”.

O mais antigo do norte

O FIM acontece em terras amapaenses, anualmente, desde 2004, consolidando-se, ao chegar a sua XVII edição, como o festival de audiovisual mais antigo da região norte do país. Esse ano, o evento conta com recursos provenientes da Lei Aldir Blanc de emergência cultural captados através de editais da Secretaria de Estado da Cultura do Amapá (Secult-AP) e, além de sua tradicional equipe de realizadores independentes, essa edição é assinada também pela Oca Produções.

SERVIÇO
Oficina de Escrita Documental
Prazo de inscrições: 15 a 21 de junho
Resultado de selecionados: 22 de junho
Público-alvo: interessados em roteiros para linguagem documental
Período da oficina: 24 e 25 de junho (16h às 18h)
Plataforma: será divulgada em breve
Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/1WkTdHbdHV-QR4S36FIT1SNcU6VmH6UM0NigTy90DD7I/edit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *