Feliz. Galeria Alcy Araújo reinaugura, com memorial do poeta

Feliz com a reinauguração da Galeria Alcy Araújo da Biblioteca Pública, que agora também ganha o memorial Alcy Araújo, que é uma sala anexa à galeria, com objetos pessoais como a escrivaninha e máquina de escrever que ele trabalhava. A reinauguração acontece na sexta-feira, 03, às 19 horas.

Meu pai, Alcy Araújo Cavalcante, era poeta, jornalista, compositor, e também um qualificado técnico do governo do Território Federal do Amapá, com curso de administração Pública pela FGV, e que atuava na elaboração de projetos de desenvolvimento e na gestão do governo.

Entre outros cargos, foi chefe do Gabinete Civil do Governo, Secretário-Geral do Território e diretor da Rádio Difusora.

Nasceu em Peixe-boi  e andou por várias cidades do Pará, com meu avô Nicolau Cavalcante, que implantava as agências dos Correios no Pará.

Veio para o Amapá no governo de Janary Nunes, como tantos outros jovens, contribuir com o desenvolvimento do território do Amapá.

Fico feliz quando o governo do estado valoriza a memória do Amapá e das pessoas. Dignificando trabalhos e registrando a história.

Meus pais, Alcy Araújo Cavalcante e Delzuite Cavalcante, com meu irmão Alcione, no antigo arraial de São José.

 

Especial

No blog da Alcinéa http://alcinea.com tem especial sobre o Alcy Araújo. Inclusive com uma irreverente entrevista concedida em 1981 ao programa de rádio dos jornalistas Pedro Afonso da Silveira e Edvar Motta. Vale a pena ler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *